10 de agosto de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Justiça proíbe dólar falso! pró-Richa

Justiça determina busca e apreensão de "dólar" utilizado em propaganda favorável a Richa; juiz Leonardo Castanho Mendes estipulou multa diária de R$ 50 mil em caso de desobediência; se houver distribuição do dólar! caberá prisão do responsável, no caso Dóatico Santos. Sem esquecer que ele será processado por vários crimes que chegam a 10 anos de cadeia!, contabiliza Luiz Fernando Delazari, da assessoria jurídica de Requião.

Justiça determina busca e apreensão de “dólar” utilizado em propaganda favorável a Richa; juiz Leonardo Castanho Mendes estipulou multa diária de R$ 50 mil em caso de desobediência; se houver distribuição do dólar! caberá prisão do responsável, no caso Dóatico Santos. Sem esquecer que ele será processado por vários crimes que chegam a 10 anos de cadeia!, contabiliza Luiz Fernando Delazari, da assessoria jurídica de Requião.

O juiz auxiliar Leonardo Castanho Mendes, do Tribunal Regional Eleitoral, determinou busca e apreensão de notas de dólar! com a careta de Eduardo Requião, irmão do candidato ao governo do Paraná, senador Roberto Requião (PMDB), distribuídas em campanha a favor da reeleição do governador Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

10 de agosto de 2014
por Esmael Morais
47 Comentários

Requião a Veja e Folha: “Filhos da puta”

Requião afirmou que a mídia canalha distorce o projeto dos cartões de crédito e cria notícia idiota sobre cavalos que nunca teve. "FDPs.", abreviatura de "filhos da puta", classificou. Jornalões da velha mídia tentam carimbar o candidato do PMDB ao governo do Paraná como sendo "perdulário", que deu comida a 88 cavalos durante sua estada na Granja Canguiri, residência de campo do governo Paraná. Requião garante que os animais só comiam capim e que eram utilizados na patrulha da Polícia Militar.

Requião afirmou que a mídia canalha distorce o projeto dos cartões de crédito e cria notícia idiota sobre cavalos que nunca teve. “FDPs.”, abreviatura de “filhos da puta”, classificou. Jornalões da velha mídia tentam carimbar o candidato do PMDB ao governo do Paraná como sendo “perdulário”, que deu comida a 88 cavalos durante sua estada na Granja Canguiri, residência de campo do governo Paraná. Requião garante que os animais só comiam capim e que eram utilizados na patrulha da Polícia Militar.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, neste domingo (10), perdeu a paciência com o jornal Folha de S. Paulo e a revista Veja. Pelo Twitter, ele disse que bateu no “trambique” dos cartões de crédito e propôs o direito de resposta automático contra a mídia que difama. “São uns merdas, ganharemos a parada”, escreveu no microblog. ... 

Leia mais

10 de agosto de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Esquerda perde Cláudio Fajardo do PPL

Do antigo MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), Cláudio Fajardo carregava consigo a irreverência na militância política. Disputou a vice na chapa de Alzimara Bacellar, em 2012, à  Prefeitura de Curitiba pelo PPL. Sou um revolucionário! Não sou um bosta!, costuma dizer Cláudio Fajardo, aos desafetos ideológicos.

Do antigo MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), Cláudio Fajardo carregava consigo a irreverência na militância política. Disputou a vice na chapa de Alzimara Bacellar, em 2012, à  Prefeitura de Curitiba pelo PPL. Sou um revolucionário! Não sou um bosta!, costuma dizer Cláudio Fajardo, aos desafetos ideológicos.

O professor aposentado Cláudio Fajardo, militante e ideólogo da esquerda paranaense, morreu neste domingo (10). Ele está sendo velado na capela 3 do jardim da saudade, Pinhais, região metropolitana de Curitiba. ... 

Leia mais

10 de agosto de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

Coluna do Rocha Loures: Política fiscal e crescimento econômico

à‰ preciso uma mudança radical na direção da simplificação e unificação de tributos, eliminação ou redução de impostos, para tomarmos o rumo do crescimento e do desenvolvimento econômico!, defende Rocha Loures em sua coluna deste domingo. Para o ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), burocracia aliada à  excessiva carga tributária retira capital de giro, diminui a taxa de retorno e inibe investimentos das empresas. Colunista defende uma Reforma Fiscal para resolver o problema da competitividade da economia brasileira, além de cobrar retorno dos impostos em forma de serviços, principalmente em saúde e educação pública de qualidade e transporte público decente, como medida para reduzir custos das empresas. Leia o texto e compartilhe.

à‰ preciso uma mudança radical na direção da simplificação e unificação de tributos, eliminação ou redução de impostos, para tomarmos o rumo do crescimento e do desenvolvimento econômico!, defende Rocha Loures em sua coluna deste domingo. Para o ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), burocracia aliada à  excessiva carga tributária retira capital de giro, diminui a taxa de retorno e inibe investimentos das empresas. Colunista defende uma Reforma Fiscal para resolver o problema da competitividade da economia brasileira, além de cobrar retorno dos impostos em forma de serviços, principalmente em saúde e educação pública de qualidade e transporte público decente, como medida para reduzir custos das empresas. Leia o texto e compartilhe.

Rodrigo da Rocha Loures* ... 

Leia mais