2 de agosto de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Veja essa: Vice abandona Ogier Buchi

Ogier Buchi, candidato do PRP ao governo do Paraná, ficou sem vice porque o odontólogo Valfredo Dzazio abandonou formalmente a chapa, segundo informa o Blog do Rigon; além do vice, Ogier perdeu dois candidatos à  Assembleia e o primeiro suplente ao Senado, de acordo com homologação do TRE; nesta semana, o candidato do PRP virou réu em ação que pedia impugnação da petista Gleisi Hoffmann e tornou-se alvo de denúncia do PT sobre dois filhos seus que teriam sido nomeados em cargos de confiança pelo tucano Beto Richa; neste sábado (2), em Cascavel, ao rejeitar o carimbo de candidato laranja!, Ogier Buchi disse: "Ofereci meu nome ao povo do Paraná para promover uma mudança!.

Ogier Buchi, candidato do PRP ao governo do Paraná, ficou sem vice porque o odontólogo Valfredo Dzazio abandonou formalmente a chapa, segundo informa o Blog do Rigon; além do vice, Ogier perdeu dois candidatos à  Assembleia e o primeiro suplente ao Senado, de acordo com homologação do TRE; nesta semana, o candidato do PRP virou réu em ação que pedia impugnação da petista Gleisi Hoffmann e tornou-se alvo de denúncia do PT sobre dois filhos seus que teriam sido nomeados em cargos de confiança pelo tucano Beto Richa; neste sábado (2), em Cascavel, ao rejeitar o carimbo de candidato laranja!, Ogier Buchi disse: “Ofereci meu nome ao povo do Paraná para promover uma mudança!.

Segundo o atento blogueiro à‚ngelo Rigon, de Maringá, parceiro do Blog do Esmael, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE) homologou ontem (1!º) quatro renúncias, todas elas do Partido Republicano Progressista (PRP), incluindo o candidato a vice-governador, o odontólogo Valfredo Dzazio. ... 

Leia mais

2 de agosto de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

“Substituíram a ditadura militar pela ditadura midiática!, diz Kucinsky

da Agência Brasil
paiva_persio_bernardo.jpg“Substituíram a ditadura militar pela ditadura midiática, a dominação pelo consenso”, disse hoje o jornalista e escritor Bernardo Kucinsky, sob aplausos da plateia que participou da segunda mesa da Feira Literária Internacional de Paraty (Flip) neste sábado (2).

A irmã e o cunhado de Kucinsky foram presos e mortos pela ditadura e seus corpos continuam desaparecidos. Segundo ele, a Comissão Nacional da Verdade não terá resultados concretos, pois os poderosos que apoiaram o golpe de 64 continuam no poder.

“E as Forças Armadas não se reciclaram, não condenaram as atrocidades cometidas no passado. A tentativa de desinformar e a guerra psicológica continua em alguns setores militares, continua, ainda que diminuto”, declarou. Leia mais

2 de agosto de 2014
por Esmael Morais
20 Comentários

Requião inicia “Operação Cachorro Louco” neste domingo em Curitiba

"Operação Cachorro Louco", neste domingo, tem como objetivo ampliar vantagem de Requião em Curitiba na corrida pelo Palácio Iguaçu; movimentação rápida nos bairros da capital será uma das estratégicas do peemedebista, que pretende discutir com a população o Programa do Leite, Tarifa Social da àgua e Luz Fraterna criados em seus governos anteriores.

“Operação Cachorro Louco”, neste domingo, tem como objetivo ampliar vantagem de Requião em Curitiba na corrida pelo Palácio Iguaçu; movimentação rápida nos bairros da capital será uma das estratégicas do peemedebista, que pretende discutir com a população o Programa do Leite, Tarifa Social da àgua e Luz Fraterna criados em seus governos anteriores.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, dá o pontapé inicial neste domingo (3), à s 10 horas, na “Operação Cachorro Louco” em Curitiba. ... 

Leia mais

2 de agosto de 2014
por Esmael Morais
13 Comentários

Petistas querem saber: cadê o vice-governador Flávio Arns?

Petistas que participaram ontem à  noite de reunião com educadores perguntavam: cadê Flávio Arns?; vice e ex-secretário da Educação tomou chá de sumiço e ainda não foi visto na campanha pela reeleição de Richa; especula-se que o tucano, magoado por fora preterido pela deputada Cida Borghetti, poderá ser agasalhado na equipe de Fruet depois das eleições; será possível?

Petistas que participaram ontem à  noite de reunião com educadores perguntavam: cadê Flávio Arns?; vice e ex-secretário da Educação tomou chá de sumiço e ainda não foi visto na campanha pela reeleição de Richa; especula-se que o tucano, magoado por fora preterido pela deputada Cida Borghetti, poderá ser agasalhado na equipe de Fruet depois das eleições; será possível?

O vice-governador Flávio Arns (PSDB), ex-secretário da Educação, tomou chá de sumiço. O homem não é visto em atividade de campanha pela reeleição do governador Beto Richa (PSDB).  ... 

Leia mais

2 de agosto de 2014
por Esmael Morais
76 Comentários

Em Curitiba, Aécio, Richa, Dias e Francischini pedem “Fora Dilma”

 Tucanos e assemelhados ensaiaram palavras de ordem contra a presidenta Dilma, mas recuaram diante da indiferença dos curitibanos que assistiram à  distância uma caminhada promovida pelos candidatos Aécio Neves e Beto Richa no centro da capital paranaense; deputado Fernando Francischini e o senador àlvaro Dias puxaram grito de guerra Fora Dilma!, mas não foram seguidos por militantes! contratados nas vilas e servidores com cargos comissionados no governo do estado.


Tucanos e assemelhados ensaiaram palavras de ordem contra a presidenta Dilma, mas recuaram diante da indiferença dos curitibanos que assistiram à  distância uma caminhada promovida pelos candidatos Aécio Neves e Beto Richa no centro da capital paranaense; deputado Fernando Francischini e o senador àlvaro Dias puxaram grito de guerra Fora Dilma!, mas não foram seguidos por militantes! contratados nas vilas e servidores com cargos comissionados no governo do estado.

Centenas de pessoas caminharam no Centro de Curitiba, na manhã deste sábado (2), em apoio à s candidaturas dos tucanos Aécio Neves (MG), à  Presidência da República, e Beto Richa, à  reeleição no governo do Paraná.  ... 

Leia mais

2 de agosto de 2014
por Esmael Morais
28 Comentários

Coluna do Ricardo Gomyde: PSDB X Lula/Dilma: O que é melhor para o Brasil?

"No governo FHC (PSDB) o país ia mal", recorda Ricardo Gomyde em sua coluna deste sábado, que compara em 13 pontos as realizações da era tucana com o legado de Lula e Dilma nos últimos 12 anos; colunista lembra ainda que no início dos anos 90, na época de UNE, lutava-se contra as privatizações e pagamento do FMI, pelo salário mínimo de 100 dólares; "Parece incrível que em tão pouco tempo (governos Lula/Dilma) esta agenda tenha sido invertida de forma tão radical", observa Gomyde; coincidentemente à  crítica do especialista em políticas de inclusão social, hoje desembarca em Curitiba, via aeroporto Afonso Pena, o senador mineiro Aécio Neves, candidato tucano à  Presidência da República, que tem como proposta resgatar o modelo neoliberal do passado; O que é melhor para o Brasil?!, pergunta Gomyde; leia o texto e compartilhe.

“No governo FHC (PSDB) o país ia mal”, recorda Ricardo Gomyde em sua coluna deste sábado, que compara em 13 pontos as realizações da era tucana com o legado de Lula e Dilma nos últimos 12 anos; colunista lembra ainda que no início dos anos 90, na época de UNE, lutava-se contra as privatizações e pagamento do FMI, pelo salário mínimo de 100 dólares; “Parece incrível que em tão pouco tempo (governos Lula/Dilma) esta agenda tenha sido invertida de forma tão radical”, observa Gomyde; coincidentemente à  crítica do especialista em políticas de inclusão social, hoje desembarca em Curitiba, via aeroporto Afonso Pena, o senador mineiro Aécio Neves, candidato tucano à  Presidência da República, que tem como proposta resgatar o modelo neoliberal do passado; O que é melhor para o Brasil?!, pergunta Gomyde; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde* ... 

Leia mais

2 de agosto de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Dilma: ‘Fizemos aeroportos, mas ninguém ficou com a chave’

do Brasil 247
A presidente Dilma Rousseff ironizou, durante evento do PT em Montes Claros (MG), a construção, pelo adversário Aécio Neves (PSDB), de um aeroporto em propriedade que pertenceu à  sua família quando era governador de Minas Gerais. Na noite desta sexta-feira 1!º, Dilma lembrou que, em seu governo, ela construiu e aumentou a capacidade dos aeroportos, mas “não ficou com a chave” deles.

“Disseram que não ia ter aeroporto [na Copa]. Nós aumentamos a capacidade dos aeroportos em 67 milhões [de passageiros] e ninguém ficou com a chave desses aeroportos”, afirmou a presidente, pela primeira vez ao lado do ex-presidente Lula desde o início oficial da campanha. O evento lançou o empresário Josué Alencar (PMDB), filho do ex-vice-presidente José Alencar, morto em 2011, ao Senado.

De acordo com denúncia da Folha de S. Paulo, o presidenciável tucano construiu um aeródromo em uma propriedade que pertenceu ao seu tio-avô no município de Cláudio (MG), no final de seu mandato como governador mineiro. Na quinta-feira 31, Aécio admitiu ter usado a pista, segundo ele “inadvertidamente”, mesmo sem ter sido homologada pela Anac. O PT entrou ontem com ação criminal contra o candidato na Procuradoria-Geral da República.

Em outra referência ao adversário, Dilma declarou que evitará ao máximo a adoção de medidas “impopulares” ou “antipopulares” ao combater os efeitos da crise econômica em um eventual segundo mandato. A frase fez alusão ao discurso de Aécio feito em abril a empresários, quando afirmou que estaria disposto a tomar qualquer tipo de medida, mesmo “impopulares”, para que o País retomasse o rumo do crescimento. Posteriormente, ele mudou o discurso dizendo que quem toma medidas impopulares é o governo atual, do PT.

Dilma afirmou que trabalhará “sistematicamente” para não tomar decisões que prejudiquem a maioria da população. “Vamos enfrentar aqueles que acham que mudar é voltar atrás, é retroceder naquilo que havia de pior, aumentando o desemprego, fazendo com que quem paga o pato diante da crise seja o trabalhador, o pequeno empreendedor, a maioria da população”, declarou, a uma plateia de prefeitos do Norte de Minas.

Leia mais