1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
2 Comentários

Comunidade pede fechamento do terminal de álcool de Paranaguá

Os moradores da Vila Becker, nas proximidades de Canal da Anhaia, em Paranaguá, se mobilizaram e ingressaram com um novo pedido de fechamento do Terminal Público de àlcool do Porto de Paranaguá e a paralisação imediata da remoção das famílias da Comunidade do Canal do Anhaia. Eles alegam que a remoção das famílias sem a devida avaliação dos imóveis prejudicará a indenização, e também o fato de que muitos moradores da área são pescadores e a remoção para uma região longe da baía prejudicaria seu trabalho.

Uma ação pública foi proposta em 2008 pelo Ministério Público Federal contra a APPA (Associação dos Portos), IAP (Instituto Ambiental do Paraná), União, e as empresas Vopak, Fospar, Cattalini e Petrobrás com o objetivo final de impedir o funcionamento do Terminal Público de àlcool, mediante suspensão de licenças ambientais concedidas.

Os réus de forma solidária foram obrigados a efetuar o levantamento das famílias residentes no entorno da área do Terminal. A Prefeitura doou um terreno próximo a PR!“407, no Bairro Porto Seguro, e algumas famílias já foram removidas. Mas os problemas continuam para quem ainda reside próximo ao canal.

A situação é deplorável uma vez que a poluição é grave e tem causado sérios problemas de saúde e até mesmo óbitos. A ação em andamento requer estudo de impacto de vizinhança, fundamental para que se tenha conhecimento da extensão dos danos causados pelas atividades do Terminal de àlcool ao meio ambiente e à  saúde dos antigos e dos atuais moradores.

Com informações do Blog da Luciane Chiarelli

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
20 Comentários

A pedido de Gleisi, Justiça chuta o pau da barraca digital de Beto Richa

A Justiça Eleitoral determinou nesta sexta-feira (1) que sejam suspensos os serviços de internet gratuita e outros benefícios oferecidos aos eleitores pelo comitê Tenda Digital, da coligação do candidato à  reeleição Beto Richa, inaugurado na última terça-feira (29).

A decisão é do juiz auxiliar Guido José Dà¶beli e atende pedido da Coligação Paraná Olhando Pra Frente, da candidata Gleisi Hoffmann. O desrespeito a decisão resultará em pena diária de R$ 10 mil.

Conforme o relatório do juiz, os serviços oferecidos pela Tenda Digital ferem o !§ 6!º, do art. 39 da Lei n!º 9.504/97. O magistrado compara os serviços oferecidos pela tenda com a distribuição de brindes (bonés, camisetas, chaveiros e etc) comuns nas disputas eleitorais do passado.

Assim, me parece que o brinde de ontem se modernizou, ganhou cara nova, passou de canetas, bonés e camisetas a vantagens mais atrativas aos eleitores, condizentes com a era digital!, destaca o juiz.

Leia a integra da decisão do magistrado:

Decisão Liminar em 01/08/2014 – RP N!º 156813 DES. GUIDO JOSà‰ Dà–BELI

Procedência : Curitiba – PR

Representante : Coligação Paraná Olhando Pra Frente (PT / PDT / PC DO B / PRB / PTN)

Representado : Carlos Alberto Richa

Representado : Maria Aparecida Borghetti

Representado :Coligação Todos Pelo Paraná (PSDB / PROS / DEM / PSB / PSD / PTB / PP / PPS / PSC / PR / SD / PSL / PSDC / PMN / PHS / PEN / PT DO B)

DECISàƒO LIMINAR

I – Relatório

Trata-se de representação formulada pela COLIGAà‡àƒO “PARANà OLHANDO PRA FRENTE”, com pedido de concessão de tutela antecipada inibitória, inaudia altera pars, fundada na alegação de que os representados vêm oferecendo vantagem indevida a eleitores por meio da chamada tenda digital, recentemente inaugurada, na qual os eleitores podem desfrutar, pelo tempo que desejarem, de acesso à  internet e estúdio para produção de fotos.

Diz que referida tenda foi divulgada no site oficial de campanha como sendo um espaço que contará com equipe de ativistas, estúdio de produção de fotos e gravação de áudio, espaço de reunião e área para visitantes acessarem a internet. Também foi amplamente divulgada pelos meios de comunicação e no perfil do primeiro representado na rede social Facebook.

Assevera que as informações e provas apresentadas dei Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
28 Comentários

“Minha relação com Requião é de amor”, declara Romanelli

Minha relação com o Requião é de amor antigo. Não venham atrapalhar!, discursou Romanelli, arrancando risos de Requião e de cerca de mil peemedebistas que participaram na tarde desta sexta-feira (1!º), no Clube da Urca, em Curitiba, durante o lançamento da candidatura à  reeleição do deputado João Arruda.

Minha relação com o Requião é de amor antigo. Não venham atrapalhar!, discursou Romanelli, arrancando risos de Requião e de cerca de mil peemedebistas que participaram na tarde desta sexta-feira (1!º), no Clube da Urca, em Curitiba, durante o lançamento da candidatura à  reeleição do deputado João Arruda.

O deputado Luiz Cláudio Romanelli disse nesta sexta-feira (1), durante lançamento da reeleição do deputado João Arruda, que sua relação com o senador Roberto Requião é de “amor” antigo. ... 

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
13 Comentários

‘Panfletos ilegais’ de dissidentes do PMDB poderão acabar em prisão, avisa coligação de Requião

A coligação Paraná com Governo, liderada pelo senador Roberto Requião (PMDB), por meio de nota de esclarecimento, informou nesta sexta-feira (1!º) que a distribuição de ‘panfletos irregulares’ pela ala dissidente do partido, liderada por Doático Santos, principal estrategista do governador Beto Richa (PSDB) à  reeleição, poderá terminar em prisão devido a ocorrência de crime de desobediência.

Segundo o advogado Luiz Fernando Delazari, da coordenação jurídica do candidato peemedebista, há duas decisões do desembargador Guido José Dobeli (leia abaixo a íntegra) que proíbe a distribuição de folhetos que “claramente revelam a prática de crimes como uso de documento falso, calunia, injuria e difamação e se caracterizam como ações vedadas pela legislação eleitoral e penal”.

Os folhetos em questão atingem as candidaturas de Requião e Gleisi Hoffmann (PT) em favor do tucano.

Abaixo, leia a nota de esclarecimento e as decisões judiciais:

A Coordenação Jurídica da Coligação Paraná com Governo esclarece:

– No dia 26 de julho o Desembargador Guido José Dobeli determinou a imediata apreensão do folheto distribuído por dissidentes do PMDB que se autointitulam Frente Ampla, com a liderança de Doático Santos, que tem como título Nem Gleisi, nem Requião, Beto Richa Governador!;

– No dia 31 de julho, em complemento a esta decisão e acatando requerimento da Coligação Paraná com Governo, o mesmo Desembargador, acertadamente, determinou a busca e apreensão de outro impresso, intitulado PF liga Fraudes a Eduardo Requião!, que alterou matéria do Jornal Gazeta do Povo, distribuída pela mesma facção;

– Esses folhetos, claramente revelam a prática de crimes como uso de documento falso, calunia, injuria e difamação e se caracterizam como ações vedadas pela legislação eleitoral e penal;

– Todas as medidas judiciais cabíveis, no aspecto cível, criminal e eleitoral estão sendo tomadas;

– Importante esclarecer, para que não reste dúvida, que a reiterada prática de distribuição desses materiais após as decisões judiciais são consideradas ilegais e poderão ensejar ocorrência de crime de desobediência, que se somará aos outros crimes já mencionados.

-Qualquer cidadão que identificar essa atividade de distribuição dos referidos materiais poderá denunciar à  Justiça Eleitoral, para que sejam tomadas as medidas legais pertinentes;

Coordenação Jurídica Paraná com Governo

Liminar 01:

Liminar 02:

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
12 Comentários

PT vê crime de Aécio em aeroporto

via Brasil 247

Assinado por cinco advogados do PT, o pedido à  Procuradoria Geral da República de “instauração de inquérito criminal” para apurar a utilização do aeroporto de Cláudio, construído na gestão do presidenciável Aécio Neves no governo de Minas, tem fundamentação além da retórica eleitoral. O documento cita o artigo 261 do Código Penal para pedir que sejam ouvidos pela Justiça o tio-avô do candidato, Múcio Guimarães Tolentino, o filho dele, Fernando Tolentino, e o próprio Aécio. Com base na ausência de homologação do aeroporto na Agência Nacional de Aviação Civil, os petistas acreditam que os pousos realizados pelo senador tucano naquela pista, inserida dentro da fazenda de sua família, atentaram contra a segurança do tráfego aéreo, o que o artigo 216 tipifica como crime:

O funcionamento do aeroporto não homologado e sem cadastro, em desacordo com a resolução n. 158/2010 da ANAC, constitui risco ao tráfego aéreo e pode caracterizar crime previsto no artigo 261 do Código Penal Brasileiro, escreveram os representantes do PT à  PGR. A argumentação dos advogados do PT é simples. Eles se sustentaram em artigo assinado por Aécio, na quinta-feira 31, no jornal Folha de S. Paulo, para levantar a suspeita de que houve, com o uso de uma pista de pouso não homologada, burla à  legislação.

Depois de concluída essa obra, demandada pela comunidade empresarial local, pousei lá umas poucas vezes, quando já não era mais governador do Estado. Viajei em aeronaves de familiares, no caso da família do empresário Gilberto Faria, com quem minha mãe foi casada por 25 anos, escreveu Aécio na Folha.

No mesmo artigo, os petistas encontram uma informação que também foi juntada à  representação à  PGR. O presidenciável admitiu também ter usado para pousos e decolagens o aeroporto do município mineiro de Montezuma, reformado em sua gestão no governo do Estado.

De fato, na semana passada, fui acusado de ter construído o aeroporto de Montezuma. A pista municipal existe desde a década de 1980 e recebeu em nosso governo obras de melhoria de R$ 300 mil, afirmou Aécio em seu artigo.

Ocorre que, conforme apuraram os integrante do Diretório Nacional do PT, também a pista de Montezuma não está homologada e cadastrada na ANAC.

Dessa forma, não restando dúvidas sobre a efetiva utilização dos aeroportos, e considerando que o seu funcionamento irregular pode produzir risco concreto de acidente para aeronaves e tripulantes, a depender dos resultados das investigações, requer-se a instauração de inquérito criminal para apuração da prática do crime previsto no art. 261 do Código Penal, solicita a agremiação.

Na argumentação, os petistas lembram que a fiscalização do tráfego aéreo ocorre dentro e fora dos aeroportos. Esse trabalho, porém, pode ser dificultado ou impossibilitado quando as pistas de pouso não estão homologadas ou cadastradas na ANAC. Elas fariam parte de rotas desconhecidas da fiscalização aeronáutica.

A aposta no PT é a de que, num exame eminentemente técnico da represen Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

PSDB x PSDB: Beti Pavin dá “olé” nos tucanos Rossoni e Mauro Moraes

Prefeita de Colombo, Beti Pavin (PSDB), deixa correligionários de ninho Rossoni e Mauro Moraes "na saudade" ao lançar candidaturas locais à  Câmara e Assembleia; também ficou para trás apoio ao ex-prefeito curitibano Luciano Ducci, pupilo de Beto Richa; coração da tucana ainda bate forte para Requião, segundo os bastidores da política colombense; na última quarta-feira (30), governador esteve no município da região metropolitana.

Prefeita de Colombo, Beti Pavin (PSDB), deixa correligionários de ninho Rossoni e Mauro Moraes “na saudade” ao lançar candidaturas locais à  Câmara e Assembleia; também ficou para trás apoio ao ex-prefeito curitibano Luciano Ducci, pupilo de Beto Richa; coração da tucana ainda bate forte para Requião, segundo os bastidores da política colombense; na última quarta-feira (30), governador esteve no município da região metropolitana.

Na última quarta-feira (30) à  noite aterrissaram em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, os tucanos àlvaro Dias e Beto Richa, que levou a tiracolo sua vice Cida Borghetti (PROS). Na foto oficial sentiu-se a falta do presidente do PSDB no Paraná, Valdir Rossoni, e do deputado também tucano Mauro Moraes. Ambos julgavam-se “fortes” no município vizinho da capital, mas a história não é bem assim. ... 

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

“Todos os ex-prefeitos de Londrina, dos últimos 26 anos, estão inelegíveis”

Segundo José Faraco, em seu Facebook, a cidade não tem tido sorte na escolha dos chefes do executivo municipal; "Todos os ex-prefeitos de Londrina, os dos últimos 26 anos, estão inelegíveis", anotou; será que tem uma caveira de burro enterrada embaixo da Prefeitura de Londrina?

Segundo José Faraco, em seu Facebook, a cidade não tem tido sorte na escolha dos chefes do executivo municipal; “Todos os ex-prefeitos de Londrina, os dos últimos 26 anos, estão inelegíveis”, anotou; será que tem uma caveira de burro enterrada embaixo da Prefeitura de Londrina?

O londrinense José Novaes Faraco, ex-secretário Municipal de Meio Ambiente, militantes político histórico e também blogueiro, faz uma observação sinistra em seu perfil no Facebook... 

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
21 Comentários

Convidado, Requião estuda comparecer na inauguração do comitê eleitoral de Romanelli

Aos poucos, Requião vai reagrupando toda a bancada estadual do PMDB em torno de sua candidatura ao Palácio Iguaçu; sindicalistas "pressionam" Romanelli para reconverter-se à  devoção pela "Carta de Puebla"; deputados Nereu Moura e Ademir Bier já o fizeram; amanhã, em Francisco Beltrão, será a vez de Caito Quintana cerrar fileiras contra "Mamom"; Requião, coração mole!, deverá comparecer à  inauguração do comitê eleitoral de Romanelli em Curitiba.

Aos poucos, Requião vai reagrupando toda a bancada estadual do PMDB em torno de sua candidatura ao Palácio Iguaçu; sindicalistas “pressionam” Romanelli para reconverter-se à  devoção pela “Carta de Puebla”; deputados Nereu Moura e Ademir Bier já o fizeram; amanhã, em Francisco Beltrão, será a vez de Caito Quintana cerrar fileiras contra “Mamom”; Requião, coração mole!, deverá comparecer à  inauguração do comitê eleitoral de Romanelli em Curitiba.

Um dos braços trabalhistas do senador Roberto Requião (PMDB) na campanha pela volta ao governo do Paraná, a Força Sindical, quer reaproximá-lo do deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB). ... 

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
9 Comentários

Malucelli, suplente de àlvaro, pula a cerca para apoiar o genro João Arruda

 Deputado João Arruda reúne "gregos e baianos", nesta sexta-feira (1!º), em lançamento de sua candidatura à  reeleição, à s 13 horas, no Clube da Urca, durante seminário sobre as eleições; bilionário aposentado Joel Malucelli, sogro do moço, que cisca para os lados do Palácio Iguaçu, vai dividir palanque hoje com o senador Roberto Requião e com o também bilionário Marcelo Almeida, que concorre ao Senado; em suma, primeiro sobrinho une hoje, ao vivo e a cores, o poder político ao poder econômico.


Deputado João Arruda reúne “gregos e baianos”, nesta sexta-feira (1!º), em lançamento de sua candidatura à  reeleição, à s 13 horas, no Clube da Urca, durante seminário sobre as eleições; bilionário aposentado Joel Malucelli, sogro do moço, que cisca para os lados do Palácio Iguaçu, vai dividir palanque hoje com o senador Roberto Requião e com o também bilionário Marcelo Almeida, que concorre ao Senado; em suma, primeiro sobrinho une hoje, ao vivo e a cores, o poder político ao poder econômico.

O bilionário aposentado Joel Malucelli (PSD), candidato ao cargo de primeiro suplente na chapa do senador àlvaro Dias (PSDB), nesta sexta-feira (1!º), vai pular a cerca para declarar apoio à  reeleição de seu genro, o deputado federal João Arruda (PMDB), sobrinho predileto do senador Roberto Requião (PMDB), que concorre ao governo do Paraná. ... 

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

Dinheiro não é problema: Arrecadação de Aécio já empata com a de Dilma

do Brasil 247
O PSDB já conta com entre R$ 10 milhões e R$ 12 milhões em doações para a campanha do presidenciável Aécio Neves (MG). Soma obtida em julho já equivale a mais do que o dobro da quantia levantada no mesmo período pelo ex-governador paulista José Serra, o candidato dos tucanos nas eleições presidenciais de 2010.

Dado indica que a campanha deste ano será mais equilibrada financeiramente. O PT deve indicar à  Justiça Eleitoral arrecadação entre R$ 9 milhões e R$ 10 milhões em doações.

Em 2010, a conta era de R$ 14,7 milhões para o PT e R$ 5,2 milhões para o PSDB, em valores atualizados.

Já o socialista Eduardo Campos, que aparece em terceiro nas pesquisas de intenções de voto, deve informar a conta de pelo menos R$ 7 milhões. Em 2010, quando sua atual vice Marina Silva concorreu pelo PV, seu comitê afirmara ter R$ 8,9 milhões no primeiro mês, em valores corrigidos.

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
2 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: Laranjice e aridez das eleições

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, observa que nas eleições paranaense sempre se se repete um fenômeno: tem um pelotão de frente! que dispara na frente; outro que entra para marcar uma posição ideológica, e um terceiro, usando siglas que ninguém conhece, apresenta uma pseudocandidatura e transforma seu tempo de TV e rádio em eco de forças ocultas! !“ o popular candidato laranja; colunista recorda a história do falecido Sale Wolokita!, de Curitiba, que era vice de José Antônio Cardoso, pelo antigo PL, que em 1994 só apareceu uma vez na TV para dizer: Eu sou José Antônio Cardoso e esse é meu vice!; nos últimos três programas, Sale Wolokita! renunciou à  candidatura e pediu votos para aquele que era seu verdadeiro candidato; Para a turma desse terceiro time, sugiro cautela. A Justiça e as assessorias jurídicas estão muito mais vigilantes!, alerta Mac Donald; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, observa que nas eleições paranaense sempre se se repete um fenômeno: tem um pelotão de frente! que dispara na frente; outro que entra para marcar uma posição ideológica, e um terceiro, usando siglas que ninguém conhece, apresenta uma pseudocandidatura e transforma seu tempo de TV e rádio em eco de forças ocultas! !“ o popular candidato laranja; colunista recorda a história do falecido Sale Wolokita!, de Curitiba, que era vice de José Antônio Cardoso, pelo antigo PL, que em 1994 só apareceu uma vez na TV para dizer: Eu sou José Antônio Cardoso e esse é meu vice!; nos últimos três programas, Sale Wolokita! renunciou à  candidatura e pediu votos para aquele que era seu verdadeiro candidato; Para a turma desse terceiro time, sugiro cautela. A Justiça e as assessorias jurídicas estão muito mais vigilantes!, alerta Mac Donald; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald* ... 

Leia mais