TSE divulga cálculo do tempo de rádio e TV de candidatos à  Presidência

via Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou o cálculo do tempo de rádio e televisão dos candidatos à  Presidência da República para a propaganda eleitoral gratuita. Dilma Rousseff terá mais da metade do tempo total de propaganda, que é de 20 minutos. Caso a disputa vá para segundo turno, o bloco de 20 minutos será dividido de forma igualitária entre as coligações.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou o cálculo do tempo de rádio e televisão dos candidatos à  Presidência da República para a propaganda eleitoral gratuita. Dilma Rousseff (PT) terá mais da metade do tempo total de propaganda, que é de 20 minutos. Caso a disputa vá para segundo turno, o bloco de 20 minutos será dividido de forma igualitária entre as coligações.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta quinta-feira (10) a estimativa de tempo que os 11 candidatos à  Presidência da República terão no horário eleitoral no rádio e na televisão, que começa no dia 19 de agosto. Os números serão apresentados aos partidos em audiência pública na quarta-feira (16). Após as coligações tomarem conhecimento da minuta, o plano de divulgação definitivo será colocado em votação no plenário do tribunal.

Segundo os dados, a coligação Com A Força do Povo, da candidata à  reeleição Dilma Rousseff (PT), terá 11 minutos e 48 segundos. A coligação Muda Brasil, do candidato Aécio Neves (PSDB), ficou com quatro minutos e 31 segundos. Eduardo Campos (PSB), da Coligação Unidos pelo Brasil, terá um minuto e 49 segundos.

O restante do tempo no rádio e na TV ficou dividido entre o PSC, do Pastor Everaldo (um minuto e oito segundos); PV, de!  Eduardo Jorge (um minuto e um segundo); PSOL, da candidata Luciana Genro (51 segundos), e Eymael, do PSDC (47 segundos). Os candidatos Levy Fidelix (PRTB), Zé Maria (PSTU), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) terão 45 segundos para expor suas ideias.

O bloco de 20 minutos que será destinado aos que disputam a Presidência da República foi dividido de acordo com o número de partidos e coligações que registraram candidaturas ao cargo e a suas representações na Câmara dos Deputados.

O TSE definirá a primeira ordem de exibição dos programas em sorteio no dia 5 de agosto. Nos programas seguintes, a ordem seguirá o critério de rodízio. Caso a disputa vá para segundo turno, o bloco de 20 minutos será dividido de forma igualitária entre as coligações.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O Aécio e o Beto Richa vão fazer o que com seu tempo,pois nada fizeram para mostrar.

  2. Após a importância dada ao marketing político o tempo na teve parece ser o grande definidor das eleições. Nesta lógica usa-se de tudo para obter “apoio” da maior quantidade de partidos e aumentar o tempo no horário eleitoral.
    Desta maneira, parece que política é um grande balcão de negócios e não importa a ideologia política.
    O momento de dar um basta nisso está próximo, o surgimento e o crescimento das redes sociais e sua participação cidadã poderá ser o iníco da queda deste absurdo.
    Aqui, no Paraná o marketing político perderá força. Mas em âmbito nacional ainda é o diferencial nas campanhas.