images-cms-image-000379651

| Comente agora

Por 8 votos a 2, os ministros decidiram manter a validade do Artigo 28 da Lei Geral da Copa, que proíbe a entrada de cartazes, bandeiras e símbolos com mensagens ofensivas; partido, presidido pelo candidato à presidência Aécio Neves, alegou no STF que a regra impede a liberdade de pensamento, direito garantido pela Constituição Federal; Joaquim Barbosa e Marco Aurélio Mello votaram a favor dos tucanos.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.