cantareira_sp

| Comente agora

A crise hídrica em São Paulo foi praticamente esquecida do noticiário com o início da Copa; por conta do evento, porém, retirada de água do Sistema Cantareira aumentou 64% nas duas últimas semanas e a quantidade de chuva prevista para junho foi bem abaixo da média; principal reservatório da região, que deve passar a operar exclusivamente pelo ‘volume morto’ na próxima semana, atingiu 20,4% de sua capacidade; Sabesp (a Sanepar dos paulistas) conta com a chuva e confirma que nível é suficiente até março, mas estudo aponta que a água pode acabar em 100 dias se o clima continuar como está; problema voltará a ser o grande tema dos debates entre Geraldo Alckmin (PSDB), Paulo Skaf (PMDB) e Alexandre Padilha (PT) nas eleições; problema da escassez da água, no entanto, não é culpa de São Pedro, mas dos gestores que deixaram de investir na captação do precioso líquido para maximizar o lucro dos sócios privados da companhia; coisa de tucano?

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.