Para o PT, Ogier Buchi pode até não ser “laranja”, mas tem que explicar dois filhos nomeados por Richa

Publicado em 31 julho, 2014
Compartilhe agora!

Partido dos Trabalhadores lançou uma ofensiva nesta quinta (31), batizada como "Operação Mimosa", contra o candidato Ogier Buchi; representante do PRP na corrida pelo governo do estado pediu impugnação da senadora Gleisi Hoffmann, que foi rejeitada pela Justiça; Ministério Público abriu processo criminal contra Buchi e petistas divulgaram em seu site decretos com nomeação de dois filhos de Ogier no governo de Beto Richa; para o PT, Ogier Buchi pode até não ser "laranja", como repetiu reiteradas vezes esta semana na entrevista da Rádio Banda B, mas tem de explicar essas duas nomeações pelo tucano.
Partido dos Trabalhadores lançou uma ofensiva nesta quinta (31), batizada como “Operação Mimosa”, contra o candidato Ogier Buchi; representante do PRP na corrida pelo governo do estado pediu impugnação da senadora Gleisi Hoffmann, que foi rejeitada pela Justiça; Ministério Público abriu processo criminal contra Buchi e petistas divulgaram em seu site decretos com nomeação de dois filhos de Ogier no governo de Beto Richa; para o PT, Ogier Buchi pode até não ser “laranja”, como repetiu reiteradas vezes esta semana na entrevista da Rádio Banda B, mas tem de explicar essas duas nomeações pelo tucano.
O site oficial do PT do Paraná divulgou nesta quinta-feira (31) o fac-símile da nomeação de dois filhos do candidato ao Palácio Iguaçu pelo PRP, Ogier Buchi, pelo governador Beto Richa (PSDB). A ofensiva dos petistas foi batizada internamente de “Operação Mimosa”.

Segundo o PT, Arthur Felipe de Leão Buchi, o filho, presta serviço na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano que, até abril deste ano, era comandada por Ratinho Júnior, presidente estadual do PSC e um dos principais apoiadores da candidatura de Beto Richa.

A filha de Buchi, Maria Eduarda de Leão Buchi Giglio, por sua vez, é comissionada da Secretaria de Estado da Comunicação Social. Ela foi nomeada na Casa Civil com um cargo 2C e realocada para a Comunicação Social.

Para o PT, Ogier Buchi pode até não ser “laranja”, como repetiu reiteradas vezes esta semana na entrevista da Rádio Banda B, mas tem de explicar esses dois filhos nomeados pelo tucano Beto Richa.

Hoje, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) rejeitou pedido de impugnação da candidatura da senadora Gleisi Hoffmann (PT) formulado por Buchi. Além disso, o Ministério Público Eleitoral abriu processo criminal contra o candidato do PRP por “má fé” (clique aqui).

“Respeito a decisão da Justiça e vou proceder o recurso cabível porque continuo acreditando nos motivos que me levaram a distribuir a ação de impugnação da candidatura petista ao governo do Paraná pelo PT”, declarou Ogier Buchi.

Compartilhe agora!

Comments are closed.