Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Morre aos 83 anos ex-deputado Plínio de Arruda Sampaio, do PSOL

Plínio de Arruda Sampaio, fundador do jornal Correio da Cidadania, morreu hoje aos 83 anos em São Paulo; candidato a presidente da República pelo PSOL, em 2010,  ele conquistou 886 mil votos; era militante da esquerda católica no pré-golpe de 64 e foi deputado Constituinte pelo PT; "Muito triste: acabei de ficar sabendo do falecimento do nosso querido Plínio", chorou pelas redes sociais Bernardo Pilotto, candidato do PSOL ao governo do Paraná.

Plínio de Arruda Sampaio, fundador do jornal Correio da Cidadania, morreu hoje aos 83 anos em São Paulo; candidato a presidente da República pelo PSOL, em 2010, ele conquistou 886 mil votos; era militante da esquerda católica no pré-golpe de 64 e foi deputado Constituinte pelo PT; “Muito triste: acabei de ficar sabendo do falecimento do nosso querido Plínio”, chorou pelas redes sociais Bernardo Pilotto, candidato do PSOL ao governo do Paraná.

O ex-deputado federal Plínio de Arruda Sampaio morreu nesta terça-feira (8), em São Paulo, aos 83 anos. Ele disputou a Presidência da República pelo PSOL, em 2010, quando obteve 886 mil votos.

Plínio era símbolo da esquerda católica no país, foi do antigo PDC (Partido Democrático Cristão) e relator da Comissão Especial da Reforma Agrária durante o governo João Goulart — pré-golpe militar de 1964.

Com direitos políticos cassados pelo AI-1, Plínio foi exilado no Chile e viveu nos Estados Unidos. Em 1981, de volta ao Brasil, se filiou no PT. Em 1986 foi eleito deputado Constituinte.

“Muito triste: acabei de ficar sabendo do falecimento do nosso querido Plínio”, chorou pelas redes sociais Bernardo Pilotto, candidato do PSOL ao governo do Paraná.

Plínio estava internado havia mais de um mês para tratamento de um câncer nos ossos. Uma broncopneumonia causou-lhe falência múltipla de órgãos.

Comentários desativados.