putin_missil

| Comente agora

Desastre que matou 295 passageiros e tripulantes de um Boeing abatido no espaço aéreo ucraniano por um míssil pode ter outra explicação; fontes do governo russo contaram à agência Interfax que o voo MH 17 fazia praticamente a mesma rota do avião presidencial de Vladimir Putin, presidente da Rússia, que retornava da cúpula dos BRICs; caso a suspeita se confirme, o mundo estará à beira de um grande conflito envolvendo a segunda maior potência nuclear do planeta; para o Kremlin, avião presidencial russo era o verdadeiro alvo do míssil.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.