Esperança petista: Lula será âncora do programa de TV de Dilma

do Brasil 247

Na reta final da campanha pela reeleição, foco do PT é renovar a imagem de que a presidente Dilma Rousseff é herdeira de Lula, maior cabo eleitoral do partido; ele tem concentrado esforços em São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, para transferir votos para Dilma; na próxima semana, o comitê eleitoral também vai lançar nova ofensiva na rede social contra o adversário Aécio Neves com o placar: 20 x 5: 20 milhões de empregos criados na gestão petista x 5 milhões na gestão tucana!, em resposta à s provocações do Instituto Teotônio Vilela; órgão por trás da doutrina no PSDB usou o placar da derrota do Brasil para a Alemanha como referência da inflação x crescimento; Lula também é a esperança da nação petista em vários outros estados, como o Paraná, onde a ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann disputa o Palácio Iguaçu.

Na reta final da campanha pela reeleição, foco do PT é renovar a imagem de que a presidente Dilma Rousseff é herdeira de Lula, maior cabo eleitoral do partido; ele tem concentrado esforços em São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, para transferir votos para Dilma; na próxima semana, o comitê eleitoral também vai lançar nova ofensiva na rede social contra o adversário Aécio Neves com o placar: 20 x 5: 20 milhões de empregos criados na gestão petista x 5 milhões na gestão tucana!, em resposta à s provocações do Instituto Teotônio Vilela; órgão por trás da doutrina no PSDB usou o placar da derrota do Brasil para a Alemanha como referência da inflação x crescimento; Lula também é a esperança da nação petista em vários outros estados, como o Paraná, onde a ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann disputa o Palácio Iguaçu.

O ex-presidente Lula vai assumir um papel ainda mais central na campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff. Na reta final até as eleições e diante do crescimento da rejeição ao governo Dilma, apesar de ainda ter chances de vencer no primeiro turno segundo recente pesquisa Datafolha, intenção do PT é renovar a imagem de que Dilma é herdeira de Lula, seu maior cabo eleitoral.

Dilma também vinculado sua imagem à  história do PT e de Lula em agendas públicas com sindicalistas.

Lula tem concentrado esforços em São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, e já adotou a campanha pelo governo do Estado, de Alexandre Padilha, como prioridade para transferir votos para a presidente Dilma. Escalou time de prefeitos do PT na Grande São Paulo e no interior para blindar os dois candidatos. Não vamos admitir ofensas pessoais nem baixarias!, disse o presidente do PT, Rui Falcão.

Leia ainda a nota de Ilimar Franco, do Globo:

Lula na TV

O ex-presidente Lula vai ser o âncora do programa de TV da presidente Dilma. Caberá a ele apresentar as realizações do governo. A ideia é renovar a imagem de que Dilma é herdeira de Lula. Ao contrário da reta final da campanha de 2010, quando a presença de Lula e o protagonismo de Dilma dividiram os marqueteiros petistas, agora estão todos convencidos que Lula é o ator principal.

Ataque e contra-ataque

Essa campanha promete ser muito criativa. Os primeiros movimentos revelam que os times da presidente Dilma e do senador Aécio Neves estão afiados. O Instituto Teotônio Vilela ganhou as redes sociais por esses dias com um bordão econômico que faz alusão à  derrota do Brasil à  Alemanha na Copa: 7 x 1: 7% de inflação x 1% de crescimento.! Os petistas rangeram os dentes. Na próxima semana, o comitê eleitoral da presidente Dilma vai lançar na rede o seu placar: 20 x 5: 20 milhões de empregos criados na gestão petista x 5 milhões na gestão tucana!. A campanha na TV e nas redes sociais induziu o peso do corpo a corpo nas eleições para o Executivo.

14 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Interessante ver os defensores de mensaleiros e bandidos do PT em total desespero. Tão se apegando a tudo para tentar minimizar esse desgoverno que leva bem mais que esses 3 anos do poste que nos governa.

  2. o time do lula já passou o brasil é outro usá-lo como muleta não cola mais, apesar do povão gostar do lula ele não conseguirá transferir votos pra dilma dessa vez

  3. Com lula ou sem lula é o fim da era PT no Brasil.

    • Diário do Poder acaba de denunciar mais um desvio de conduta de VÁRIOS PETRALHAS…… NOVIDADE NÉ???

      Nedson Micheleti (PT) tem mais poder do que sugere seu cargo de assessor do presidente da Caixa, Jorge Hereda. Fonte do Planalto diz ter sido dele a escolha de Hermínio Basso para o cargo de diretor Corporativo da Caixa. Amigo de André Vargas (ex-PT-PR), com quem morou em Brasília, Micheleti pode virar personagem da Operação Lava Jato, por supostas reuniões, na Caixa, com o doleiro Alberto Youssef.
      Preso pela PF, o doleiro Alberto Youssef pagou até jatinhos para André Vargas. É suspeito de “lavar” cerca de R$ 10 bilhões em dinheiro sujo.
      O assessor Nedson Micheleti, quando prefeito de Londrina, teve como assessores o ministro Paulo Bernardo e a mulher, Gleisi Hoffmann.
      A ex-ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann disputa este ano o governo do Paraná, partido daqueles que, de fato, têm poder da Caixa.
      A assessoria da Caixa Econômica declarou que “não confirma a informação” de que Hermínio Basso teria sido indicado por Micheleti. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto
      http://www.diariodopoder.com.br/noticias/lava-jato-pode-ganhar-um-novo-personagem-2/