datafolha_copa

| Comente agora

Segundo análise de Mauro Paulinho, diretor-geral do Datafolha, e de Alessandro Janoni, diretor de pesquisas, após a vitória da seleção contra o Chile, presidente Dilma Rousseff esboçou uma reação; no entanto, a “humilhação” contra a Alemanha, a derrota para a Holanda e o fim do torneio reverteram parte desse ânimo; porém, a oposição não foi beneficiada pelo quadro; “O saldo do evento na corrida presidencial pode ser considerado um empate sem gols entre o governo e a oposição”, diz a cúpula do Datafolha.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.