Coluna do Ricardo Mac Donald: Curitiba não merece! (continuação)

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, volta a afirma que Curitiba não merece ficar refém de um sindicato que põe uma faca no peito da Administração Municipal! e nos usuários de ônibus; segundo o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet (PDT), o Sindimoc (Sindicato dos Motoristas e Cobradores) tem problemas para explicar como mortes, dinheiro apreendido, notas fiscais frias, dentre outras barbaridades; colunista pede a intervenção firme do Ministério Público para inibir a baderna!, segundo ele, que tende a continuar e pior, expandir!; colunista relata ainda que, depois de tentativa de fraude eleitoral ser frustrada pela Justiça, agora é que quatro chapas se registraram; Oxalá apareça alguém com capacidade de diálogo!, torce o secretário Municipal de Governo; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, volta a afirma que Curitiba não merece ficar refém de um sindicato que põe uma faca no peito da Administração Municipal! e nos usuários de ônibus; segundo o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet (PDT), o Sindimoc (Sindicato dos Motoristas e Cobradores) tem problemas para explicar como mortes, dinheiro apreendido, notas fiscais frias, dentre outras barbaridades; colunista pede a intervenção firme do Ministério Público para inibir a baderna!, segundo ele, que tende a continuar e pior, expandir!; colunista relata ainda que, depois de tentativa de fraude eleitoral ser frustrada pela Justiça, agora é que quatro chapas se registraram; Oxalá apareça alguém com capacidade de diálogo!, torce o secretário Municipal de Governo; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald*

à‰ justo que um Sindicato com tantos problemas, como é o caso do Sindimoc, fique pondo uma faca no peito da Administração Municipal e na população que precisa do ônibus? Não teria que se reorganizar e apurar as mortes, o dinheiro apreendido e mal explicado, as notas fiscais frias, os funcionários fantasmas, como foi mostrado seguidas vezes na imprensa?

O Ministério Público Estadual é fundamental nessa questão, mas é necessário agir com mais celeridade para esclarecer a opinião pública e punir os culpados. Senão a baderna tende a continuar e pior, expandir.

As eleições sindicais honestas poderiam ajudar nos esclarecimentos, mas como o butim é grande sempre há tentativas de perpetuidade. Um exemplo é o processo eleitoral no Sindimoc, que foi irregularmente antecipado e com uma única urna na sede do Sindicato, numa velhíssima tática para dificultar o exercício do voto e direcionar a vontade do eleitor. A articulação foi prontamente derrubada pela Justiça.

A notícia agora é que quatro chapas se registraram. Oxalá apareça alguém com capacidade de diálogo, que coloque os interesses dos sindicalizados em primeiro plano e não parta para o confronto inútil e eleitoreiro, que só desserve a causa e prejudica o andamento de um serviço essencial aos curitibanos.

*Ricardo Mac Donald Ghisi é advogado, secretário Municipal de Governo de Curitiba. Escreve à s sextas no Blog do Esmael.

18 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Olá meus amigos!
    Infelismente em nossa sociedade as leis e as politicas são feitas para classes dominadora, não sei qual o interesse desse nobre colunista, no entanto sei que problemas que o mesmo citou eram de gestões anteriores, para se ter uma ideia o cobrador em 2010 ganhava 630,00 reais, hoje ganha aprox. 1000,00 reais mais um catão alimentação no valor de 315 reais, houve uma mudança significativa em relação ao salario e principalmente no tratar entre funcionários e patrões, se tem greve pode ter certeza que motivos há, a URBS que é um órgao da prefeitura vai implantar a bilhetagem eletrônica e para que isto? Quem será beneficiado com tal procedimento? a população? os funcionários? não, será tão somente os empresários. Agora eu pergunto, Alguém está pensando nos milhares de cobradores que estarão com seus empregos comprometidos, a prefeitura criou um centro de apoio aos senhores e senhoras que dependem deste salário?
    Minha opinião pessoal, transporte público deveria de ser a todos os cidadões pois o nome já diz por si “transporte público” com qualidade e dignidade, dinheiro pra isso tem só falta vontade e deixar interreses escusos de lado eu me pergunto o que seria do trabalhador se não fosse o sindimoc? Penso que o patronal deixaria da caneta e voltaria a usar o chicote

  2. Nunca vi tanta gente falando merda igual neste blog, enquanto isso, por causa destes bostas empresarios gananciosos, junto com o merda do prefeito e o estrume do diretor da urbs ficam chorando e fudendo com o povo, o transporte publico de curitiba sempre foi o caixa 2 da prefeitura,tanto que agora, para nao ter gasto para cumprir a lei eles vao foder com o povo novamente, pois muitas linhas de curitiba, foram colocados apenas micros. e agora??? os funcionarios que foram tirados na epoca nao voltam e o bolso deles continua enchendo, sem contar que agora eles podem continuar tirando onibus normais e colocando micros aonde eles quiserem!! e o povo continua dando lucro pra todos que tiram uma casquinha, um gomo desta laranja, uma fatia deste bolo!

  3. CADA DIRETOR DO SINDIMOC RECEBE R$ 15.000,00 POR MÊS DE JETONS… SERÁ QUE OS FILIADOS DO SINDICATO SABEM DISSO? POR ISSO QUE ELES SE MATAM NA ELEIÇÃO PARA GANHAREM ESSA MAMATA!!!!!!

  4. O negócio é a todo mundo trabalhar duro e comprar o seu carro, aí cada um cuida do seu próprio transporte e essas greves perdem o sentido de existirem.

    PELO FIM DO COLETIVO, QUE CADA UM CUIDE DA SUA PRÓPRIA VIDA.

    Governantes, sindicalista e empresários: TUDO VAGABUNDO, venderam a alma para o diabo e oprimem o povo. GENTE AMALDIÇOADA.

  5. As sucessivas e constantes greves no setor de transporte coletivo já começam a dar seus frutos,só que de efeito bumerangue.Prefeitura de Curitiba começa a adotar o cartão eletrônico para os usuários.Vai substituir,de cara os cobradores.Mais uma legião de desempregados à vista.Greves são necessárias muitas vezes,mas a população não tem que suportá-jas sempre.

    • Carlos

      Vc é contra que cobradores e motoristas ganhem um salário digno?

      Vc acha que para o passageiro viajar, tem que ter ali na catraca e no volante, trabalhadores passando necessidade, morando mal, se alimentando mal?

  6. Esse secretário mais o prefeito têm é que explicar o porquê de acabarem com os cobradores em várias linhas do transporte coletivo.

    Quem precisar pegar esses ônibus, terá que procurar uma banca de revista para comprar cartão e pagar R$ 3,00, quer dizer, subiram a passagem e tão acabando com vagas de emprego; isso é coisa de prefeito fraco, ao invés de matar o carrapato, mata a vaca!

  7. o prefeito mac deve gostar do sindiurbano da urbs que nunca dá trabalho pra pmc .

  8. Quantas chapas (brancas) a “Perfeitura de Curitiba” tá bancando?

  9. O Mac Lanche acertou numa coisa, Curitiba não merece!!! Não merece essa administração Pífia, um Prefeito ausente, um Governo Omisso, covarde e de pouco trabalho ( pra não dizer nenhum), Curitiba não merece o Mac Lanche, sendo primeiro Ministro, enquanto o Prefeito passeia e finge governar. Que manda a Urbs decumprir uma ordem judicial e quer impor que quem não tem cartão… não anda de Onibus. E o Direito de ir e vir? e se eu não quiser fazer uso de cartão? Sem cartão… não embarca em Onibus. Explica isso sr. Mac Lanche. porque o Fruet não sabe explicar, nem porque prometeu e nao cumpre abrir a Caixa Preta, podre e fétida da URBS.

  10. QUE A PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA, QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA E OS DONOS CAPITALISTAS DE EMPRESAS DE ÔNIBUS QUE SÓ QUEREM SABER DE LUCROS, RESPEITEM O SINDIMOC E OS TRABALHADORES QUE USAM O TRANSPORTE COLETIVO EM CURITIBA!

    Esmael e demais qualquer paranaense que goste de ler pesquisar e refletir sobre a realidade já deve perceber e ter percebido que a economia paranaense e curitibana vem sofrendo alterações significativas indo e querendo ir mais para o lado capitalista neoliberal. A resposta a essas alterações dadas pelas iniciativas do mundo dos negócios acaba tendo impactos significativos na sua base de sustentação, nas relações e nas condições de trabalho dos cidadãos comuns. A realidade para a classe trabalhadora (motoristas e cobradores de ônibus) se reflete no medo do aumento de um possível desemprego, decadência das relações e condições de trabalho (estações tubos que viram forno no verão, geladeira no inverno, que não tem banheiros para os trabalhadores fazerem as necessidades fisiológicas e são sem segurança) implicando em reflexos negativos para sua organização. A forma, como no caso, o Sindicato de Motoristas e Cobradores de Ônibus em Curitiba têm encarado essa questão com o surgimento do chamado “novo sindicalismo” é e será costume da agora em diante! Ou seja, com a ascensão do projeto capitalista neoliberal do metrô, tem determinado agressividade nas estratégias e ações do movimento sindical dos trabalhadores do transporte coletivo em curitibano. É nesse ambiente que a atuação do “novo sindicalismo” entra em crise com o poder estatal e com o poder dos patrões capitalista neoliberais gananciosos. O que ocorre é que os capitalistas, em sua ofensiva para conseguir lucros, dão de frente com a crise de valorização de suas empresas de ônibus! A crise encontrou moradia na reestruturação produtiva que existe no setor onde a sustentação da teoria neoliberal, tem tentado dificultar as estratégias e ações do SINDIMOC, criando (tentando criar) fragmentações na classe e levando essa falsa crise para o interior do sindicato, que emergiu como “novo sindicalismo” que não é comprado pelos patrões e manipulado contra os seus filiados.
    Que a Prefeitura Municipal de Curitiba, que o Prefeito Municipal de Curitiba, que os poderosos donos capitalistas milionários das empresas de ônibus em Curitiba, que a Câmara Municipal de Curitiba e os cidadãos usuários de ônibus de Curitiba entendam que o SINDIMOC está fazendo críticas á estrutura decadente do transporte coletivo de Curitiba que aos poucos está sendo sucateado de propósito para terem argumento no sentido de atrair o futuro metrô superfaturado e mandar muita gente embora do emprego do setor!
    É o movimento sindical em sua perspectiva de questionamento dos avanços do mal e inescrupuloso capitalismo (ou do sistema), caracterizada por uma abordagem e defesa classista. Está tentando negar uma estrutura sindical corporativa, ligada ao Estado ou manipulada pelos patrões politicamente, e com tímida atuação. O que se observa é a participação ativa dos trabalhadores (motorista e cobradores) em mobilizações, paralisações, assembléias e greves, configurando-se, inclusive, em uma atividade política muito intensa. É isso que irrita os poderes constituídos a muitos anos no transporte coletivo de Curitiba. Enfim, para os poderosos é melhor a centralização e a verticalização, que que fragilizam a organização sindical de resistência à ofensiva do capital esfomeado por lucro.
    Resumindo a organização pela base é a música de toque desta nova proposta do SINDIMOC, ou seja, o sindicalismo do passado aparecia, como de cúpula, sem bases, de gabinete, marcado por interesses políticos dos patrões, distante da classe trabalhadora.

    • Meu Deus, como você fala besteira… Deve ter fumado 10 kg de maconha antes de escrever! A realidade de quem está dentro das empresas é completamente diferente do que você fala e suas teorias conspiratórias devem ter vindo de um contato alienigena.

      O Sindimoc é mais sujo que galinheiro em todos os sentidos. O Teixeira entrou nele só para tentar vingar a morte do pai dele que era tesoureiro e já entrou no esquema. Está ganhando rios de dinheiro de um Sindicato que ganha mais dinheiro do que as empresas de onibus conseguem fazer no final do mês com esta porcaria de sistema de Curitiba

  11. É verdade Curitiba não merece o continuísmo, eu votei para que Curitiba pudesse ser diferente mais ousada ,mais criativa ,veja o que deu ! hoje temos uma administração tartaruga nada funciona e o pior o que estava bom ficou pior com o atual gestor,na saúde esta um caus ,gente morrendo nos 24 horas tudo por incompetência do secretario importado de campinas.Quanto o sindimoc esta se comportando desta maneira porque temos uma administração franca e com secretários incompetentes vc falou a palavra magica para 2016 ,Curitiba não merece continuar parada no tempo.

  12. Curitiba não merece mesmo….não merece essa administração. Quanta decepção a todos nós eleitores e moradores desta linda cidade. Quando Gustavo Fruet se apresentou como candidato, lutando contra as hostes e o poder do PSDB, achamos que seria um ótimo prefeito, mas INFELIZMENTE erramos, como sempre. Sua gestão é uma lástima. Uma burrocracia criada em sua grande maioria pelos “docentes” trazidas pelo prefeito da Universidade Federal do Paraná. A PMC está infestada deste tipo de gente. Será que é difícil entender que estes professores só existem para formar gestores e não ser eles os próprios gestores? Vejam só a situação do METRÔ. Por erro dos professores da federal, foi impugnado e atrasou novamente o processo de licitação. Tá certo o MAC, Curitiba não merece mesmo esta administração. Que bom que restam apenas 30 meses para o final dela.

  13. O melhor secretário de Governo deste lado do Atlântico, grande General (promovido após vencer a guerra contra os 17 postes clandestinos) Ricardo Coração de Leão, nos aponta o caminho da vitória.

    Manda prender todos estes baderneiros Gustavo.

  14. ESCAPULIU
    É, meu caro Mac, vc estava acostumado com o Sindicato no seu bolso e com a corrupção e correndo solta por uma direção larápia. Agora o sindicato escapuliu de suas mãos.
    Aprenda a conviver com a diversidade e a atender os direitos dos trabalhadores. Nõ esqueça que foi preciso uma greve pra voces da Prefeitura cobrar obras de melhorias nos tubos, que voces já haviam pago sem que as obras fosseem realizadas. Tinha retorno R$ nisto? Ou só incompetencia mesmo pra controlar serviços pagos?

    Comece respondendo estas perguntinhas… depois volte aqui cantar de galinzé.

    • Â«É livre a associação profissional ou sindical, … observando que a lei não poderá exigir autorização do Estado para a fundação de sindicato, ressalvado o registro no órgão competente, vedadas ao Poder Público a interferência e a intervenção na organização sindical» (art. 8o., I).

  15. Eu comentei que o salario de curitiba e região metrpolitana ,a culpa é dos sindicatos. aqui não precisa sindicato patronal. com os sindicatos quetemos, o sindicato patronal deixou de ser necessario.O salario das meprsas é baxo.a mão de obra especializada está indo para outra regiões do pais.Quem faz faculdade e tudo, as empresas quer pagar somente um pouco mais do salariominimo. o que adianta te curso superior no paraná ,principalmente em curitiba?Tem que mudar mesmo.Os trabalhadores devem ser mais ativos no sindicato, que quem deve tomar conta de sindicatos é trabalhadores.poruqe o juridico tem advogado a vontade para contratar ,e contadores.precisa ter uma cabeça que pense no trabalhador ,o empresario e ricos não precisam ,o dinheiro é suas defesas.