23 de julho de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Morre o escritor Ariano Suassuna

da Agência Brasil
Morreu hoje (23), de parada cardíaca, o escritor, poeta e dramaturgo Ariano Suassuna. Ele estava internado, desde segunda-feira (21) no Real Hospital Português, após ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

Suassuna, que tinha 87 anos, morreu à s 17h15, de parada cardíaca, provocada pela hipertensão intracraniana. A família ainda não informou os detalhes do funeral.

Nascido em João Pessoa, quando a capital paraibana ainda se chamava Nossa Senhora das Neves, em 1927, ainda adolescente, Ariano Vilar Suassuna foi morar no Recife, onde terminou os estudos secundários e deixou seu nome marcado na cultura literatura brasileira, especialmente no teatro e na literatura.

Em 1946, na capital pernambucana, fundou o Teatro do Estudante de Pernambuco, junto com o amigo Hermilo Borba Filho. No ano seguinte, escreveu sua primeira peça teatral, Uma Mulher Vestida de Sol, seguida de Cantam as Harpas de Sião e Os Homens de Barro. Em 1955, escreveu sua obra mais popular, Auto da Compadecida, que conta as aventuras de dois amigos, Chicó e João Grilo, no Nordeste brasileiro. A peça foi adaptada duas vezes para o cinema, em 1969 e 2000.

Suassuna continuou criando, escrevendo peças de teatro, romances e poesias. O Santo e a Porca, Farsa da Boa Preguiça e Romance d”A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta são algumas das dezenas de obras dele. A maioria delas foi traduzida para outros idiomas, como francês, alemão, espanhol, inglês e holandês. Em 1989, passou a ocupar a Cade Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

TCU isenta Dilma por prejuízo na compra da Refinaria de Pasadena

via Agência Brasil

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou há pouco o relatório do ministro José Jorge, relator do processo que investiga irregularidades na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), pela Petrobras. O ministro determinou a devolução de US$ 792,3 milhões aos cofres da Petrobras pelos prejuízos causados ao patrimônio da empresa. O relatório isenta de responsabilidade os membros do Conselho de Administração da empresa, que na época era presidido pela então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, hoje presidenta da República.

O maior montante, de US$ 580,4 milhões, deverá ser devolvido por membros da diretoria executiva da Petrobras, que aprovaram a ata de compra da refinaria, entre eles o ex-presidente da estatal José Sergio Gabrielli, além de Nestor Cerveró, Almir Barbassa, Paulo Roberto Costa, Guilherme Estrella, Renato Duque, Ildo Sauer e Luís Carlos Moreira da Silva. Eles terão prazo de 15 dias para apresentar defesa. Todos os citados terão os bens indisponíveis por um ano para garantir o ressarcimento dos prejuízos. O processo será convertido em tomada de contas especial, para permitir a apuração dos danos e a responsabilização dos agentes, além do direito ao contraditório e à  ampla defesa. Depois dessa etapa, será feito um novo relatório, que pode mudar valores e até os citados no processo.

Segundo José Jorge, há “robustos indícios da prática de atos que impuseram prejuízos à  Petrobras!, que corresponde a US$ 580,4 milhões. Para ele, os membros da diretoria executiva da Petrobras podem ser responsabilizados pelo prejuízo, porque cabia a eles a gestão do processo de compra, desde a negociação inicial até a confecção dos contratos. O conhecimento que detinham ou deveriam deter sobre as operações impunha a eles o dever de se contrapor à  aquisição daquela refinaria, nas condições que se deu!.

O ministro não determinou, no entanto, a necessidade de ouvir os membros do Conselho de Administração da empresa, que, para ele, estão em situação diferente, porque autorizaram o negócio com base em documento, que omitiu informações e cláusulas, além de conter dados incorretos. Daí, resulta a conclusão preliminar de que a formatação do negócio que constaria dos respectivos contratos era, em relação aos aspectos essenciais, distinta daquela que foi apresentada ao Conselho de Administração!, disse José Jorge.

“Achamos que devemos nos concentrar na punição dos membros da diretoria executiva, mas dependendo do que eles Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

Presidenciáveis apresentam em Pinhais propostas para o setor atacadista

O ex-governador de Pernambuco e candidato à  Presidência pelo PSB, Eduardo Campos, aceitou convite da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores para falar aos empresários e executivos da cadeia de abastecimento na 34!ª Convenção Anual do Atacadista Distribuidor, que acontece em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, de 4 a 7 de agosto.!  Os outros dois presidenciáveis mais bem colocados nas pesquisas !“ Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) !“ também foram convidados, mas ainda não confirmaram presença.

A Convenção da ABAD, que neste ano tem como tema Foco e Eficiência. Fazendo mais pelo Brasil!, recebe anualmente presidentes, diretores, gerentes e executivos de grandes empresas do setor. No espaço aberto aos candidatos, a entidade espera ouvir as propostas de governo e os planos para acelerar o desenvolvimento do país. A ABAD também vai entregar aos presidenciáveis uma pauta de reivindicações do setor, devidamente embasadas e justificadas, como contribuição para os respectivos projetos de governo!, afirma o presidente da entidade, José do Egito Frota Lopes Filho.

De acordo com os resultados da pesquisa do Ranking ABAD/Nielsen 2014, em 2013 o segmento atacadista distribuidor cresceu 4,4% em termos reais (2,1 pontos percentuais a mais do que o PIB nacional, de 2,3%) e 10,6% em termos nominais, atingindo faturamento de R$ 197,3 bilhões.

Sobre a Convenção

A ABAD 2014 CURITIBA é o maior evento de negócios do segmento na América Latina, que atrai convencionais de todo o país e também do exterior. O encontro, que será realizada ExpotradeConvention Center, em Pinhais, é uma Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

Dobradinha de Rossoni com J. Camargo constrange tucanos de Colombo

Arranjo eleitoral com PSC causa desarranjos regionais no ninho tucano; em Colombo, região metropolitana de Curitiba, por exemplo, a prefeita Beti Pavin não quer nem ouvir falar no antecessor J. Camargo, que disputa a Assembleia em uma dobradinha preferencial com Rossoni; "à‰ mais fácil o Saci-Pererê cruzar as pernas" do que haver um acordo, diz um bicudo da cidade vizinha da capital.

Arranjo eleitoral com PSC causa desarranjos regionais no ninho tucano; em Colombo, região metropolitana de Curitiba, por exemplo, a prefeita Beti Pavin não quer nem ouvir falar no antecessor J. Camargo, que disputa a Assembleia em uma dobradinha preferencial com Rossoni; “à‰ mais fácil o Saci-Pererê cruzar as pernas” do que haver um acordo, diz um bicudo da cidade vizinha da capital.

Os tucanos estão se bicando no ninho de Colombo, município da região metropolitana de Curitiba, por causa da dobradinha eleitoral entre o deputado Valdir Rossoni, presidente estadual do PSDB, que disputará a Câmara, com o ex-prefeito J. Camargo (PSC), que tentará uma vaga na Assembleia Legislativa do Paraná. ... 

Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

“Advogado dos Pobres” vai presidir Comissão de Igualdade Racial

Juliano Breda abriu as portas da OAB-PR para os pobres e minorias; nesta quarta (23), a autarquia federal anunciou Mesael Caetano dos Santos, o Advogado dos Pobres, como novo presidente da Comissão de Igualdade Racial e de Minorias; Não vou decepcionar os meus iguais!, declarou o indicado.

Juliano Breda abriu as portas da OAB-PR para os pobres e minorias; nesta quarta (23), a autarquia federal anunciou Mesael Caetano dos Santos, o Advogado dos Pobres, como novo presidente da Comissão de Igualdade Racial e de Minorias; Não vou decepcionar os meus iguais!, declarou o indicado.

O advogado Mesael Caetano dos Santos foi confirmado para presidir a Comissão de Igualdade Racial e de Minorias da OAB-PR. Assim que instalada, a comissão atuará no atendimento a casos de discriminação racial e na elaboração de ações de promoção da igualdade e combate à  discriminação. ... 

Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
12 Comentários

Erro ou fraude? O que explica a diferença entre Ibope e Datafolha?

do Brasil 247
Nas últimas eleições municipais, o instituto Datafolha cometeu um dos erros mais grosseiros de sua história. Na véspera da eleição, divulgou uma pesquisa com empate triplo em primeiro lugar !“ José Serra (PSDB) com 28%, Celso Russomano (PRB) com 27% e Fernando Haddad (PT) com 24% -, quando na verdade apenas dois se classificaram, Serra e Haddad, e o terceiro, Celso Russomano, mal deu torcida. Agora, nesta eleição presidencial, os resultados do Datafolha começam a despertar dúvidas desde cedo.

Na pesquisa divulgada na última quinta-feira 17, o levantamento do Datafolha mostra a presidente Dilma Rousseff (PT) com 36% das intenções de voto, o candidato do PSDB, Aécio Neves, com 20%, e Eduardo Campos (PSB) com 8%. Os números são bastante similares, considerando o empate técnico, com os do Ibope divulgados na noite desta terça-feira 22. Nessa mostra, Dilma tem 38%, Aécio, 22%, e Campos mantém os 8%.

A grande diferença está na simulação de segundo turno. Enquanto o Datafolha registra empate técnico entre Dilma (com 44% das intenções de voto) e Aécio (com 40%), e uma pequena distância entre Dilma (45%) e Campos (38%), o Ibope aponta vitória distante da petista nas duas hipóteses, quando enfrenta o senador tucano (41% contra 33%) e quando disputa com o ex-governador de Pernambuco (41% contra 29%).

O próprio Planalto reagiu com estranheza ao Datafolha da semana passada, conforme noticiou Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania. Segundo ele, a pesquisa foi recebida “com espanto e até com indignação” pela equipe do governo Dilma, que questionou, por exemplo, a lógica de o candidato do PSDB ficar estacionado no primeiro turno e ganhar 20 pontos percentuais em um eventual segundo turno, enquanto a petista só ganharia oito.

Afinal, o que explicaria tamanha diferença?

Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
47 Comentários

Requião anuncia processo contra Richa por fraude em pesquisa eleitoral

Com medo de ser processado, Richa apaga tuíte no qual agradecia aos paranaenses! pela liderança em pesquisa de Cascavel; tarde demais segundo Requião, que determinou processo contra o tucano por fraude na divulgação de pesquisa eleitoral; sobre o fato de o tucano ter apagado a mensagem no Twitter após seu anúncio, o peemedebista disse que o adversário tem medo, mas não tem vergonha.

Com medo de ser processado, Richa apaga tuíte no qual agradecia aos paranaenses! pela liderança em pesquisa de Cascavel; tarde demais segundo Requião, que determinou processo contra o tucano por fraude na divulgação de pesquisa eleitoral; sobre o fato de o tucano ter apagado a mensagem no Twitter após seu anúncio, o peemedebista disse que o adversário tem medo, mas não tem vergonha.

à‰ intenso o bombardeio entre as trincheiras do governador Beto Richa (PSDB) e do senador Roberto Requião (PMDB). Eles disputam palmo a palmo áreas importantes na corrida pelo Palácio Iguaçu. Mas a artilharia pesada mesmo está saindo da frente jurídica de ambas as campanhas. ... 

Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
33 Comentários

Richa luta para recuperar “terreno” na Grande Curitiba e Litoral

O governador Beto Richa e o senador àlvaro Dias, ambos candidatos à  reeleição pelo PSDB do Paraná, reuniram-se ontem (22) com lideranças e prefeitos da região metropolitana de Curitiba e Litoral. O objetivo do encontro era discutir estratégia para recuperar “terreno” perdido nos últimos para as candidaturas oposicionistas de Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) ao Palácio Iguaçu.

Contamos com uma grande aliança nessas eleições e um trabalho sólido que levou o Paraná a avançar em todas as áreas, com índices de crescimento muito superiores ao da antiga gestão!, comparou o senador àlvaro Dias.

Alvaro Dias ressaltou que a Coligação Todos pelo Paraná conta com mais de 600 candidatos, todos grandes líderes em suas regiões e que trabalham diariamente para apresentar propostas objetivas que contribuam para o desenvolvimento do estado. Segundo o senador, a soma de esforço desses candidatos é fundamental para dar continuidade ao “excelente” trabalho realizado pelo governador Beto Richa e também fortalecer a campanha para Presidência da República de Aécio Neves, que irá promover as mudanças que o Brasil tanto precisa no governo federal.

A vitória de Beto Richa é a vitória do Paraná. A vitória de Aécio Neves é a vitória de um Brasil melhor, mais transparente e que trabalha para a melhoria da qualidade de vida da população!, disse Alvaro Dias.

Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

Candidatos ‘nanicos’ ao governo apresentam propostas radicais

via Folha de Londrina

Dos oito candidatos que se registraram junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para concorrer ao governo do Paraná, cinco são considerados “nanicos”. Com menos tempo de televisão e recursos escassos de campanha, Bernardo Pilotto (PSOL), Geonísio Marinho (PRTB), Ogier Buchi (PRP), Rodrigo Tomazini (PSTU) e Tulio Bandeira (PTC) correm por fora na disputa. Talvez por isso, alguns deles apostem em medidas mais radicais, como a reestatização de empresas públicas, no caso do PSTU, ou a privatização dos presídios, proposta pelo PRTB, para chamar a atenção do eleitor.

PSOL

Pilotto e Tomazini são, notadamente, os candidatos mais à  esquerda do espectro político. Ambos enfatizam o fato de não dependerem do financiamento de banqueiros, do agronegócio ou de empreiteiras. O sociólogo do PSOL diz que seu plano de governo é também um programa de ação, pois continuará sendo utilizado para a militância cotidiana mesmo em caso de derrota nas eleições.

Segundo ele, sua primeira tarefa será desfazer os mitos difundidos pelas propagandas oficiais, de que “vivemos em um Estado branco, europeizado, sem desigualdades sociais e oligarquias”. Na saúde, suas principais propostas são o “esvaziamento” da Funeas (Fundação Estatal de Atenção à  Saúde), criada no início do ano pelo governador Beto Richa (PSDB), com o argumento de garantir maior autonomia orçamentária e financeira ao setor, e a criação de uma empresa pública de produção de medicamentos. Adotado na gestão atual, o modelo de Parcerias Público-Privadas (PPPs), base da Funeas, é defendido no plano de metas de Beto. E Leia mais

23 de julho de 2014
por Esmael Morais
22 Comentários

Pesquisa dá chabu na base de Richa

Estrategistas do Palácio Iguaçu mergulham no mercado de pesquisas de opinião e desagradam deputados da base governista; cada sondagem é vendida por módicos R$ 2 mil;  ao receber notícia de que na pesquisa de Richa não seria reeleito, parlamentar devolveu na mesma moeda: Se essa pesquisa que eu não me reelejo está certa, com certeza, a que põe na dianteira o governador Beto Richa está errada!.

Estrategistas do Palácio Iguaçu mergulham no mercado de pesquisas de opinião e desagradam deputados da base governista; cada sondagem é vendida por módicos R$ 2 mil; ao receber notícia de que na pesquisa de Richa não seria reeleito, parlamentar devolveu na mesma moeda: Se essa pesquisa que eu não me reelejo está certa, com certeza, a que põe na dianteira o governador Beto Richa está errada!.

A história é mais ou menos assim: os estrategistas Palácio Iguaçu encomendaram pesquisas nos 399 municípios para os deputados que compõem a base de sustentação governista. A sondagem foi ofertada a preço bastante abaixo do mercado, o que atraiu os senhores parlamentares. à‰ aí que a porca torce o rabo. ... 

Leia mais