18 de julho de 2014
por esmael
2 Comentários

Momento Cultural: “Chega de Saudade” – Caetano Veloso & Roberto Carlos

Hoje é sexta-feira, dia de pequena pausa na brutalidade da política e de Momento Cultural. Roberto Carlos e Caetano Veloso interpretam “Chega de Saudade”. A canção foi escrita por Vinícius de Moraes (letra) e por Antonio Carlos Jobim (música), em meados dos anos 50.

Acompanhe a letra da música:

18 de julho de 2014
por esmael
8 Comentários

Paulo Bernardo enquadrou a “Turma do Amendoim” no PT?

Famosa "Turma do Amendoim", dentro do PT, teria afrouxado o sutiã diante de puxão de orelha do ministro Paulo Bernardo; grupo de veteranos do partido pregava semana passada instalação de um comitê suprapartidário em prol das candidaturas de Dilma e Requião; petista Marcos Vinícius Mazoni, presidente do Serpro, coordena o plano de governo de Requião para a área de informática.

Famosa “Turma do Amendoim”, dentro do PT, teria afrouxado o sutiã diante de puxão de orelha do ministro Paulo Bernardo; grupo de veteranos do partido pregava semana passada instalação de um comitê suprapartidário em prol das candidaturas de Dilma e Requião; petista Marcos Vinícius Mazoni, presidente do Serpro, coordena o plano de governo de Requião para a área de informática.

A Turma do Amendoim!, grupo formado por veteranos filiados do PT, parece que foi enquadrada pelo ministro Paulo Bernardo, marido da senadora Gleisi Hoffmann, candidata do partido ao governo do Paraná. Leia mais

18 de julho de 2014
por esmael
27 Comentários

Judicialização: Requião anuncia processos contra Richa e Araupel por calúnia e difamação

Indignado, Requião anunciou nesta sexta (18) que vai processar o governador Beto Richa (PSDB), o diretor da Araupel, Tarso Giacomet, e meios de comunicação que teriam atribuído a ele o estímulo! à  ocupação de uma área de 35 mil hectares na região de Rio Bonito do Iguaçu e Quedas do Iguaçu, no Sudoeste; "Eu não instiguei invasão alguma, como esses irresponsáveis me acusam. Processo nessa cachorrada", fuzilou; Na onda da judicialização da eleição, o candidato do PMDB conta já ter acionado a Justiça Eleitoral 28 vezes nas últimas duas semanas.

Indignado, Requião anunciou nesta sexta (18) que vai processar o governador Beto Richa (PSDB), o diretor da Araupel, Tarso Giacomet, e meios de comunicação que teriam atribuído a ele o estímulo! à  ocupação de uma área de 35 mil hectares na região de Rio Bonito do Iguaçu e Quedas do Iguaçu, no Sudoeste; “Eu não instiguei invasão alguma, como esses irresponsáveis me acusam. Processo nessa cachorrada”, fuzilou; Na onda da judicialização da eleição, o candidato do PMDB conta já ter acionado a Justiça Eleitoral 28 vezes nas últimas duas semanas.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, cumpre agenda nesta sexta-feira (18) em Londrina. O atento jornalista Cládio Osti, do blog Paçoca com Cebola, deu sua impressão sobre a passagem do candidato pelo município ao ouvi-lo na rádio CBN: “Foi até light ao falar do atual governador Beto Richa”. Leia mais

18 de julho de 2014
por esmael
3 Comentários

Mensalão do DEM: Janot defende impugnação do registro da candidatura de Arruda ao governo do DF

da Agência Brasil
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu hoje (18) a impugnação do registro da candidatura de José Roberto Arruda (PR) ao governo do Distrito Federal (DF). Arruda tem a candidatura contestada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) com base na Lei da Ficha Limpa, norma que impede que condenados em segunda instância se candidatem. Janot participou de um café da manhã com jornalistas.

Segundo o procurador, mesmo se tiver o registro de candidatura aceito pelo Tribunal de Regional Eleitoral (TRE) e for eleito, Arruda poderá ter o diploma de governador cassado em função da condenação.

“Houve a impugnação do registro com base na Lei da Ficha Limpa. O que se discute é que essa ausência de condenação em segundo grau se deu em razão de um obstáculo judicial, criado pelo próprio candidato. Esse realmente é um ponto que vamos ter que discutir juridicamente. Mas, isso não impede o recurso contra expedição de diploma, porque isso é uma causa de inelegibilidade posterior!, disse Janot.

Filiado ao PR, Arruda é candidato ao governo do DF pela coligação União e Força e, apesar da condenação, pode concorrer normalmente à s eleições até o julgamento definitivo do pedido de candidatura.

No dia 9 de julho, a 2!ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) manteve a condenação do ex-governador do Distrito Federal por improbidade administrativa, em processo iniciado como desdobramento das investigações da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, que desvendou o esquema de corrupção conhecido como mensalão do DEM, em 2009.

O advogado do candidato, Francisco Emerenciano, contesta a ação do MPE. Segundo ele, a condenação não tem alcance sobre a candidatura, pois a jurisprudência dos tribunais eleitorais é que a inelegibilidade é aferida no momento do pedido de registro, feito antes do julgamento que manteve a condenação de Arruda.

A polêmica sobre a validade do registro do candidato é em relação a Lei das Eleições (Lei 9.504/97). Segundo a norma, as condições de inelegibilidade são aferidas no momento do pedido de registro da candidatura, feito na semana passada, quando o recurso de Arruda ainda não tinha sido julgado. Além disso, a suspensão dos direitos políticos só vale após o trânsito em julgado, o fim do processo.

A entrega do registro não garante a participação do político nas eleições. Após parecer do MPE, os pedidos são julgados por um juiz eleitoral, que verifica se todas as formalidades foram cumpridas.

18 de julho de 2014
por esmael
28 Comentários

Dilma é afetada por desempenho pífio do PT em São Paulo, Rio, Bahia e Paraná. Que fazer?

do Brasil 247 O plano não está saindo como o que foi projetado. A ideia inicial do PT era poder vencer as eleições para governador em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia, mas as pesquisas, a esta altura, mostram uma realidade bastante diferente.

Em São Paulo, o candidato a governador Alexandre Padilha patina com 4% de intenções de votos, segundo a pesquisa Datafolha, na última posição da corrida ao Palácio dos Bandeirantes. No Rio de Janeiro, o senador Lindbergh Farias acaba de perder a terceira posição que vinha ostentando, superado pelo governador Luiz Fernando Pezão, do PMDB. Na Bahia, o deputado Rui Costa não vai conseguindo enfrentar a frente de partidos encabeçada por Paulo Souto, do DEM. A oposição ao governador Jacques Wagner já fala em vencer no primeiro turno. O desempenho do PT nos três Estados que reúnem mais de 35 milhões de eleitores tem uma grande prejudicada: a candidata à  reeleição Dilma Rousseff.

Também não as melhores as notícias do Paraná, onde a ex-ministra Gleisi Hoffmann, que começou a disputa eleitoral com todo o gás, enfrenta agora o crescimento do ex-governador Roberto Requião, do PMDB, na busca por uma vaga no segundo turno contra o governador Beto Richa, do PSDB.

A julgar pelo Datafolha divulgado ontem, a presidente está sendo afetada pelo desempenho dos petistas. Além de não conseguir escalar novos patamares no índice do instituto !“ oscilando negativamente para 36% de intenções de votos, dentro da margem de erro de dois pontos percentuais -, Dilma perdeu força nas grandes cidades e não tem, no momento, palanques fortes o suficiente para reverter a situação de imediato.

A exceção entre a fragilidade que a cerca é o candidato Fernando Pimentel, em Minas Gerais. Sem bater de frente na administração do governador tucano Antônio Anastasia, Pimentel vai conseguindo manter a liderança nas principais pesquisas, mesmo sem avistar, ainda, uma vitória em primeiro turno.

Em São Paulo, ao contrário, quem já vislumbra uma eleição tranquila é o governador tucano Geraldo Alckmin. Trata-se, ali, da situação que vai se mostrando, dentro de um quadro ruim, a mais negativa para a candidatura da presidente. Já se detecta que Alckmin começa a transferir votos para o presidenciável tucano Aécio Neves.

No Rio de Janeiro, Aécio se beneficia do racha do PMDB em relação a Dilma. O governador Luiz Fernando Pezão está crescendo nas pesquisas, e já deixa para trás o senador petista Lindberg Farias. A chamada chapa Aezão está funcionando, e Dilma não se beneficia em nada dela.

Na Bahia, a frente de centro-direita montada pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, em benefício de seu correligionário Paulo Souto, do DEM, está empurrando o deputado petista Rui Costa para o córner. No interior e na capital, a presença maior da coligação adversária já leva o candidato a senador Geddel Vieira Lima, do PMDB, a afirmar ao 247 que a eleição será resolvida em primeiro turno !“ contra o governador Jacques Wagner e a presidente.

Enquanto os candidatos do PT não melhorarem suas performances, não há palanques fortes o suficiente, nos maiores Estados, em apoio à  Dilma. A exceção é Minas Gerais, onde a realidade, para os petistas, está se mostrando melhor do que as projeções. Aproveitando-se dos erros do PSDB local, mas sem atacar diretamente o governador Antonio Anastasia, o ex-ministro Fernando Pimentel vai liderando a corrida sem

18 de julho de 2014
por esmael
2 Comentários

Caixas eletrônicos de sete bancos serão substituídos por Banco24Horas

da Agência Brasil
Caixas eletrônicos de sete bancos que ficam fora de agências bancárias serão substituídos por terminais de autoatendimento da Rede Banco24Horas. Em comunicado ao mercado, o Banco do Brasil, em conjunto com Bradesco, Caixa, Citibank, HSBC, Itaú Unibanco e Santander, informa que assinou acordo de acionistas com a empresa Tecnologia Bancária Tecban, responsável pelos terminais.

Segundo o comunicado, o acordo prevê que em até quatro anos, condicionado à  aprovação de órgãos reguladores, uma parcela dos terminais de autoatendimento desses bancos, situados fora das agências bancárias ou em locais cujo acesso não seja restrito, exclusivo ou controlado, deverão ser substituídos pelos caixas da Rede Banco24Horas.

Para o BB, a parceria gera aumento de eficiência, maior qualidade e capilaridade de atendimento a seus clientes!.

18 de julho de 2014
por esmael
30 Comentários

Aos petistas, Gomyde promete “aposentar” tucano àlvaro Dias

Gomyde acha que uma campanha "propositiva" já seria mais que suficiente para colocar o pijama em àlvaro; candidato comunista acredita que o Paraná "cansou" da acidez e pouca produtividade do tucano; coligação Paraná Olhando Pra Frente aposta que pedágio mais caro do mundo! vai segurar candidatura do peemedebista Marcelo Almeida.

Gomyde acha que uma campanha “propositiva” já seria mais que suficiente para colocar o pijama em àlvaro; candidato comunista acredita que o Paraná “cansou” da acidez e pouca produtividade do tucano; coligação Paraná Olhando Pra Frente aposta que pedágio mais caro do mundo! vai segurar candidatura do peemedebista Marcelo Almeida.

O candidato ao Senado pela coligação Paraná Olhando Pra Frente, Ricardo Gomyde (PCdoB), aos petistas, tem prometido combatividade com o objetivo de “aposentar” o senador àlvaro Dias (PSDB). O tucano está no Senado há duas décadas. Leia mais

18 de julho de 2014
por esmael
14 Comentários

3 mil famílias sem terra ocupam área “grilada” pela fazenda Araupel no PR

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) ocupou na manhã de ontem (17) uma área de 35 mil hectares entre os municípios de Rio Bonito do Iguaçu e Quedas do Iguaçu, região Sudoeste, cujas terras são “griladas” pela fazenda Araupel.

Cerca de 3 mil famílias do Acampamento Herdeiros da Luta 1!° de Maio reivindicam a área “grilada” que pertenceria à  União para fins de reforma agrária.

Coincidentemente à  ocupação do MST, na quarta-feira (16) o senador Roberto Requião (PMDB) concedeu entrevista à  Rádio Municipal FM 92.5, de Quedas do Iguaçu, na qual questionou a legitimidade da posse da terra pela Araupel.

Essas são uma das melhores terras do Brasil, e a Araupel apenas produz madeira para exportação. Queremos produzir alimentos nessas terras, e por causa das ilegalidades, elas devem sim ser destinadas à  reforma agrária, para que possamos trabalhar e produzir alimento de qualidade ao povo brasileiro!, explica Antônio Miranda, da direção nacional do MST.

No começo do mês, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) do Paraná formalizou o pedido de nulidade da área na 3!ª Vara Federal de Cascavel, por existirem sérias dúvidas jurídicas sobre a legitimidade do título de propriedade por parte da empresa.

Sobre a disputa pela terra na região

Desde o último dia 1!° de maio, milhares de famílias Sem Terra se organizam no lote de um agricultor do Assentamento Ireno Alves dos Santos, ao lado da área ocupada. A juventude Sem Terra, filhos e filhas de assentados da região, são os maiores protagonistas desse processo.

Desde 2004, tramita na justiça uma ação promovida pelo Incra contra a Araupel.

Desde a abertura do processo, os Sem Terra já conquistaram dois assentamentos sobre as terras em disputa: o Assentamento Celso Furtado, em Quedas do Iguaçu, e 10 de Maio, em Rio Bonito do Iguaçu.

A imissão de posse de ambas as áreas concedida pelo juiz responsável da Comarca de Cascavel foi dada sem que a empresa fosse indenizada, já que se apropriava ilegalmente da área.

O Incra já imitiu posse de parte dessa área, cerca de 23 mil hectares, quando fez o assentamento Celso Furtado. A questão é que o restante dessa área tem a mesma origem no título, que foi outorgada a Companhia de Ferro São Paulo/Rio Grande (em 1926). Então se comprovada área nula, temos aí cerca de 35 mil hectares que podem ser destinados à  reforma agrária!, disse Raul Bergold na época, ouvidor agrário do Incra do Paraná.

Com informações do site Terra de Direitos.

18 de julho de 2014
por esmael
11 Comentários

Datafolha: Copa de 2014 não influenciou eleições

do Brasil 247
A pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira aponta que a Copa do Mundo não influenciou a disputa pela Presidência da República em 2014.

Segundo análise de Mauro Paulinho, diretor-geral do Datafolha, com Alessandro Janoni, diretor de pesquisas, após a vitória da seleção contra o Chile, Dilma esboçou uma reação. No entanto, a humilhação! contra a Alemanha, a derrota para a Holanda e o fim do torneio reverteram parte desse ânimo.

Segundo a direção do Datafolha, o orgulho com a seleção brasileira desabou e a avaliação positiva sobre a organização da Copa também sofreu queda, suficiente para voltar a dividir a opinião pública sobre o sucesso do evento; porém, a oposição não foi beneficiada pelo quadro.

O cenário da sondagem foi de estabilização: números mostram a presidente Dilma Rousseff (PT) com 36% dos votos (dois pontos a menos do que na pesquisa anterior); o tucano Aécio Neves tem 20% (mesmo índice de duas semanas atrás); Eduardo Campos (PSB) soma 8% (um ponto a mais); variações se deram dentro da margem de erro.

O saldo do evento na corrida presidencial pode ser considerado um empate sem gols entre o governo e a oposição!, diz a cúpula do Datafolha (leia mais).

18 de julho de 2014
por esmael
16 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: Depois da Copa… Mídia aplicou “171” no país

"Qualquer um que viajava a prestação para Miami, voltava dizendo: Imagina na Copa!", lembra em sua coluna desta sexta-feira Ricardo Mac Donald; colunista critica terrorismo midiático que apostava no caos nos aeroportos, polícia e black blocs se enfrentando nas ruas, PCC explodindo pontes, surto de dengue, falta de hotéis, etc.;  "Alguns [governos] até mesmo desestimularam a viagem ao Brasil", lamenta o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet, que lembra ainda que até Curitiba sofreu nas mãos dos abutres da velha mídia; "Se não fosse a atitude firme do prefeito Gustavo Fruet e a pronta intervenção da Presidenta Dilma, a FIFA teria nos tratorado"; leia o texto e compartilhe.

“Qualquer um que viajava a prestação para Miami, voltava dizendo: Imagina na Copa!”, lembra em sua coluna desta sexta-feira Ricardo Mac Donald; colunista critica terrorismo midiático que apostava no caos nos aeroportos, polícia e black blocs se enfrentando nas ruas, PCC explodindo pontes, surto de dengue, falta de hotéis, etc.; “Alguns [governos] até mesmo desestimularam a viagem ao Brasil”, lamenta o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet, que lembra ainda que até Curitiba sofreu nas mãos dos abutres da velha mídia; “Se não fosse a atitude firme do prefeito Gustavo Fruet e a pronta intervenção da Presidenta Dilma, a FIFA teria nos tratorado”; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald*

Agora que a Copa acabou podemos ver melhor o que aconteceu no Brasil.

Comparando com os eventos realizadas em outros países, nos espanta o que vivemos antes da Copa, quando ficamos sob um ataque da imprensa mundial só equiparado ao ataque do capital especulativo quando, no governo Sarney, teve calote no FMI. Leia mais