16 de julho de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

Datafolha deverá mostrar quadro inalterado na disputa pela Presidência, diz especialista

Datafolha divulga nas próximas horas nova rodada de pesquisas já captando o humor do eleitorado com o término da Copa no Brasil; diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, acredita em cenário inalterado em relação à  última sondagem há duas semanas.

Datafolha divulga nas próximas horas nova rodada de pesquisas já captando o humor do eleitorado com o término da Copa no Brasil; diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, acredita em cenário inalterado em relação à  última sondagem há duas semanas.

O diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, aposta em estabilidade no quadro eleitoral em sondagem do Datafolha que deverá ser divulgado nas próximas horas. ... 

Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
26 Comentários

Aécio Neves pode acabar com Mais Médicos, se eleito presidente

Instigados pelo PSDB e DEM, médicos brasileiros hostilizaram no ano passado a chegada de colegas estrangeiros ao Brasil; em sabatina realizada hoje, em São Paulo, Aécio deu pistas de que poderá acabar com o programa Mais Médicos cujo objetivo é levar profissionais a locais onde populações têm dificuldades em acessar a saúde; tucano fala em rever contratos atuais que possibilitam importação de profissionais de Cuba; será que Havana estaria disposta a manter seus médicos aqui no país?

Instigados pelo PSDB e DEM, médicos brasileiros hostilizaram no ano passado a chegada de colegas estrangeiros ao Brasil; em sabatina realizada hoje, em São Paulo, Aécio deu pistas de que poderá acabar com o programa Mais Médicos cujo objetivo é levar profissionais a locais onde populações têm dificuldades em acessar a saúde; tucano fala em rever contratos atuais que possibilitam importação de profissionais de Cuba; será que Havana estaria disposta a manter seus médicos aqui no país?

O senador mineiro Aécio Neves, candidato do PSDB à  Presidência da República, em sabatina realizada nesta quarta (16), em São Paulo, disse que não aceitará as regras do governo cubano para pagamento de profissionais do programa Mais Médicos, instituído pelo governo federal em 2013. ... 

Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Trabalhadores exigem voz nas decisões do Brics; governo reconhece que ouve mais! empresários

As principais centrais sindicais do Brasil — UGT, CUT, Força Sindical, CGTB e CTB — e da Rússia, àndia, China e àfrica do Sul, realizaram ontem (15), em Fortaleza, o III Fórum do Brics Sindical.

O evento paralelo ao encontro econômico dos países que compõe o Brics (Brasil, Rússia, àndia, China e àfrica do Sul) debateu temas como: “Desenvolvimento Sustentável, Trabalho Decente, Inclusão Social, Diálogo Social e Ação Sindical!.

O Ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, participou da abertura e ouviu dos dirigentes sindicais o pedido para que os trabalhadores tenham uma participação ativa nas decisões dos Brics, e que esse grupo de países não se transforme numa ação mercantilista e de interesse de empresários, como ocorrem em outros blocos econômicos. O ministro reconheceu também que o governo federal ouve mais os empresários do que os trabalhadores.

O presidente da UGT-PARANà, Paulo Rossi, lembrou aos painelistas que a China deverá ser a maior economia mundial já em 2014, mas é preciso que isso se transforme em mais direitos sociais para os trabalhadores. “Os países que compõe o Brics representam cerca de 40% da população mundial, por isso chegou a hora dessa força de trabalho ser respeitada e ter assento nas discussões econômicas e sociais”, ressaltou Rossi.

Os sindicalistas lembram que, quando da formação do Mercosul, os trabalhadores foram os seus maiores defensores e agora não participam das decisões, sendo muitas delas prejudiciais aos interesses da classe operária.

Ao final do evento foi aprovada a “Carta de Fortaleza” com o posicionamento das entidades sindicais. Confira a íntegra do documento:

CARTA DE FORTALEZA – BRICS SINDICAL

01 !“ Nós, dirigentes sindicais da República Federativa do Brasil, da Federação Russa, da República da àndia, da República Popular da China e da República da àfrica do Sul, representando os trabalhadores organizados em sindicatos de nossas nações, reunidos em Fortaleza, Brasil, em 15 de julho de 2014, simultaneamente à  Cúpula de Chefes e Governos de Estado dos países BRICS, no espaço denominado BRICS SINDICAL, na intenção de apoiar os esforços de consolidação desta estrutura de governança global.

02 !“ Nós reafirmamos os princípios contidos em nossa Declaração de Moscou que se expressam em:
– Defender os interesses e direitos legítimos da Classe Trabalhadora dentro de uma dimensão social progressista;
– Estabelecer o diálogo e a cooperação para a promoção da paz, da segurança e do desenvolvimento global;
– Trabalhar conjuntamente com os outros países com base em normas universalmente reconhecidas do direito universal, especialmente com as normas e princípios da Organização Internacional do Trabalho, (OIT).

03 !“ Salientamos que vivemos, neste momento, uma profunda crise do sistema capitalista, que teve início nos Estados Unidos e na Europa, porém se espraiando para os demais continentes, variando de grau e de intensidade conforme a orientação macroeconômic Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
14 Comentários

Gleisi nomeia Stica como interventor na campanha em Curitiba

A senadora Gleisi Hoffmann "atropelou" a vice-prefeita Mirian Gonçalves e o presidente do partido, Natalino Bastos, em Curitiba, ao nomear o vereador Jonny Stica como interventor em sua campanha; novo comandante já alugou comitê central e promete colocar o bloco na rua em 19 de agosto.

A senadora Gleisi Hoffmann “atropelou” a vice-prefeita Mirian Gonçalves e o presidente do partido, Natalino Bastos, em Curitiba, ao nomear o vereador Jonny Stica como interventor em sua campanha; novo comandante já alugou comitê central e promete colocar o bloco na rua em 19 de agosto.

O vereador Jonny Stica, ex-presidente do PT de Curitiba, foi nomeado interventor na campanha da senadora Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná. Ele comandará as ações do partido no maior colégio eleitoral do estado, conforme anúncio feito pela própria candidata durante as discussões do plano de governo na última sexta-feira (11). ... 

Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
6 Comentários

Michel Temer voltou à  presidência para enquadrar infiéis do PMDB

Vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer, retorna à  proa partidária depois de 4 anos para debelar casos de infidelidade nos diretórios do Rio, Bahia, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná; governador Beto Richa (PSDB) tende a perder alguns poucos apoios que lhe restam na bancada estadual peemedebista.

Vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer, retorna à  proa partidária depois de 4 anos para debelar casos de infidelidade nos diretórios do Rio, Bahia, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná; governador Beto Richa (PSDB) tende a perder alguns poucos apoios que lhe restam na bancada estadual peemedebista.

O vice-presidente da República, Michel Temer, retomou hoje o comando nacional do PMDB. Ele estava afastado da direção do partido desde 2010, quando fora eleito na chapa de Dilma Rousseff (PT). ... 

Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
34 Comentários

Leitores lançam ‘Volta Traiano”

Há duas semanas, Traiano deixou de escrever sua coluna das quartas-feiras depois de uma multa de R$ 5 mil, da Justiça Eleitoral, provocada pela senadora e candidata ao governo do estado Gleisi Hoffmann (PT); movimento lançado por leitores do Blog do Esmael na região Sudoeste pede a volta do colunista tucano.

Há duas semanas, Traiano deixou de escrever sua coluna das quartas-feiras depois de uma multa de R$ 5 mil, da Justiça Eleitoral, provocada pela senadora e candidata ao governo do estado Gleisi Hoffmann (PT); movimento lançado por leitores do Blog do Esmael na região Sudoeste pede a volta do colunista tucano.

Na esteira das voltas e reviravoltas, leitores do Blog do Esmael, na região Sudoeste, lançam movimento pela volta da coluna do deputado Ademar Traiano (PSDB), líder e guru do governo Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa do Paraná. ... 

Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
14 Comentários

‘Banco e fundo dos Brics não são contra ninguém’, avisa Dilma

do Brasil 247
Em coletiva de imprensa concedida após a plenária da VI Cúpula dos Brics, em Fortaleza (CE), na noite desta terça-feira 15, a presidente Dilma Rousseff rebateu a tese de que o novo banco de desenvolvimento e o arranjo contingente de reservas, pelos países do bloco !“ Brasil, Rússia, China, àndia e àfrica do Sul !“ foram criados para fazerem frente ao FMI (Fundo Monetário Internacional) e ao Banco Mundial.

“Essas instituições não são contra ninguém, elas são a nosso favor, é uma outra perspectiva. Elas são a favor dos países Brics, mas também são a favor dos países em desenvolvimento”, afirmou. Dilma garantiu que o banco e o arranjo contingente olharão com atenção para países em desenvolvimento com regras bastante claras e firmes a respeito da sustentabilidade econômicas das instituições.

A presidente também disse que o Brasil não perde ao não presidir o Banco dos Brics. Segundo ela, houve um consenso entre os países para que a àndia indicasse o primeiro presidente por ter sido o país que propôs a instituição. “O banco foi fruto de um grande consenso e terá um novo imenso poder de alavancar recursos”, ressaltou. Sobre a sede em Xangai, Dilma disse que o primeiro-ministro da China, Xi Jinping, está empenhado em definir um local o mais cedo possível.

“A àndia propôs o Banco dos Brics e nós propusemos o Acordo Contingente de Reservas. Então, todos nós consideramos que era justo que a primeira presidência ficasse com o país que tinha proposto, no caso, a àndia, foi justamente isso. A segunda presidência, no rodízio, seria, então, do Brasil. E o Acordo Contingente de Reserva não tem presidência, mas é bom que se diga que foi uma iniciativa do governo brasileiro, ao longo desse tempo”, explicou.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse também nesta terça-feira que outros países emergentes já estão interessados em participar do recém-criado banco de desenvolvimento do Brics. Ele afirmou ainda que a nova instituição não vai competir com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e outros bancos de fomento para financiamentos, como os voltados para infraestrutura.

Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
21 Comentários

Em nome do pai: Marcello Richa coordena ‘redes sociais’ nas eleições

beto_marcello_richa

O governador Beto Richa delegou a seu filho, Marcello, a tarefa de coordenar o ativismo digital nas redes sociais durante a campanha pela reeleição; “Redes sociais serão decisivas nas eleições”, opina o cibertucano. Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

Gleisi Hoffmann elogia governo pelo sucesso da Copa do Mundo

da Agência SenadoA senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) elogiou o governo federal pelo sucesso da Copa do Mundo. Ela destacou o bom funcionamento da segurança e da infraestrutura e a boa impressão causada pelo povo brasileiro nos visitantes do exterior.

A senadora ainda criticou os parlamentares da oposição e os órgãos de imprensa que previram o fracasso do mundial de futebol por não darem o reconhecimento devido à  capacidade do país.

Gleisi Hoffmann também lamentou que as donas de casa enfrentem dificuldades para ter acesso aos seus direitos no que diz respeito à  aposentadoria. Ela frisou que as donas de casa têm esse direito garantido desde 2011.

– As mulheres donas de casa podem ser contribuintes da Previdência, e como contribuintes elas têm direito aos benefícios, independente de serem beneficiárias do Bolsa Família ou de qualquer outro projeto social do governo federal – ressaltou a senadora.

Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
29 Comentários

Judicialização: Ogier Buchi usa o tapetão na tentativa de eliminar Gleisi

A praga da judicialização dá o tom no início da campanha eleitoral de 2014; depois de multas aqui e acolá, agora o candidato Ogier Buchi tenta embaçar a candidatura de Gleisi Hoffmann pelo tapetão; representante do PRP alega que petista perdeu o prazo para indicar o vice Haroldo Ferreira, do PDT; advogado Luiz Fernando Pereira, que defende a senadora do PT, contesta pedido de impugnação no TRE afirmando que é natural os partidos delegarem deem poderes para as executivas celebrarem coligações até a data-limite para o registro das candidaturas.

A praga da judicialização dá o tom no início da campanha eleitoral de 2014; depois de multas aqui e acolá, agora o candidato Ogier Buchi tenta embaçar a candidatura de Gleisi Hoffmann pelo tapetão; representante do PRP alega que petista perdeu o prazo para indicar o vice Haroldo Ferreira, do PDT; advogado Luiz Fernando Pereira, que defende a senadora do PT, contesta pedido de impugnação no TRE afirmando que é natural os partidos delegarem deem poderes para as executivas celebrarem coligações até a data-limite para o registro das candidaturas.

A praga da judicialização do debate eleitoral poderá matar a política, pois os grandes escritórios de advocacia ganham mais importância que os candidatos a cada eleição, as propostas e o próprio marketing ficam secundarizados devido ao protagonismo dos tribunais. ... 

Leia mais

16 de julho de 2014
por Esmael Morais
1 Comentário

Vice-presidente Michel Temer reassume comando do PMDB

do Brasil 247

Segundo o atual presidente, senador Valdir Raupp (RO), com o retorno, o vice-presidente Michel Temer terá uma atuação plena em todas as decisões do partido neste período eleitoral!: Como vice-presidente do partido, estarei participando ativamente do grande projeto político do PMDB, que inclui a reeleição à  vice-presidência da República, ao lado da presidente Dilma Rousseff, na aliança com PT!.

Segundo o atual presidente, senador Valdir Raupp (RO), com o retorno, o vice-presidente Michel Temer terá uma atuação plena em todas as decisões do partido neste período eleitoral!: Como vice-presidente do partido, estarei participando ativamente do grande projeto político do PMDB, que inclui a reeleição à  vice-presidência da República, ao lado da presidente Dilma Rousseff, na aliança com PT!.

O vice-presidente Michel Temer volta, nesta quarta-feira (16), ao comando nacional do PMDB. Ele se afastara do cargo em 2010, quando se candidatou na chapa de Dilma Rousseff. ... 

Leia mais