Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Rocha Loures admite intervenção nacional para garantir candidatura própria no PMDB do Paraná

Rodrigo Rocha Loures, nesta quarta (18), divulga ofício da direção nacional, assinado pelo presidente em exercício, senador Valdir Raupp, determinando acompanhamento! da convenção do PMDB do Paraná; medida é resposta a pedido de Requião, que denunciou corrupção no processo convencional que decidirá na sexta entre candidatura própria e coligação com o PSDB de Richa; "Caso sejam constatados vícios no processo eleitoral, a executiva nacional poderá determinar a intervenção no Estado", admitiu Rocha Loures, único paranaense no diretório nacional peemedebista.

Rodrigo Rocha Loures, nesta quarta (18), divulga ofício da direção nacional, assinado pelo presidente em exercício, senador Valdir Raupp, determinando acompanhamento! da convenção do PMDB do Paraná; medida é resposta a pedido de Requião, que denunciou corrupção no processo convencional que decidirá na sexta entre candidatura própria e coligação com o PSDB de Richa; “Caso sejam constatados vícios no processo eleitoral, a executiva nacional poderá determinar a intervenção no Estado”, admitiu Rocha Loures, único paranaense no diretório nacional peemedebista.

O ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, único paranaense membro do diretório nacional do PMDB, ao Blog do Esmael, nesta quarta (18), admitiu a possibilidade de intervenção na seção estadual do partido em decorrência de denúncias de compra de voto de delegados à  convenção estadual.

Rocha Loures levou à  Brasília uma carta do senador Roberto Requião, único pré-candidato na legenda ao Palácio Iguaçu, relatando casos de corrupção na convenção de sexta-feira (20). Entre eles, se destaca a troca de voto por cargos de R$ 7 mil ao mês contra a candidatura própria e a favor de coligação com o PSDB do governador Beto Richa.

O presidente nacional do PMDB em exercício, senador Valdir Raupp (RO), atendendo ao pedido de Requião, determinou hoje que uma comissão formada por quatro pessoas acompanhe a convenção no Paraná (vide ofício).

“Caso sejam constatados vícios no processo eleitoral, a executiva nacional poderá determinar a intervenção no Estado”, adiantou Rocha Loures.

Este seria o segundo caso de intervenção na história do partido. Na mesma reunião em que definiu o envio de uma comissão fiscalizadora ao Paraná, a executiva nacional também decidiu pela intervenção em um diretório estadual, no Tocantins. A ação garante o lançamento de candidatura própria do partido ao governo naquele estado (clique aqui).

Acerca da convenção do PMDB

A convenção estadual do PMDB PR, no dia 20, será no Clube Urca, em Curitiba. A votação começa à s 8 horas e o resultado final deverá ser divulgado no final da tarde do mesmo dia. Aproximadamente 600 delegados do PMDB de todo o estado devem escolher os nomes para o Senado, Congresso, Assembleia e decidir se o partido lançará candidatura própria ao governo ou optará pela coligação com outro partido.

Comentários desativados.