Para evitar enchestes em Pinhais também seriam necessárias obras em outros municípios

As fortes chuvas do fim de semana causaram transtornos em mais de oitenta municípios do Paraná. Em Pinhais não foi diferente, mas o estrago foi menor que em anos anteriores. Segundo o engenheiro e secretário de Obras Públicas do município, Mario Stier, as obras de limpeza e contenção de rios estão dando resultados, mas seriam necessárias obras também em outros municípios para evitar as enchentes em Pinhais.

As fortes chuvas do fim de semana causaram transtornos em mais de oitenta municípios do Paraná. Em Pinhais não foi diferente, mas o estrago foi menor que em anos anteriores. Segundo o engenheiro e secretário de Obras Públicas do município, Mario Stier, as obras de limpeza e contenção de rios estão dando resultados, mas seriam necessárias obras também em outros municípios para evitar as enchentes em Pinhais.

Fortes chuvas castigaram o Paraná do último final de semana. Ao todo 86 municípios foram afetados e 9 mortes foram causadas em decorrência do temporal. Em Curitiba e Região Metropolitana, segundo dados da Simepar, choveu em apenas 14 horas (madrugada de sábado) o equivalente a um mês inteiro !“ 115 milímetros.

Em Pinhais, alguns pontos de alagamento foram registrados. Segundo o engenheiro e secretário de Obras Públicas de Pinhais, Mario Stier, a Prefeitura vem investindo na limpeza e dragagem dos rios, bem como na implantação de sistemas de contenção de cheias para evitar os alagamentos. Estamos fazendo um esforço enorme e realizando constantes obras nos rios. Inclusive, as barreiras de contenção que foram construídas evitaram que os rios transbordassem!, afirmou.

Vale lembrar que historicamente os alagamentos em Pinhais eram bem piores em anos anteriores. Em abril de 2010, por exemplo, foi registrada praticamente a mesma quantidade de chuva num período de dois dias. No entanto, como naquela ocasião não havia este trabalho contínuo nos rios de Pinhais, os estragos foram muito maiores e vivemos um triste episódio em Pinhais com mais de 23 mil pessoas atingidas!, lembrou o engenheiro.

Ações de outros órgãos

Para Mário Stier ações emergenciais na continuidade do Rio Iguaçu são necessárias para que as águas das chuvas tenham vazão e as enchentes sejam evitadas. O problema é que só Pinhais hoje tem feito obras nos rios. Precisamos de ações também por parte dos municípios de Curitiba, São José dos Pinhais, Piraquara e principalmente o Governo do Estado precisa realizar as grandes obras de contenção de cheias!, salientou. O secretário cita o exemplo dos lagos de contenção do Parque Palmital que estão a mais de quatro anos em obras e que até agora não foram concluídas. Estas obras poderiam contribuir para amenizar o problema e eu ainda reafirmo: por muito pouco que o rio não atingiu a ponte na Rodovia Leopoldo Jacomel, poderíamos ter um quadro muito pior, por isso que insistimos nestas intervenções do Estado e outros municípios!, concluiu.

Comentários encerrados.