Gleisi Hoffmann: tarifaço de 35% na energia “é do governador Beto Richa”

Richa e Gleisi estiveram nesta quarta (25) em Paranaguá, no Litoral; petista divulgou nota oficial dizendo que tarifaço de 35% na energia da Copel é obra do tucano; "... a proposta de impor ao povo do Paraná o reajuste de 35,05% foi feita pela COPEL, empresa controlada pelo governo do Paraná", diz um trecho do documento; também hoje, o governo do estado disse que vai parcelar a tungada nos 4,2 milhões de consumidores.

Richa e Gleisi estiveram nesta quarta (25) em Paranaguá, no Litoral; petista divulgou nota oficial dizendo que tarifaço de 35% na energia da Copel é obra do tucano; “… a proposta de impor ao povo do Paraná o reajuste de 35,05% foi feita pela COPEL, empresa controlada pelo governo do Paraná”, diz um trecho do documento; também hoje, o governo do estado disse que vai parcelar a tungada nos 4,2 milhões de consumidores.

Em nota oficial, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) contraditou na noite desta quarta (25) a versão do governador Beto Richa (PSDB) segunda qual o aumento 35,05% na tarifa de energia é responsabilidade do governo federal.

“… a proposta de impor ao povo do Paraná o reajuste de 35,05% foi feita pela COPEL, empresa controlada pelo governo do Paraná”, diz um trecho do comunicado.

A petista, que é candidata ao Palácio Iguaçu, afirmou que “a verdade é o contrário: foi a ação do governo federal que fez com que, no ano passado, os consumidores de todo o País tivessem uma redução média de 20,2 % no valor da conta de luz”.

Leia a íntegra da nota oficial de Gleisi Hoffmann:

A verdade sobre o aumento da Copel

Preocupada com as inverdades sobre o aumento da energia que estão sendo divulgadas pelo governador do Paraná, em nome da verdade e da transparência, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) vem a público solicitar a atenção dos paranaenses para os seguintes pontos:

1) a responsabilidade pelo reajuste de 35,5% na conta de luz é do governador Beto Richa.

2) nota oficial da Secretaria de Comunicação Social do Governo Federal, com data de hoje, 25/6, é categórica: a proposta de impor ao povo do Paraná o reajuste de 35,05% foi feita pela COPEL, empresa controlada pelo governo do Paraná.

3) é lamentável que o chefe do Executivo estadual tente manipular a boa-fé das pessoas dizendo-se surpreendido com a decisão do governo federal de aumentar a luz em 35,05%!.

4) o governo federal não aumentou e nem aumenta a conta de luz. Aliás, a verdade é o contrário: foi a ação do governo federal que fez com que, no ano passado, os consumidores de todo o País tivessem uma redução média de 20,2 % no valor da conta de luz.

5) a Agência Nacional de Energia Elétrica, (Aneel), autarquia federal, apenas homologa o pedido das empresas de energia.

6) quando li na internet que o governador ainda tenta posar de bonzinho dizendo que vai suspender a aplicação do reajuste para buscar uma solução junto à  Copel, o que me ocorreu é que, se não queria o aumento, não devia ter autorizado o pedido. O que parece, agora, é que ele está tentando fazer do cinismo uma virtude.

Curitiba, 25 de junho de 2014

Senadora Gleisi Hoffmann

Comentários encerrados.