Ex-senador José Eduardo de Andrade Vieira tem casa invadida e é assaltado

via NP Diário

José Eduardo de Andrade Vieira já foi um dos homens mais ricos e poderosos do Brasil. Foi ministro no governo FHC, senador e presidiu o Banco Bamerindus fundado pelo seu pai. Nascido em Tomazina, hoje ele vive tranquilo em Carlópolis, Norte Pioneiro, perto da divisa com São Paulo, à s margens da represa dos Xavantes. Sua tranquilidade foi interrompida por um grupo de assaltantes, que por pouco não lhe atearam fogo.

José Eduardo de Andrade Vieira já foi um dos homens mais ricos e poderosos do Brasil. Foi ministro no governo FHC, senador e presidiu o Banco Bamerindus fundado pelo seu pai. Nascido em Tomazina, hoje ele vive tranquilo em Carlópolis, perto da divisa com São Paulo, à s margens da represa dos Xavantes. Sua tranquilidade foi interrompida por um grupo de assaltantes, que por pouco não lhe atearam fogo.

A residência do ex-senador, ex-ministro e ex-banqueiro José Eduardo! de Andrade Vieira, foi invadida por três marginais armados de revólveres na manhã desta segunda-feira, dia nove, em Carlópolis. Ele ficou rendido por cerca de uma hora e meia.

Zé do Chapéu, como é conhecido, havia saído e retornou em torno das oito horas com os assaltantes já dentro da casa. A empregada doméstica estava dominada.

Embora não tenha sofrido agressão física, os invasores pressionaram o empresário para entregar ouro e dinheiro em espécie e chegaram a jogar álcool em seu corpo para atear fogo, mas não concretizaram a ameaça.

Outros três funcionários que chegaram durante o assalto ficaram trancados dentro de um quarto.

Fugiram na caminhonete de Vieira levando R$ 780, um notebook, bebidas alcoólicas, entre outros.

José Eduardo de Andrade Vieira foi um dos homens mais poderosos do Brasil, tendo sido o último presidente do Bamerindus, fundado por seu pai, antes da incorporação pelo HSBC.

Foi senador pelo Paraná, ministro da Indústria, do Comércio e do Turismo entre outubro de 1992 a dezembro de 1993 e cumulativamente ministro da Agricultura, Abastecimento e Reforma Agrária de setembro de 1993 a outubro de 1993. Voltou a ser ministro da Agricultura, de janeiro de 1995 a maio de 1996.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Ta colhendo o que plantou, estes politicos só pensam no proprio umbigo, e quando estão no poder tem segurança e carro blindado, não pensam que um dia vão estar a merce dos bandidos, os politicos são culpados, pois deixam de investir em escolas e segurança e na formação do cidadão, so pensam nas vantagens do cargo para si seus familiares e amigos. Mas um dia a casa cai.

    • Junior, dentre todos os comentários o seu foi o mais imbecil de todos. O Sr. José Eduardo, bem como seus familiares não tinham o hábito de ostentação, sendo que o em Curitiba, ele andava como uma Veraneio e quando ia para as fazendas ele mesmo dirigia um Jipe com mais de 15 anos de uso. Portanto, não seja medíocre e falar merdas de quem voce não conheceu pessoalmente. Isso é coisa de retardados com acefalia movida por uma imprensa que divulga somente o que voce como um imbecil gosta de ouvir, quando não esta assistindo novelas. Traduzindo, voce é mais um trouxa.

  2. Os ladrões cansaram de roubar cada de pobres e levar só susto.Brincadeiras a parte, a falta de segurança está se generalizando. É preocupante a desfaçatez desse pessoal. Agora, muito disso é culpa das drogas, que dão coragem as pessoas que as consomem para enfrentar qualquer situação. E o consumo está se alastrando, pois a penalização se mostra insuficiente para inibi-lo.

  3. deram o chapéu no homem do chapéu.

  4. Então estes “marginais” vão ter setenta anos de perdão.

  5. Até a casa do Tio da primeira Dama do Estado, isso mostra que os bandidos estão usando aquela velha máxima, Ladrão que rouba Ladrão tem 100 anos de perdão!

  6. Este é o retrato da segurança no Paraná. Dias atrás assaltaram a casa de Nelson Justus no Jardim Social em Curitiba. Justus, aquele que cometeu irregularidades na Assembleia Legislativa mas não foi preso. Veja na reportagem abaixo como Justus continua fiel a Beto Richa:

    http://www.nelsonjustus.com.br/index.php?Secao=Nelson.Mostra&news=796

    Relembre o caso que envolveu os deputados Justus e Curi:
    http://www.gazetadopovo.com.br/vidapublica/conteudo.phtml?id=1418346&tit=Juiz-aceita-denuncia-contra-Justus-e-Curi-por-improbidade