dilma_temer_cunha

| Comente agora

A dois dias da convenção nacional do partido e após “rebelião” pelo racha com o PT, o PMDB caminha para confirmar a reedição da chapa Dilma-Temer; o valor da conta, entretanto, subirá para a presidente; o partido quer garantias de que terá mais espaço nas decisões importantes de um eventual segundo governo Dilma; além disso, o PMDB quer comandar ministérios com mais “apelo popular”; Saúde, Educação e Cidades são os mais visados; o presidente da Câmara, Henrique Alves, deu o tom do partido: “Em 2015 queremos um espaço mais justo, que enseje maior colaboração do PMDB e maior participação nas políticas públicas. As principais pastas estão nas mãos do PT e são elas também as principais vias para executar políticas públicas. Isso vai constar da discussão do novo governo”, alertou.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.