ricardo_blackblocs.jpg

| Comente agora

“As forças de segurança, que fizeram ótima proteção no perímetro de 500 metros do Estádio, não poderiam ter atuado preventivamente no início da confusão que sabidamente ia ocorrer?”, questiona Ricardo Mac Donald em sua coluna desta sexta; capitão do time do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, se refere ao quebra-quebra promovido pelos black blocs no centro da capital no dia do jogo Irã x Nigéria, na Arena da Baixada; ” Quem assistiu TV, viu comerciantes com pedaços de pau protegendo as vitrines que não foram atacadas”, observa o secretário Municipal de Governo de Curitiba; colunista também relata experiência “positiva” da Via Exclusiva da Rua XV de Novembro; leia o texto e compartilhe.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.