Coluna do Ricardo Mac Donald: A Copa, as obras e os boçais na internet

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, afirma que 99% das obras que a Prefeitura de Curitiba se propunha foram executadas antes da Copa, mas prevê bombardeio de 1%, principalmente por meio da Internet que permite o anonimato e a boçalidade dos que nada produzem e ficam gozando com o texto dos outros!; capitão do time do prefeito Gustavo Fruet relata a conclusão da Avenida das Torres e da Arena da Baixada, segundo ele o estádio mais barato do Brasil; o lançamento da Via Calma da Avenida 7 de Setembro e a Via Exclusiva de à”nibus, na Rua XV de Novembro; colunista também destaca o recebimento de veículos Ecoelétrico para uso da Guarda Municipal e pelas secretarias de Transito e Turismo; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, afirma que 99% das obras que a Prefeitura de Curitiba se propunha foram executadas antes da Copa, mas prevê bombardeio de 1%, principalmente por meio da Internet que permite o anonimato e a boçalidade dos que nada produzem e ficam gozando com o texto dos outros!; capitão do time do prefeito Gustavo Fruet relata a conclusão da Avenida das Torres e da Arena da Baixada, segundo ele o estádio mais barato do Brasil; o lançamento da Via Calma da Avenida 7 de Setembro e a Via Exclusiva de à”nibus, na Rua XV de Novembro; colunista também destaca o recebimento de veículos Ecoelétrico para uso da Guarda Municipal e pelas secretarias de Transito e Turismo; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald*

Finalmente, no próximo sábado, será entregue a última obra prevista para a cidade receber a Copa do Mundo. Fica pronta a Avenida das Torres, ao menos a parte que cabia à  Prefeitura, que vai até a divisa com São José dos Pinhais. O trecho restante é de responsabilidade do Governo do Estado, que está trabalhando.

Não foi fácil. Obras mal planejadas e contratos mal feitos pela gestão anterior nos obrigaram a refazer ou ultimar projetos executivos com vários custos que não estavam previstos e não foram contratados junto ao Governo Federal. Para fechar os orçamentos, o Município foi obrigado a tomar empréstimos na Caixa Econômica, com larga tramitação burocrática.

Na Avenida das Torres, especialmente, a empresa contratada não conseguiu entregar o serviço, nos levando a rescindir o contrato feito na gestão passada e fazer uma nova licitação, dividindo o trecho em quatro lotes, como alternativa para concluir as obras antes da Copa.

Agora, com as obras finalizadas e o estádio pronto !“ o mais barato do Brasil e o único que será totalmente coberto com plataforma retrátil, ainda este ano, como promete a diretoria do Atlético !“, podemos esperar os visitantes e torcer pelo Brasil.

Aproveitamos ainda para lançar a Via Calma da Av. 7 de Setembro e a Via Exclusiva de à”nibus, na Rua XV de Novembro, que não estavam previstas no Plano de Mobilidade da Copa. E ontem recebemos os veículos elétricos do projeto Ecoelétrico, que desenvolvemos junto com a Itaipu e a Renault e que serão usados pela Guarda Municipal, Secretaria de Transito e Turismo.

Sabemos que sempre haverá críticas. Apesar de termos executado 99% do que se propunha, o 1% restante será sempre bombardeado, principalmente por meio da Internet, que permite o anonimato e a boçalidade dos que nada produzem e ficam gozando com o texto dos outros.

*Ricardo Mac Donald Ghisi é advogado, secretário Municipal de Governo de Curitiba. Escreve à s sextas no Blog do Esmael.

Comentários encerrados.