Por Esmael Morais

Câmara de Campo Mourão pede para assumir autoria da ação de censura

Publicado em 11/06/2014

A Câmara dos Vereadores de Campo Mourão entrou com pedido na justiça para assumir a autoria da ação de censura contra o portal Google e a imprensa local. O objetivo é substituir o presidente da própria casa, o vereador Pedrinho Nespolo (SDD), como autor do processo. A iniciativa repercutiu mal para o parlamentar, e é objeto ação movida pelo do Ministério Público.

A Câmara dos Vereadores de Campo Mourão entrou com pedido na justiça para assumir a autoria da ação de censura contra o portal Google e a imprensa local. O objetivo é substituir o presidente da própria casa, o vereador Pedrinho Nespolo (SDD), como autor do processo. A iniciativa repercutiu mal para o parlamentar, e é objeto ação movida pelo do Ministério Público.

A Câmara de Campo Mourão pediu que sejam feitas emendas nas ações de censura movidas contra o portal Google e à  imprensa local. O pedido é pra que elas passem a ser em nome da Câmara e não do presidente Pedrinho Nespolo (SDD). O pedido também informa a desistência da antecipação daquela multa ao Google – R$ 90 mil.

Um dos argumentos usados no pedido é que o caso teve “repercussão nefasta na mídia local e regional”. A reação do Ministério Público pelo uso indevido da estrutura da Câmara também deve ter motivado o pedido.

O Blog do Esmael noticiou em maio a censura determinada pela Justiça e também a reação do Ministério Público, em que os cinco promotores da cidade ajuizaram uma ação civil pública, com pedido de liminar contra o presidente da Câmara e contra uma procuradora parlamentar, por ato de improbidade administrativa.

No procedimento, o MP-PR relata justamente que o vereador usou a estrutura do Legislativo para ajuizar ações de caráter pessoal, por intermédio da Diretoria Jurídica e com uso do brasão da Casa nas peças processuais.

Com informações do Blog Boca Santa