Artigo de opinião de Dilma Rousseff: “A Copa das Copas”

"à‰ o momento da grande festa internacional do esporte.  à‰ também o momento de celebrarmos, graças ao futebol, os valores da competição leal e da convivência pacífica entre os povos", diz a presidente Dilma Rousseff, em artigo publicado neste domingo na imprensa internacional; no texto, a presidente caracteriza as manifestações como reflexo de uma democracia pujante; "Somos também um país que, embora tenha passado há poucas décadas por uma ditadura, tem hoje uma democracia vibrante. Desfrutamos da mais absoluta liberdade e convivemos harmonicamente com manifestações populares e reivindicações, as quais nos ajudam a aperfeiçoar cada vez mais nossas instituições democráticas"; leia a íntegra do texto que pede uma "Copa pela paz e contra o racismo".

“à‰ o momento da grande festa internacional do esporte. à‰ também o momento de celebrarmos, graças ao futebol, os valores da competição leal e da convivência pacífica entre os povos”, diz a presidente Dilma Rousseff, em artigo publicado neste domingo na imprensa internacional; no texto, a presidente caracteriza as manifestações como reflexo de uma democracia pujante; “Somos também um país que, embora tenha passado há poucas décadas por uma ditadura, tem hoje uma democracia vibrante. Desfrutamos da mais absoluta liberdade e convivemos harmonicamente com manifestações populares e reivindicações, as quais nos ajudam a aperfeiçoar cada vez mais nossas instituições democráticas”; leia a íntegra do texto que pede uma “Copa pela paz e contra o racismo”.

A Copa das Copas

Dilma Rousseff*

A partir desta quinta-feira, os olhos e os corações do mundo estarão voltados para o Brasil. Trinta e duas seleções, representando o melhor do futebol mundial, estarão disputando a Copa do Mundo, a competição que de quatro em quatro anos transforma a todos nós em torcedores.

à‰ o momento da grande festa internacional do esporte. à‰ também o momento de celebrarmos, graças ao futebol, os valores da competição leal e da convivência pacífica entre os povos. à‰ a oportunidade de revigoramos os valores humanistas de Pierre de Coubertin. Os valores da paz, da concórdia e da tolerância.

A “Copa das Copas”, como carinhosamente a batizamos, será também a Copa pela paz e contra o racismo, a Copa pela inclusão e contra todas as formas de preconceito, a Copa da tolerância, da diversidade, do diálogo, do entendimento e da sustentabilidade.

Organizar a Copa das Copas é motivo de orgulho para os brasileiros. Fora e dentro de campo, estaremos unidos e dedicados a oferecer um grande espetáculo. Durante um mês, os visitantes que estiverem em nosso país poderão constatar que o Brasil vive hoje uma democracia madura e pujante.

O país promoveu, nos últimos doze anos, um dos mais exitosos processos de distribuição de renda, aumento do nível de emprego e inclusão social do mundo. Reduzimos a desigualdade em níveis impressionantes, elevando, em uma década, à  classe média 42 milhões de pessoas e retirando da miséria 36 milhões de brasileiros.

Somos também um país que, embora tenha passado há poucas décadas por uma ditadura, tem hoje uma democracia vibrante. Desfrutamos da mais absoluta liberdade e convivemos harmonicamente com manifestações populares e reivindicações, as quais nos ajudam a aperfeiçoar cada vez mais nossas instituições democráticas.

Em todas as 12 cidades-sedes da Copa, os visitantes poderão conviver com um povo alegre, generoso e hospitaleiro. Somos o país da música, das belezas naturais, da diversidade cultural, da harmonia étnica e religiosa, do respeito ao meio ambiente.

De fato, o futebol nasceu na Inglaterra. Nós gostamos de pensar que foi no Brasil que fez sua moradia. Foi aqui que nasceu Pelé, Garrincha, Didi e tantos craques que encantaram milhões de pessoas pelo mundo. Quando a Copa volta ao Brasil depois de 64 anos é como se o futebol estivesse de volta para a sua casa.

Somos o País do Futebol pelo glorioso histórico de cinco campeonatos e pela paixão que cada brasileiro dedica ao seu clube, aos seus ídolos e a sua seleção. O amor do nosso povo por esse esporte já se tornou uma das características de nossa identidade nacional. Para nós o futebol é uma celebração da vida.

Em nome de 201 milhões de brasileiras e brasileiros, estendo as boas-vindas aos torcedores da França e a todos os visitantes que vierem ao Brasil compartilhar conosco a “Copa das Copas”.

*Dilma Rousseff é presidenta da República Federativa do Brasil. (Edição Brasil 247).

18 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I’m all new to blogging and honestly liked this web blog. Very likely I’m going to bookmark your website . You definitely come with beneficial stories. Appreciate it for sharing your web-site.

  2. Fica frio Parreiras Rodrigues a Copa vem aí aproveita tomar umas maracujinas prá acalmar, descontrair e curtir a Copa! Vai te fazer muito bem amigo.

  3. Anti PT – Dilma disse hoje ter certeza que a Copa será uma festa. Semana passada um repórter lhe perguntou porque o crescimento da economia estava tão fraquinho. Respondeu: Não sei.
    De Copa vendida, Fifa desonerada de impostos, dinheiro do povo em estádios particulares e em futuros elefantes brancos, ela entende. Do País que Lula lhe entregou para administrar, lhufas.

  4. Copa das Copas? Sim vai ser sim, pela quantidade de manisfestações, pelo povo sem Hospital, por milhares de turistas sem segurança e sofrendo assaltos e estupros. Essa Copa vai ser lembrada, como a ULTIMA COPA NO BRASIL. despois desta… Copa no Brasil….NUNCA MAIS.

  5. Parreiras me contaram que quando você nasceu tua mãe estava chupando limão numa sexta feira 13 e quando te entregaram em seus braços para te amamentar o susto foi tão grande que ela se recusou e os familiares tiveram que amarrar ela para que te deixasse ser amamentado e após todos esses anos o limão no leite ainda te faz efeito pelo azedume e o negativismo que você expressa nessas páginas. É o que nos da esquerda falamos você é o típico do vira lata que acha que nada de certo acontece no Brasil.

    • A pobreza de argumentação, o ´raciocínio limitado, a diminuta visão das coisas, obrigam néscios e estúpidos a descambar para o mal trato às famílias.
      Rock é mais um desses analfabetos funcionais das escolas da Era Lula.
      Não adianta me chamar prá baixaria que não desço do meu conforto aqui no alto da minha civilidade, do meu urbanismo. Umas perguntinhas: cospes nas calçadas? finges dormir no ônibus para não ceder o lugar para idosos, grávidas e deficientes físicos? fazes conversões proibidas? a sua CNH não estaria vencida? prendes o cachorro quando da chegada do carteiro? o seu IPTU está em dia? subornas guarda de trânsito? continuas mordendo fronhas?

      • Parreiras,será que tudo isso que escrevemos pelas redes sociais esses políticos merecem?
        Não vou mais digladiar com binguem,só vou fazer contraponto em comentários grotescos.
        Tenho menos anos de vida que coce e já estou me cansando.Tenho grandes amigos desde criança aqui em Londrina e isso as vezes me deixa temeroso com minha franqueza.
        Muitos pensam aqui que eu trabalho para algum partido politico,quando na verdade tiro água de pedra para sobreviver.
        Não compensa mais eu ficar perdendo meu tempo,nesse vicio de comentar,,comentar.

      • Parreiras começou tão bem o teu discurso, estava me colocando no chinelo com esse papo de civilidade e urbanismo coisa de gente fina, mais foi por pouco tempo e logo em seguida volta a o teu normal com ataques a lá Rock o que me deixou contente, já que podemos voltar a ser o que somos ou seja simples mortais com alguns defeitos por você citado com exceção de morder fronha pratica de exclusividade sua que deve receber esses mimos da turma praticante da modalidade do teu patrão que te paga para habitar nos blogs políticos do estado.

  6. Ouvindo esta música é impossível não apoiar a Copa aqui no Brasil…

    http://www.youtube.com/watch?v=VHN2TVwNhEo

  7. Lucros padrão Fifa, estádios padrão Lula, mobilidade padrão BR São Paulo-Curitiba e preços padrão cabeleireiro da Dilma.
    De um torcedor da seleção, Eu.

    • Auxílio-moradia de 4 mil dado aos juízes padrão Beto. Será que os desabrigados das enchentes no Paraná receberão o mesmo auxílio-moradia que Beto deu aos juízes?

    • Os opositores se contorcem de raiva,torciam pelo piór,queriam manifestações,só não sabiam que as torcidas organizadas dos times que cederam seus campas para a Fifa .são torcedores na maioria pobre e não vão deixar depredação.
      Se fuderam Parreiras,arrumem outro mote como o Aborto e outras invenções,é só botar o Serra na campanha que coisa descamba

  8. Os turistas estão chegando. Só do Chile, segundo Monica Bergamo, tem uma carreata de 800 carros vindo para o Brasil. Para acompanhar a seleção espanhola são esperados mais de 500 jornalistas. Hotéis no Rio estão com cerca de 95% de ocupação. E muitos turistas que virão para a Copa também visitarão Foz do Iguaçu, o segundo ponto turístico mais visitado no nosso país. A Copa trará muito dinheiro para o Brasil. Disso não tenho dúvida.