André Vargas sobre prisões no TCE-PR: “Clube do vinho ficou desfalcado”

Deputado André Vargas, ex-colunista do Blog do Esmael, em mensagem lacônica e enigmática afirma que prisões no Tribunal de Contas do Estado, pelo Gaeco, desarticularam uma confraria para degustação de vinhos caros na capital paranaense; "o clube do vinho estará desfalcado com as prisões no TCE", disparou o ex-petista; cinco pessoas foram presas ontem pelo Gaeco, dentre as quais braços direito da presidência do órgão de contas do estado, acusados de receber propinas e fraudar licitação de R$ 36,6 milhões.

Deputado André Vargas, ex-colunista do Blog do Esmael, em mensagem lacônica e enigmática afirma que prisões no Tribunal de Contas do Estado, pelo Gaeco, desarticularam uma confraria para degustação de vinhos caros na capital paranaense; “o clube do vinho estará desfalcado com as prisões no TCE”, disparou o ex-petista; cinco pessoas foram presas ontem pelo Gaeco, dentre as quais braços direito da presidência do órgão de contas do estado, acusados de receber propinas e fraudar licitação de R$ 36,6 milhões.

O deputado federal André Vargas (sem partido), ex-colunista do Blog do Esmael, enviou uma mensagem enigmática para este blogueiro: “o clube do vinho estará desfalcado com as prisões no TCE”.

Na manhã de hoje, o Blog do Esmael mostrou que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) procura elo entre a propina no Tribunal de Contras do Estado (TCE) e financiamentos de campanhas (clique aqui).

Desde ontem (18), estão presos cinco pessoas com vínculos com integrantes do TCE acusados de fraudar licitação de R$ 36,4 milhões. Dentre os quais estão o analista de contas Luiz Bernardo Dias Costa, coordenador-geral do órgão de fiscalização, considerado braço direito do presidente-conselheiro Artagão de Mattos Leão.

Costa foi preso depois de receber R$ 200 mil em propina do empreiteiro Edenilso Rossi, de São José dos Pinhais, que também está detido juntamente com outras quatro pessoas ligadas ao TCE.

Comentários encerrados.