6 de junho de 2014
por esmael
8 Comentários

Dilma: “nem na ditadura se misturou Copa com política”

do Brasil 247
A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula fizeram ampla defesa dos 12 anos do governo petista no país nesta sexta-feira (6), durante Encontro do PT no Rio Grande do Sul. No evento, o governador Tarso Genro confirmou que disputará a reeleição e o ex-governador Olívio Dutra se apresentou como pré-candidato a senador. Tanto Lula quanto Dilma criticaram uma suposta campanha negativa que tem sido feita contra o governo federal. Lula culpou a imprensa. Já Dilma garantiu que “a verdade vai vencer toda quantidade de mentira”.

Primeiro a falar, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que “por conta do tratamento que a imprensa dá ao governo da presidente Dilma Rousseff, o povo brasileiro não sabe 30% do que o governo está fazendo”. “O processo de desinformação, premeditado, neste país, é para que as pessoas só saibam o que está errado”, disse Lula. Ele afirmou que é preciso que as pessoas se recordem como estava o país em 2002, quando ele se elegeu pela primeira vez presidente e ressaltou que o país “está muito melhor” atualmente. “Quem diz que o país não vai bem se recorda de como ele estava em 2002?”, frisou.

Lula disse que “tem certeza que a presidente Dilma gostaria que a economia estivesse crescendo mais”, mas, ressaltou ele, é preciso lembrar a situação econômica mundial é muito ruim. Ele defendeu que o PT prepare seus militantes para que mostrem para a sociedade o que ocorreu de bom no país durante os últimos 12 anos de gestões petistas. “Temos instrumentos e argumentos para mostrar tudo o que fizemos”, ressaltou.

Dilma: “Verdade vencerá toda mentira”

Após Lula, Dilma disse que, em seu pronunciamento, se, com Lula, a esperança venceu o medo, com ela, “a verdade vai vencer toda quantidade de mentira”. Ela falou também da influência da crise financeira mundial sobre o crescimento do PIB no Brasil. “O Brasil soube defender aquilo que interessa: o emprego e o salário dos trabalhadores”, ressaltou.

“O nosso país venceu essa batalha [a crise mundial] assegurando o emprego e o trabalho dos cidadãos. A gente tem que ter orgulho de ter ido contra a corrente. Nestes últimos 11 anos fizemos a maior redução da desigualdade social no país”, afirmou.

Dilma ainda fez uma longa apresentação das ações do seu governo, destacando também projetos iniciados por Lula. Falou do Bolsa Família, do Minha Casa Minha Vida e do Pronatec. Também citou obras realizadas no Rio Grande do Sul. “Vamos usar o nosso tempo de televisão para mostrar tudo o que fizemos”, avisou.

“Não fui eleita para desempregar ou demitir. Não fui eleita para alienar a Petrobras e entregar o pré-sal. E não fui eleita para colocar o país de joelhos. Não fui eleita para empurrar a corrupção para debaixo do tapete”, disse. No evento, a presidente voltou a defender a realização da reforma política.

A presidente também falou sobre a Copa e a campanha contrária ao evento. “Há hoje uma campanha sistemática contra a Copa do Mundo. Ela não é contra a Copa. à‰ mais contra nós. Nem na Ditadura, misturamos Copa com política”, disse.

“Mas eu acho que tem um problema maior: essa campanha se está fazendo bem antes das manifestações de junho do ano passado. Fizemos um levantamento e descobrimos várias linhas do processo. Primeiro disseram: ‘não vai ter estádio’. Foi a capa de uma revista, que dizia que os estádios só ficariam prontos em 2038. A segunda parte dessa campanha foi a de ‘o Brasil gastou em estádio tirando da educação e saúde’. Isso se espalha por falta de informação. Não é verdade. O total com gastos em Copa foi de R$ 8 bilhões. Só em 2014, estamos gastando R$ 280 bilhões com Educação. Além disso, o dinheiro do estádio é de banco. O da Educação é do orçamento”, ressaltou.

Segundo Dilma, a terceira etapa da campanha foi a acusação de que haveria um surto de dengue. “A atual época do ano não é propícia para o mosquito de dengue”, rebateu ela. Continuando, a presidente falou que outro boato contra a Copa foi o de que não haveria internet e de que haveria racionamento de energia. “Não vai ter racionamento nem na Copa nem no restante do ano. Agora o interessante é que onde está ten

6 de junho de 2014
por esmael
16 Comentários

Pessuti se faz de difícil: Não marquei nenhuma conversa com o Requião!

Apesar da insistência, Orlando Pessuti jura que não cede a Requião; pelo Twitter, ex-governador "reafirmou" que não marcou conversa com o senador; PMDB realiza no próximo dia 20 de junho sua convenção estadual; os dois são pré-candidatos ao Palácio Iguaçu.

Apesar da insistência, Orlando Pessuti jura que não cede a Requião; pelo Twitter, ex-governador “reafirmou” que não marcou conversa com o senador; PMDB realiza no próximo dia 20 de junho sua convenção estadual; os dois são pré-candidatos ao Palácio Iguaçu.

O ex-governador Orlando Pessuti manda mensagem ao Blog do Esmael “reafirmando” que não marcou conversa com o senador Roberto Requião visando composição à  convenção do PMDB. Pelo Twitter, Pessuti avisou: Leia mais

6 de junho de 2014
por esmael
9 Comentários

Em nota oficial, Copel nega venda de bosque em Curitiba

Por meio de nota oficial, Copel nega que o governo do tucano Beto Richa pretenda vender bosque de 84 mil metros quadrados em Curitiba; "A Copel esclarece que não irá vender nem fazer empreendimento próprio no Bosque Copel", diz a lacônica mensagem da estatal de energia.

Por meio de nota oficial, Copel nega que o governo do tucano Beto Richa pretenda vender bosque de 84 mil metros quadrados em Curitiba; “A Copel esclarece que não irá vender nem fazer empreendimento próprio no Bosque Copel”, diz a lacônica mensagem da estatal de energia.

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) emitiu uma sucinta nota oficial, no começo desta noite, afirmando que não venderá nem fará empreendimento próprio no Bosque da Copel. Leia mais

6 de junho de 2014
por esmael
44 Comentários

Síndrome de Regina Duarte invade a Federação da Agricultura do Paraná

A Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP) é uma entidade que representa as forças do atraso, embora se beneficie dos avanços do presente proporcionados pelo Estado de Bem-Estar Social dos governos do PT. O problema é ideológico, não da ordem econômica, como mostra o “recibo” que a entidade passou em forma de “boletim” (leia abaixo).

A sociedade e principalmente as entidades representativas não podem mais silenciar à  escalada de medidas que estão conduzindo o país ao padrão político e econômico falido do bolivarismo venezuelano, ou pior, de Cuba!. à‰ o que diz o material da FAEP, assinado por àgide Meneguette, saudoso dos tempos da guerra fria.

A FAEP não escreve no documento oficial, mas possivelmente sua ira contra o governo Dilma tenha a ver com a aprovação — e promulgação pelo Congresso Nacional — da lei que pune o trabalho escravo com o confisco das terras. Para o consumo dos mais desavisados, a organização agrária diz que a bronca é com o decreto que possibilita a sociedade decidir em conselhos populares os destinos do país.

A FAEP veste a carapuça de extrema-direita, a mesma da velha mídia, para destilar ódio ideológico, pois vê as consultas do governo como recriação dos sovietes! da Revolução Bolchevique na Rússia de 1917.

Está na hora de lideranças mais modernas, sintonizadas como progresso social, tomarem conta de entidades importantes como a FAEP. Seus atuais dirigentes fazem-nos passar vergonha alheia. à‰ um horror.

A seguir o boletim da FAEP, que chegou com 50 anos de atraso:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/06/20113644/nota_faep.pdf

6 de junho de 2014
por esmael
4 Comentários

Marcelo Rangel e Sandro Alex com um pé em cada canoa

via Blog do Johnny

Convencionais do PMDB na região estão recebendo nos últimos dias a ligação do prefeito Marcelo Rangel e do seu irmão, o deputado federal Sandro Alex (ambos do PPS), pedindo voto em favor da coligação com o PSDB, do governador Beto Richa. Está certo, apesar de pertencerem a outro partido, são aliados do governador.

O que estranhou os peemedebistas foi que os mesmos que se dizem aliados do governador, mandaram um comitê de recepção ontem no Hotel Planalto ao ex-deputado Marcelo Almeida, que veio à  cidade para uma reunião de peemedebistas para reforçar o apoio à  candidatura própria do senador Roberto Requião.

Entre os assessores do prefeito presentes, estava até a assessora de imprensa da Prefeitura, Suelen Mareli Martins, além de um assessor do gabinete do prefeito e um repórter da rádio que pertence à  família de Marcelo e Sandro. A equipe de reportagem, fez até Almeida gravar uma saudação aos irmãos.

Almeida, inclusive em entrevista à  rádio do prefeito, não poupou Richa de críticas e reafirmou que está confiante na vitória de Requião na convenção do próximo dia 20. O Requião está mais velho, com cara de vô, com o coração maior e o discurso está pegando bem!, avalia o ex-deputado, que postula a candidatura ao Senado caso seja aprovada a candidatura de Requião ao governo do Estado.

Ele também anunciou uma nova visita do vice-presidente da República e presidente nacional licenciado do PMDB, Michel Temer, antes da convenção no dia 20. Eu acho que ele vem com um discurso mais claro e mais forte. E acho que ele não vai tucanar!, espera Almeida, afirmando que a sua expectativa sobre a vinda de Temer ao Paraná no último dia 29 era que nem criança que acredita em Papai Noel!. Eu achei que ele iria falar: “Eu e Dilma preferimos candidatura própria, mas respeitamos o resultado da convenção”. Ele só falou que respeita a convenção. O Requião me falou que ele não podia, porque primeiro tem que garantir a vice da Dilma no dia 10 de junho na convenção nacional!, contou.

Os quatro delegados do PMDB pontagrossense apoiam a tese da candidatura própria ao governo do Estado. Entre eles, o ex-secretário de Turismo, Herculano Lisboa, que é pré-candidato a deputado federal. Na região, o

6 de junho de 2014
por esmael
23 Comentários

Elza é a vice dos sonhos de Requião

Requião sinaliza com vice de Londrina; vereadora Elza Correia, ex-líder do prefeito Kireeff na Câmara, é tida como a companheira dos sonhos na chapa do senador; discussão voltará à  baila a partir do dia 20 de junho, após a convenção estadual do PMDB, que decidirá entre candidatura própria e coligação com o PSDB.

Requião sinaliza com vice de Londrina; vereadora Elza Correia, ex-líder do prefeito Kireeff na Câmara, é tida como a companheira dos sonhos na chapa do senador; discussão voltará à  baila a partir do dia 20 de junho, após a convenção estadual do PMDB, que decidirá entre candidatura própria e coligação com o PSDB.

A vereadora Elza Correia (PMDB), ex-líder do governo municipal na Câmara de Londrina, é a vice dos sonhos que o senador Roberto Requião imagina caso a tese da candidatura própria prevaleça na convenção peemedebista do dia 20 de junho. Leia mais

6 de junho de 2014
por esmael
6 Comentários

PPS pressiona pela candidatura de Bueno ao Palácio Iguaçu

O deputado federal Rubens Bueno, presidente estadual do PPS e do partido na Câmara, está sendo pressionado pelas lideranças do partido para disputar o governo do Paraná. O nome do parlamentar é o mais robusto dentro do partido do “voto limpo”.

O primeiro a levantar a bandeira da candidatura própria foi o deputado estadual de Londrina, Tercilio Turini. Segundo ele, o PPS tem condições de viabilizar um nome e apresentar propostas.

Na prática, o governador Beto Richa (PSDB) perde um importante aliado na luta pela reeleição. Bueno concorreu ao Palácio Iguaçu em 2006, ficando em 4!º lugar, quando obteve pouco mais de 8% dos votos válidos.

“Como está chegando o momento das definições, o PPS tem a obrigação de entrar no debate e até avaliar a possibilidade de lançar uma chapa majoritária, de se apresentar como alternativa aos atuais pré-candidatos”.

Além de Turini, o segmento jovem do partido, composto pela JPS (Juventude Popular Socialista) aprovou no último encontro, da semana passada, o apoio à  candidatura própria.

Decidimos pelo nome de Rubens Bueno. à‰ nossa posição. Já no ano passado optamos pelo nome de Soninha a presidente, mas democraticamente o diretório nacional escolheu a aliança com Eduardo Campos. Respeitamos a decisão e acatamos. Acreditamos que o partido tem que oferecer outro caminho para o Paraná!, disse Miguel Donha Júnior, que coordena a JPS do Paraná.

6 de junho de 2014
por esmael
19 Comentários

Na tevê, Pessuti prevê triunfo da candidatura própria do PMDB e admite conversa com Requião

Qual foi o ponto crítico da ruptura de Orlando Pessuti com Roberto Requião? A revelação será feita nesta sexta (06), daqui a pouco, à s 14h30, pelo próprio Pessuti na TVCI (canal aberto 14 e tevê a cabo 27) que leva ao ar entrevista gravada do ex-governador.

Pessuti destaca no programa Voz que o rompimento aconteceu exatamente 27 dias após a saída de Requião do governo em 2010. Ele garantiu ao jornalista Tony Casagrande que não aceita os afagos, e que só sentará na mesma mesa com Requião, na convenção peemedebista do próximo dia 20.

Quanto ao resultado da convenção que votará coligação com o PSDB ou candidatura própria, o ex-governador disse que as cúpulas já estão definidas e que a indecisão está nas bases. Garantiu ainda que o grupo PMDB para todos, do qual faz parte, será o vitorioso na campanha.

Após a entrevista, Pessuti viajou para o interior onde mantém reuniões até amanhã com os convencionais das regiões norte, noroeste, oeste e sudoeste. Na passagem por Cascavel, participa nesta sexta-feira, da posse da nova diretoria da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná.

6 de junho de 2014
por esmael
10 Comentários

Campos pode sair menor do que entrou na eleição; ele continua?

do Brasil 247
A pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (6) coloca o presidenciável Eduardo Campos (PSB) em uma posição, no mínimo, delicada. Campos, que na pesquisa anterior tinha 11% das intenções de voto, despencou para 7% e, agora, aparece tecnicamente empatado com o Pastor Everaldo Pereira (PSC), que registra 4% do eleitorado. A presidente Dilma Rousseff (PT) continua liderando as pesquisas, embora tenha caído de 37% para 34%. Já o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) passou de 20% para 19%. A tendência atual para Campos não é boa nem mesmo em Pernambuco. Ali, embora tenha deixado o Governo do Estado como o mais bem avaliado governador do país, seu indicado para disputar o Palácio do Campo das Princesas, o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara, está bem atrás do senador Armando Monteiro Neto (PTB). Dilma também aparece tecnicamente empatada com Campos em sua terra natal, o que tem elevado ainda mais a temperatura interna no PSB.

As pesquisas refletem um determinado momento e uma tendência que podem ou não ser revertidas. Neste momento existe um arrefecimento da campanha de Eduardo, tanto em nível nacional como em Pernambuco. O Eduardo superdimensionou a aliança com a Marina [ex-senadora Marina Silva pré-candidata a vice na chapa do PSB]. Este erro de superdimensionar o potencial foi cometido por nós mesmos do PT, em 2012, quando cometemos este erro com Humberto Costa e João Paulo!, analisa um integrante da cúpula petista.

A referência diz respeito a eleição municipal de 2012, quando o senador Humberto Costa e o deputado federal !“ hoje pré-candidato ao Senado na chapa do PTB !“ João Paulo foram colocados para disputar uma chapa puro sangue do PT e acabaram derrotados pelo então desconhecido Geraldo Julio (PSB), indicado pelo então governador Eduardo Campos, impondo o fim de um ciclo de 12 anos do PT à  frente da Prefeitura do Recife.

Quando anunciada a aliança entre a Rede Sustentabilidade da ex-senadora Marina Silva e o PSB, a união foi vista como um fenômeno surpreendente na política nacional. Marina chegava com o saldo de 20 milhões de votos da última disputa presidencial e uma rusga profunda com o PT, partido que ajudou a fundar. Já Campos vinha de um governo considerado como um dos mais bem avaliados do país, além de se apresentar como um fato novo no cenário político. A expectativa era de com a aliança, parte do capital político de Marina fosse transferido quase que automaticamente para o socialista, algo que ainda não aconteceu.

Neste momento, Campos tem menos chances que o ex-correligionário Ciro Gomes, que tinha 17,5% das intenções de voto em 2010, conforme pesquisa CNT/Sensus, e que foi obrigado a desistir em prol da aliança do PSB com o PT em torno do palanque que levou Dilma à  Presidência. Ele também fica atrás de Anthony Garotinho, que hoje está filiado ao PR, mas foi pré-candidato à  Presidência pelo PSB em 2002. Na época, Garotinho registrou 17,86% das intenções do eleitorado.

Divergências de posicionamento entre Campos e Marina, especialmente nos pontos relativos ao agronegócio e quanto a formação de alianças, acabaram por minar ainda mais o potencial de crescimento da chapa encabeçada pelo PSB. Enquanto Campos trabalhava para firmar alianças com o PSDB em estados como São Paulo, o maior colégio eleitoral do País, e buscava firmar um pacto de não agressão com Aécio em suas principais bases eleitorais [Minas Gerais e Pernambuco], Marina e os membros da Rede se mostraram radicalmente contrários a qualquer tipo de aproximação com os tucanos.

Esse foi um outro erro. Nem o PSB e nem os membros da Rede, que hoje estão abrigados no PSB, possuem uma representatividade alta em estados importantes

6 de junho de 2014
por esmael
28 Comentários

Caravana Volta Requião percorre neste sábado três regiões do Paraná

A disputa “interna” no PMDB é o principal embate político do Paraná dos últimos três anos e meio. O resultado da convenção peemedebista, no próximo dia 20, selará a sorte do senador Roberto Requião e do tucano Beto Richa.

à‰ dentro deste contexto que a Caravana ‘Volta Requião’ vai percorrer neste sábado (7) os municípios de Dois Vizinhos, à s 10 horas, no Sudoeste; Cornélio Procópio, à s 14 horas, no Norte Pioneiro; e à s 19 horas, em Curitiba, se reúne com delegados da região metropolitana no restaurante Dom Antônio.

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo os três eventos da Caravana Volta Requião.

PSDB e governistas assediam delegados do PMDB

Partidários da coligação com o PSDB e, consequentemente da reeleição de Richa, tentarão enterrar daqui a duas semanas o sonho de Requião voltar pela quarta vez ao Palácio Iguaçu.

Segundo os defensores do projeto autônomo do PMDB, o próprio Richa estaria telefonando aos convencionais peemedebistas pedindo voto para a coligação com o PSDB. Deputados estaduais e federais, do campo de aliança do tucano, também estariam no esforço para derrotar Requião.

Durante a semana, requianistas denunciaram que o Palácio Iguaçu opera compra de convencionais do PMDB. A vereadora Neide Sena, de Goioerê, por exemplo, foi à  tribuna pedir providências contra a “corrupção eleitoral” em curso. Em Maringá, na região Noroeste, segundo o jornalista à‚ngelo Rigon, cada voto contra Requião tem cotação de R$ 20 mil. O próprio senador teria recebido proposta de R$ 30 milhões para “afrouxar o sutiã” na convenção do dia 20.

6 de junho de 2014
por esmael
1 Comentário

Memória de militantes do Paraná na ditadura vira livro

O livro “Depoimentos para a História !“ A resistência à  ditadura militar no Paraná”, de autoria do ex-preso político e militante dos Direitos Humanos Antonio Narciso Pires de Oliveira, o historiador Fábio Bacila Sahd e a jornalista e filósofa Silvia Calciolari, será lançado no próximo dia 11 de Junho de 2014, quarta-feira, à s 19 horas, na sede da OAB !“ Seção Paraná.

A publicação faz parte de projeto coordenado pelo Grupo Tortura Nunca Mais do Paraná e realizado pela Sociedade DHPAZ – Direitos Humanos para a Paz e Projeto Marcas da Memória da Comissão Nacional de Anistia do Ministério da Justiça. A iniciativa registrou em vídeo a memória de luta de homens e mulheres que combateram o arbítrio e foram vigiados, perseguidos, presos e torturados durante a ditadura militar no Estado do Paraná, entre 1964 e 1985.

Além de ativistas das diversas organizações e movimentos que contestavam a ditadura no Paraná, a proposta foi registrar também a memória dos que combateram o regime de exceção através da ação política de estudantes, professores e profissionais liberais como médicos, engenheiros e advogados, além de sindicalistas e parlamentares. No total, foram coletados 165 depoimentos registrados em vídeo e todos relacionados no livro, que traz ainda uma contextualização histórica do período.

Todos os vídeos podem ser acessados no canal do DHPAZ no Youtube e no site www.dhpaz.org . Compondo um acervo inédito no Brasil, o “Depoimentos para a História !“ A resistência à  ditadura militar no Paraná” e fará parte do Memorial da Anistia.

Entrevistas na internet – O idealizador e coordenador do Projeto Depoimentos para a História!, o ex-preso político e fundador do Grupo Tortura Nunca Mais no Paraná, Narciso Pires, explica que o grande mérito da proposta é permitir que os protagonistas da resistência democrática possam contar a sua própria versão dos fatos, sem restrições.

Outra diferença do projeto é que os depoimentos estão disponíveis na íntegra na internet para que todos saibam a atuação do regime de arbítrio no Estado do Paraná, como se deu a resistência e a sua derrocada!. Para Narciso, ele mesmo histórico militante dos Direitos Humanos e defensor do resgate da memória histórica do período, é a primeira vez no país que os relatos de militantes serão reunidos num único acervo de áudio e vídeo.

Este banco de imagens estará acessível não só a pesquisadores, mas também a quem tiver interesse em conhecer a nossa história de resistência ao regime militar, até porque a luta por uma sociedade mais justa e igualitária, com respeito aos Direitos Humanos e liberdades individuais continua!.

Para conhecer os participantes do Projeto Depoimentos para a História!, visite o portal www.dhpaz.org, curta e compartilhe a página no Facebook !“ Direitos Humanos DHPaz e acesse o Canal DHPAZ no Youtube.

Serviço:

Lançamento do livro Depoimentos para a História !“ A resi

6 de junho de 2014
por esmael
24 Comentários

Richa quer vender até o Bosque da Copel; índios, moradores e ambientalistas são contra; assista

O governador Beto Richa não perdoa nem o Bosque da Copel, em Curitiba; tucano planeja vender área verde para reforçar o combalido caixa, mas há quem diga que o dinheiro seria divido entre os sócios privados da estatal de energia; ambientalistas, moradores e até índios caingangues prometem se pintar para a guerra contra a privatização da pequena floresta; assista ao vídeo.

O governador Beto Richa não perdoa nem o Bosque da Copel, em Curitiba; tucano planeja vender área verde para reforçar o combalido caixa, mas há quem diga que o dinheiro seria divido entre os sócios privados da estatal de energia; ambientalistas, moradores e até índios caingangues prometem se pintar para a guerra contra a privatização da pequena floresta; assista ao vídeo.

O Bosque da Copel é uma pequena área verde encravada no bairro de classe média alta Bigorrilho, em Curitiba, próximo ao tradicional Parque Barigui. A estatal de energia planeja vender a pequena floresta para empreendimentos imobiliários. Seriam construídos condomínios de luxo e estacionamento para carros no local. O dinheiro da privatização iria para reforçar o caixa dos insaciáveis sócios privados da companhia. Leia mais

6 de junho de 2014
por esmael
21 Comentários

Datafolha: Dilma cai a 34%; adversários patinam nos 35%

do Brasil 247

Segundo nova pesquisa sobre sucessão presidencial do Instituto Datafolha, presidente perdeu três pontos nas intenções de voto, caiu de 37% a 34%; desde fevereiro, queda foi de dez pontos percentuais; em contrapartida, seus principais adversários não cresceram: Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) tiveram variação negativa, o mineiro foi de 20% a 19%, enquanto o pernambucano oscilou de 11% a 7%; quem avançou, foi o Pastor Everaldo, do PSC, que chegou a 4%; taxa de eleitores sem candidato bateu recorde que vinha desde 1989, com 30%; aprovação ao governo Dilma também caiu para 33% e se aproximou do auge dos protestos de 2013; no segundo turno, Dilma venceria Aécio por 46% a 38%.

Segundo nova pesquisa sobre sucessão presidencial do Instituto Datafolha, presidente perdeu três pontos nas intenções de voto, caiu de 37% a 34%; desde fevereiro, queda foi de dez pontos percentuais; em contrapartida, seus principais adversários não cresceram: Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) tiveram variação negativa, o mineiro foi de 20% a 19%, enquanto o pernambucano oscilou de 11% a 7%; quem avançou, foi o Pastor Everaldo, do PSC, que chegou a 4%; taxa de eleitores sem candidato bateu recorde que vinha desde 1989, com 30%; aprovação ao governo Dilma também caiu para 33% e se aproximou do auge dos protestos de 2013; no segundo turno, Dilma venceria Aécio por 46% a 38%.

A presidente Dilma Rousseff segue na frente das intenções de voto para a Presidência, segundo pesquisa Datafolha concluída nesta quinta-feira (5). Leia mais

6 de junho de 2014
por esmael
18 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: A Copa, as obras e os boçais na internet

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, afirma que 99% das obras que a Prefeitura de Curitiba se propunha foram executadas antes da Copa, mas prevê bombardeio de 1%, principalmente por meio da Internet que permite o anonimato e a boçalidade dos que nada produzem e ficam gozando com o texto dos outros!; capitão do time do prefeito Gustavo Fruet relata a conclusão da Avenida das Torres e da Arena da Baixada, segundo ele o estádio mais barato do Brasil; o lançamento da Via Calma da Avenida 7 de Setembro e a Via Exclusiva de à”nibus, na Rua XV de Novembro; colunista também destaca o recebimento de veículos Ecoelétrico para uso da Guarda Municipal e pelas secretarias de Transito e Turismo; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, afirma que 99% das obras que a Prefeitura de Curitiba se propunha foram executadas antes da Copa, mas prevê bombardeio de 1%, principalmente por meio da Internet que permite o anonimato e a boçalidade dos que nada produzem e ficam gozando com o texto dos outros!; capitão do time do prefeito Gustavo Fruet relata a conclusão da Avenida das Torres e da Arena da Baixada, segundo ele o estádio mais barato do Brasil; o lançamento da Via Calma da Avenida 7 de Setembro e a Via Exclusiva de à”nibus, na Rua XV de Novembro; colunista também destaca o recebimento de veículos Ecoelétrico para uso da Guarda Municipal e pelas secretarias de Transito e Turismo; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald*

Finalmente, no próximo sábado, será entregue a última obra prevista para a cidade receber a Copa do Mundo. Fica pronta a Avenida das Torres, ao menos a parte que cabia à  Prefeitura, que vai até a divisa com São José dos Pinhais. O trecho restante é de responsabilidade do Governo do Estado, que está trabalhando. Leia mais