Silvio Barros se apresenta como candidato ao governo do Estado

O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros II (PHS) está se apresentando com o pré-candidato ao governo do Paraná, no que seria o palanque de Eduardo Campos (PSB) no Estado. A família Barros oscila entre apoiar o PT no plano federal e o PSDB no Paraná. Ricardo Barros (PP), irmão de Silvio, foi líder do governo Lula na Câmara e depois secretário do governo Richa e sua esposa, Cida Borghetti (PROS), está cotada a ser vice na chapa do PSDB. Em última análise, Silvio tenta ser o fiel da balança na corrida estadual caso Requião fracasse na disputa interna do PMDB.

O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros II (PHS) está se apresentando com o pré-candidato ao governo do Paraná. A família Barros oscila entre apoiar o PT no plano federal e o PSDB no Paraná. Ricardo Barros (PP), irmão de Silvio, foi líder do governo Lula na Câmara e depois secretário do governo Richa; e sua esposa, Cida Borghetti (PROS), está cotada a ser vice na chapa do PSDB. Em última análise, Silvio tenta ser o fiel da balança na corrida estadual caso Requião fracasse na disputa interna do PMDB.

O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros II (PHS), iniciou o giro pela região para tentar emplacar a pré-candidatura ao governo do Paraná. Em visita à  FOLHA, ontem, ele disse que o Estado “vive um momento adequado para uma terceira via” na disputa e que o partido pretende ser um dos primeiros a realizar a convenção e “deixar claro que isso (candidatura) não é um balão de ensaio”.

Apesar do PHS ter fechado com o pré-candidato à  Presidência, Eduardo Campos (PSB), na eleição nacional, Silvio afirmou que o palanque paranaense do partido ainda está em aberto. “Aparentemente, o Eduardo entende que não deveria forçar uma situação no Paraná, que não fosse retribuir ao Beto Richa (PSDB) o que ele fez quando apoiou o Luciano Ducci (PSB). Nisso eu não vou interferir.”

Silvio faz o jogo do irmão Ricardo, que almeja a vice de Richa para a esposa Cida Borghetti (PROS). Caso o PMDB decida apoiar a reeleição de Richa,! a vice deverá ficar com algum deputado peemedebista. Nesse cenário, a candidatura própria do PHS ajudaria a formar coeficiente para o segundo turno numa disputa polarizada entre Gleisi Hoffmann e Richa.

da Folha de Londrina.

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. mais uma opção pra rede que está quase fechada com a rosane

  2. silvio 2, foi mais ou menos como prefeito de maringa, deixou muito a desejar a nos municipes, fez muitas promessas, ,cumpriu poucas. se por um aborto chegar ao governo do parana ,estamos na fossa, com tampa de ferro. pois nao cumpriu o que prometeu em maringa,aos bairros e periferias. parece pai de santo, so trabalha no centro.ainda bem que ele nao tem a minima sanche de ser governador do meu parana.

  3. Falta o GAIESKE nesta lista pra ficar completa!

  4. Pode não ser o Silvio Barros, mas, que estamos sentindo falta de novos nomes, estamos.Chega dos mesmos.

  5. Silvio Barros abraça o requião e vai dormir!!!

  6. Olha o naípe dos candidatos ao Governo do Paraná: Gleise, Richa, Requião e agora Silvio Barros….. é pra cair o K U da bunda……. daqui a pouco vai aparecr o Alberto Youssef, o André se filia a um nanico e se candidata…….

  7. Espero não ser impertinente, mas o Silvio Barros que fazia bolos enormes e servia ao publico no aniversario da cidade,não convence mais a população. Acredito que se juntará com o melhor acordo para ele.

  8. Estou de acordo com o ex-Prefeito de Maringá, Silvio Barros,o Paraná de fato precisa de mais postulantes ao cargo de Governador e Senador! Precisamos dar mais opção à população paranaense.Chega de “acertos” sem conhecimento do povo. Chega de “compra e venda”.

  9. De forma alguma se discute o comportamento dos irmãos Barros quanto às suas atuações na política. Pelo contrário, se firmam como idôneos, dedicados e competentes. No entanto, se questiona a solidificação do que se apresenta como oligopólio familiar, iniciado ainda pelo bom e saudoso patriarca, o ex-prefeito Sílvio Barros. Irmãos, esposa e cunhada, todos se perpetuando na política como se fossem os seus únicos afazeres, mesmo sabendo-se-os engenheiros. Todos os tijolos de todos os muros ao longo do Fim da Picada, sabem que o anúncio de Sílvio, candidato a governador, mascara claro, uma negociação, ou duma vice, ou duma senatoria. Poupem-me…

    • Parreira, intriga-me o fato da família Barros ter construído um império aqui em Maringá e se enriquecer cada vez mais a olhos vistos. Em tudo aqui tem o dedo desta família.

  10. o nome desse site deveria ser 1* de abril, vc nao escreve uma verdade aqui….kkkkkkkk, eu me mato de rir !

  11. Sr. Esmael Morais, quando será que teremos cotas para políticos?
    Por que não temos cotas de negros nas eleições para vereadores, deputados e senadores?
    É fácil exigir que a sociedade dê a todos os “menos” favorecidos o que é dela por direito adquirido por méritos, mas os políticos não apresentam um projeto para garantir que 10, 15, 20% dos legislativos também sejam ocupados por esta minoria. 10% para negros, 10% para homossexuais,10% para os especiais e 70% para eles se matarem para conquistar pelos votos.
    O dia que isso acontecer, aí sim, serei favorável a essas políticas de cotas. Sandor Mendes

  12. Esse cara e o Requião Maria Louca são dois coitados. Na ultima pesquisa em Londrina esse cara nem aparece e Requião é o ultimo colocado. A única que tem chance é a Gleisi contra o Beto! #força13Gleisi

  13. agora manda ele capricha na do papagaio….