Coluna do Marcelo Araújo: Colocaram “burrina” no cafezinho do secretariado de Gustavo Fruet

Colocaram a substância "burrina" no cafezinho do secretariado de Gustavo Fruet, diz o colunista Marcelo Araújo nesta segunda-feira; irônico, o especialista em multas afirma que o secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, em sua coluna na sexta, pediu ônibus mais rápidos por meio de "vias exclusivas" e a secretária Municipal de Trânsito, Luiza Simonelli, exige que os ônibus trafeguem mais devagar; "é muita 'burrina' no cafezinho da Gustavolândia"; colunista ainda volta ao tema EstaR, levantado por ele em primeiríssima mão; segundo Araújo, o problema é muito maior que ele imaginava e vê irregularidade na Caixa "regularizando" multa de trânsito; por fim, o especialista lamenta que a titular da Setran, em recente palestra, pediu a estudantes que não se informassem pelas redes sociais; "Se ela pensa assim, o que a Véia Gertrudes! está fazendo no Facebook? Se a secretária diz a alunos de escolas para não utilizarem o meio de comunicação, por que a Prefeitura de Curitiba usa e abusa dessas ferramentas na internet?", questiona; leia o texto e compartilhe.

Colocaram a substância “burrina” no cafezinho do secretariado de Gustavo Fruet, diz o colunista Marcelo Araújo nesta segunda-feira; irônico, o especialista em multas afirma que o secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, em sua coluna na sexta, pediu ônibus mais rápidos por meio de “vias exclusivas” e a secretária Municipal de Trânsito, Luiza Simonelli, exige que os ônibus trafeguem mais devagar; “é muita ‘burrina’ no cafezinho da Gustavolândia”; colunista ainda volta ao tema EstaR, levantado por ele em primeiríssima mão; segundo Araújo, o problema é muito maior que ele imaginava e vê irregularidade na Caixa “regularizando” multa de trânsito; por fim, o especialista lamenta que a titular da Setran, em recente palestra, pediu a estudantes que não se informassem pelas redes sociais; “Se ela pensa assim, o que a Véia Gertrudes! está fazendo no Facebook? Se a secretária diz a alunos de escolas para não utilizarem o meio de comunicação, por que a Prefeitura de Curitiba usa e abusa dessas ferramentas na internet?”, questiona; leia o texto e compartilhe.

Marcelo Araújo*

Já faz algum tempo que desconfio que estejam sabotando o cafezinho dos Secretários Municipais e do Prefeito de Curitiba, com doses de uma substância chamada Burrina!. Segundo estudos, essa substância causa destruição dos neurônios, redução da capacidade de raciocinar, confusão mental perda de memória e opacidade ocular. Os sintomas são evidentes.

Na última sexta-feira, a voz do alcaide neste Blog (clique aqui) fez referência a uma nova experiência em Curitiba, que é a adoção de vias exclusivas para ônibus com a finalidade de permitir o aumento na velocidade média, o que implicaria na redução dos custos. Novidade só na Gustavolândia!

Primeiro a “confusão! do que são vias exclusivas! e faixas exclusivas!.

Via exclusiva é a Travessa da Lapa e locais onde faixas exclusivas não são novidade teríamos a Wenceslau Braz. Já houve na Emiliano Perneta e na Marechal Floriano, com contrafluxo. A Silva Jardim tem um conceito de preferencial, mas não exclusiva, além das novíssimas! canaletas que poderiam ser tratadas como faixas (já que estão na mesma via) ou mesmo via pela segregação que sofrem.

Enquanto a Secretaria de Trânsito quer a redução da velocidade (
clique aqui) a de Governo advoga por seu aumento.

A questão do EstaR, assunto que apontamos problemas em primeiríssima mão aqui no Blog, mostrou-se ainda pior que imaginávamos. O assunto que parece ter havido intervenção afoita da Secretaria de Finanças está causando problemas na de Trânsito.

Outro problema que carece explicação é a questão da Caixa Econômica Federal no circuito, além de a “regularização! estar se realizando pelas mãos de um particular em algo que pode culminar em multa de trânsito.

Por fim, o alcaide esteve presente na última quarta-feira na Câmara Municipal por sua voz no Trânsito, no evento do Maio Amarelo. O pronunciamento foi tão confuso que ninguém entendeu bulhufas, pois a secretária falou de forma especial aos escolares que estavam presentes no evento, orientando que eles não deveriam se utilizar de redes sociais, Facebook, blogs, etc., para expor suas idéias, algo assim. Ou seja, surtou!

Se ela pensa assim, o que a Véia Gertrudes! está fazendo no Facebook? Se a secretária da pasta diz a alunos de escolas para não utilizarem o meio de comunicação, por que a Prefeitura de Curitiba usa e abusa dessas ferramentas na internet?

Lógico que se for para aprender que a regra de 1,5m de distância lateral entre carro e bicicleta se aplica parado no cruzamento e não em passagens e ultrapassagens, como diz a Lei, é melhor não ver mesmo senão a substância é capaz de contaminar até pela rede social.

De multa eu entendo!

*Marcelo Araújo é advogado, presidente da Comissão de Trânsito, Transporte e Mobilidade da OAB/PR. Escreve nas segundas-feiras para o Blog do Esmael.

20 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Pingback: Coluna do Marcelo Araújo: Denunciação caluniosa | Esmael Morais

  2. Quero me manifestar a favor do Colunista e ainda informar que colocaram mais “burrina” no café do pessoal da Secretaria de Transito do que nas outras secretarias. As multas dos guinchos que prestam socorro na Linha Verde tornaram a aparecer, e qual foi a solução da Secretária na ultima reunião;”Vocês juntam a resolução da PRF editada de ultima hora a meu pedido, uma ordem de serviços para dizer que estavam prestando socorro e protocola o recurso que nós baixamos aqui, ou seja, como ninguém tem o que fazer, inclusive e principalmente o pessoal que julga os recursos no Setran, o radar expede a multa que não deveria expedir, a gente recorre e eles baixam, e assim vai…!Mas como disse o colunista, estamos no mundo encantado da Gustavolândia e aqui tudo se resolve, com grandes soluções administrativas, a exemplo esta da Secretaria de Transito que esqueceu os principios basicos de eficiencia e economia do dinheiro publico..!Acho que vamos ter que voltar as ruas e parar o trânsito de novo! Tira a “burrina” deles!

  3. http://www.gazetadopovo.com.br/colunistas/conteudo.phtml?id=1471726&ch

    Olha que até o “Tchutchuca’ do Prefeito, o CN (Capitão Nascimento), o do fraldão, teve que se curvar pois os efeitos da ‘Burrina’ são devastadores mesmo e até os ‘manos’ começam a ter que admitir.

  4. Marcelo, não encontrei um local apropriado para sugerir uma matéria (comentário) seu ou da pessoa mais indicada aqui no Blog do Esmael.

    Moro na RMC (4 Barras) e de uns tempos pra cá a empresa de ônibus Castelo Branco muda os horários constantemente no único intuito de privilegiar a empresa.
    Através de alguns telefonemas descobri que existe um contrato entre a Comec e URBS, onde a URBS implanta os horários em seus sistemas e é responsável pelas sugestões/reclamações, porém não podem argumentar nada nas decisões da empresa ou adicionar horários, quando negam a fazer algo absurdo a Comec lembra-os de que a autoridade na liberação/negação compete a eles, mas não adianta reclamar p/Comec.
    Está insustentável as linhas da RMC não integradas, bem diferente das linhas da RIT onde a URBS ainda têm um pouco de autonomia, mesmo com a grande pressão exercida pelos empresários e políticos que desestruturam o quadro funcional e o que funciona.

  5. Parabéns ao Setrans e ao prefeito Tartaruga, agora o Biarticulento vai demorar ainda mais pra chegar ao destino, estes mancos não sabem que o ônibus não passa de 55km/h conforme limitador de velocidade acoplado ao sistema.
    O que deveria ser fiscalizado nesta cidade é o abuso generalizado (moto, carro, ônibus, etc.), aceleram no amarelo e passam no vermelho.
    Típico do Brasil mesmo. O pedestre não presta atenção e todo trabalhador que usa o ônibus vai pagar o “pato”.
    Enquanto isto a MÍDIA medíocre do Paraná com seu sensacionalismo barato, mostram a reportagem do modo que querem. Querem entender como as coisas funcionam, desliguem a TV.
    Valeu Marcelo Araujo, é bom ler algo real.

  6. Paporeto, realmente eu cancelei multas, e foram 60 mil que a atual gestão tentou aplicar de forma fraudulenta, acho que essa e a manchete que se refere. Aquela que tentaram jogar a conta nos Correios. Ainda bem que além de não ter vergonha na cara eu também tenho coragem de dizer que 5 milhões seriam ilegalmente surrupiados da população. E olha que fiz isso com um simples artigo de 2000 caracteres. ‘magina seu fosse bão’!

  7. Paporeto, vou economizar palavras, apenas diga qual jornal, manchete de onde, pois pelo jeito a Burrina faz ter ilusões de ótica. Noooossaa, de eu soubesse que meu artigo de hoje causaria tanta cólera, calafrios e ranger de dentes teria caprichado mais no punch. Basta parar de fazer ‘cáca’ que para de levar tijolada, mas pelo jeito esse povo gosta de apanhar…

  8. O que eu acho interessante é que as pessoas que se manifestam contra o Dr Marcelo se escondem atrás de pseudônimos ou só dão o primeiro nome (se é que verdadeiro).
    Lamentável!

  9. Este Marcelo Araujo tinha era que ter VERGONHA NA CARA, caso não esteja esquecido, o cidadão já foi MANCHETE DE CAPA POLICIAL, onde foi DENUNCIADO por CANCELAR MULTAS,e agora vem dar uma de BOM SAMARITANO. ]

    O CARA É MESMO MUITO CARA DE PAU. E NA PMC PELO QUE SEI NÃO DEIXOU SAUDADES, SOMENTE UM PROBLEMÃO A SER RESOLVIDO.

    TOMA VERGONHA NA CARA MARCELO ARAUJO QUE SUA BOLINHA NÃO É TÃO CHEIA PARA FICAR JOGANDO PEDRA NOS TELHADO DO VIZINHO.

  10. Jorge, se você precisa ir no Portal da Transparência para saber que integro uma Jari do Detran não perca tempo, gaste R$ 1,00 e compre a Tribuna de hoje e aproveite a reportagem e aprenda alguma coisa. Se você quer saber quanto ganha um membro da JARI, por sessão ou reunião, seja homem, pergunte pra mim. Você acha que eu tenho vergonha de ganhar trabalhando? Você acha que eu tenho vergonha de representar uma entidade no colegiado? Tenho orgulho. Mas se teu conceito é tão deturpado me explique o motivo pelo qual a Secretária fica tão desesperada para integrar o Conselho Estadual de Trânsito e por várias vezes já tentou arrancar do Prefeito o ofício para fazer parte. Pelo teu conceito ela quer mais uma teta, já que quando é convidada para ir no Conselho expor seu trabalho ela corre igual o diabo da cruz, usando a expressão que você usou em seu comentário. ( http://www.parana-online.com.br/editoria/cidades/news/801828/?noticia=SAIBA+EM+QUAIS+CASOS+OS+RECURSOS+EM+INFRACOES+PODEM+PROSPERAR)

  11. JORGE, que porrada no fígado, tome Engov… Você está muito, mas muito mal informado, e talvez embriagou-se da tal substância. A questão da JARI é diretamente acompanhada pelo Tribunal de Contas do Estado e não tem nenhuma irregularidade, e você está enganado quanto ao valor que não atinge 60% do que falou quando todas as reuniões se realizam. Isso não é segredo pra ninguém. Quanto a qualquer PARECER que tenha recebido minha lavra pode colocá-lo na Rua XV pra todo mundo ver, pois se decidi algo é porque há base legal para isso, apesar de não saber do que se trata. Quanto ao MP é tratado como um monstro. Ora, se há algo a ser apurado, duvidoso, nada melhor que o MP investigue e tire suas conclusões, até para legitimar o que tenha feito. Resta ao MP ver o caso da tentativa de fraude nas multas. Quanto ao acidente do Deputado não sei onde você leu que ele foi ‘inocentado’,pare de tomar burrina! Conheço os dois profissionais que estão no caso, como assistente de acusação e defesa, sendo ambos meus amigos e de forma especial o Prof. René foi meu professor na Faculdade e é um profissional de conduta irretocável. Quanto ao pessoal de Brasília, do DENATRAN não gostar de mim é um elogio, pois depois que o Deputado Marcelo Almeida falou numa audiência pública que o estudo sobre o SIMULADOR era um LIXO, com erros em português e inglês, e eu digo que o CONTRAN surrupia a competência do legislativo nem seria esperada simpatia por mim. Não estou tentando cativar a simpatia deles. Eu não me digo especialista em multas e atletas, EU SOU!!! Quanto ao restante, vou tomar como elogio, mas não se anime, não quero ser seu padrasto nem cunhado…

    • Gostei da resposta nocaute para esse pessoal que gosta de falar mal dos outros sem provas. Não te conheço pessoalmente Marcelo mas vejo que não tem medo de botar a cara pra bater e é espirituoso, essa de não querer ser padastro nem cunhado foi engraçada

  12. Dr. Marcelo, o senhor tem uma maneira impar de colocar suas opiniões sobre os acontecimentos da nossa cidade Curitiba, seja na política ou no que se refere ao trânsito – área que domina muito bem.
    Eu diria que o senhor é ousado e corajoso em suas colocações. Uma característica para poucos, realmente.
    Voltando ao assunto do seu post, achei insano ser recomendado aos jovens que eles não façam uso das redes sociais para manifestar as suas opiniões. Como o Dr. Marcelo bem colocou, o próprio setor responsável por divulgar os feitos dos governos municipal e estadual fazem das redes sociais o seu mais valioso divulgador. Sendo assim, penso que o Dr. Marcelo está com a razão.
    Saudações.
    Elisabete Suily B. Neumann
    http://facebook.com/elisabete.suily.b.neumann

  13. Este indivíduo por muitos anos, foium espécie de pé de valsa e divertiu muito as mulheres, agora se diz especialista em multa e atleta.
    Durante muitos anos ainda enganou Curitiba e paranaenses, se dizendo especialista em trânsito para levar com a barriga e com o nariz, as suas centenas de infrações, pontos e suspensões.
    Graças a Deus, os Curitibanos, agora sabem que é você, um infrator contumaz, amargo e desrespeitador da sociedade.
    Mas talvez o que as pessoas ainda não sabem é o seguinte:
    – se aliou á defesa que inocentou o ex-deputado Carli ;
    – ganhou cargo de Beto Richa para julgar recursos de infratores,recebe do Estado do Paraná R$ 8.000,00 ( OITO MIL REAIS), durante 2 dias na semana, ou melhor duas manhãs na semana. (Portal da transparência); para julgar recursos de seus clientes.
    – constrange a OAB/PR quando se apresenta em eventos e se diz representante da OAB/PR. É como Beira-Mar sentar a mesa das pessoas decentes e dizer representantede infratores de gravata.
    – quando equivocadamente foi Secretário de Trânsito do Município, além de protocolar mais de 500 apresentação de condutor fora de prazo para seus amigos e clientes. ( M.P investigando);
    – persona non grata em Brasília, conseguir gerar ódio em Brasília/ DF, onde os componentes do DENATRAN querem ver o capeta, mas querem distância do representante da OAB/PR.

  14. as redes sociais são a melhor maneira de cobrar da pmc, o 156 por exemplo não funciona, mandei um 156 pra setran e a resposta oficial não veio até hoje, me ligaram informalmente mas eu mandei o 156 via internet e a resposta tem que vir pela internet não por um telefonema, por telefone não serve como prova da resposta do 156.

  15. Chiquinho Chamberlain, acho que você não esteve em Curitiba entre novembro/2011 e julho/2012, mas tenho 4 encadernações de notícias da época quando estiver com paciência, mas para citar apenas uma a ciclopatrulha, mas que não ficou como legado porque foi sucateada e esquecida. No mais a criação e implantação se deram comigo e a equipe da época, e o legado é a existência da Setran. Quanto a suposta mágoa com CN, acrescente a decepção de saber que uma pessoa com sua idade não cumpre o compromisso de olhar nos olhos e saber que o que escreveu em 15/07/12 não era verdade. Não adianta usar cueca só pra segurar fralda, tem que honrá-la.

    • E o SETRAN é de uma eficiência norueguesa, sueca! Não tem estrutura, mal conseguem multar para arrecadar mais, educar o motorista infrator e ter recursos para custear suas atividades. O que falo é sobre isso, sobre a falta de inteligência no dia-a-dia, sobre a descontinuidade, sobre um implantar é o outro “desimplantar”. O fato é que o trânsito e assuntos correlatos funcionam mal e se esse foi o seu legado não é percebido pelo cidadão. Aproveito para cumprimentá-lo por ser o único colunista que interage com os leitores do blog.

  16. Aproveitando, esclareço que sou crítico freqüente da administração municipal. Acho o Fruet fraco, assim como foi seu antecessor e possivelmente será seu sucessor. O erro, fundamental, está na forma como se faz política no nosso país. E essa forma distorcida permite que pessoas sem aptidão para quase nada, a não ser buscar votos a qualquer preço, ocupem cargos eletivos. É de fato lamentável o abandono da cidade, do estado, as mentiras sobre a Copa, entre outros. É lamentável um único viaduto, sem nenhum apelo turístico ou de embelezamento da cidade, ter sido construído ao invés de soluções ao longo de todos os cruzamentos da Av. das Torres. É lamentável não ter o que esperar de uma administração municipal que não mal consegue cortar a grama, tapar um buraco….que desvia as rotas de ônibus e destrói mais algumas vias, que refaz (mal feito) o asfalto em frente ao Museu do Olho e não consegue demarcar a pista, que não consegue manter os equipamentos urbanos em ordem. Vivemos, há muitos anos, a maldição do “mais do mesmo”, políticos iguais na forma de administrar a coisa pública. Espero, que uma hora, consigamos nos livrar disso. E fique claro que na minha opinião independente do partido (que se assemelham a quadrilhas), porque entendo que são todos muito parecidos. Essa sua “torcida” contra se enquadra na média do brasileiro, que trata política como futebol: bom é o meu time, o defeito está nos outros!

    • Olha nota 1.000 pelo seu comentário…pensamos a mesma coisa…Chiquinho você me permite acrescentar só uma coisa:” Se “PARTIDO” politico fosse coisa boa…Chamava-se “INTEIRO”.
      Hellê Santos

  17. Caro ex-secretário, especializado em multas e em críticas, aproveitando uma palavra tão em moda quanto mal usada, qual o LEGADO da sua passagem pela secretaria além da mágoa com o jornalista Celso Nascimento?