Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Coluna do Enio Verri: Incompetência do governo Richa atrasa liberação de empréstimo ao Paraná

O governo Beto Richa atrasa novamente liberação de financiamento de R$ 817 milhões do Proinveste ao pedir para assumir a dívida de R$ 2 bilhões do Badep; se não tivesse feito essa nova barbeiragem, os recursos já teriam sido depositados no caixa paranaense; relato e análise são do deputado Enio Verri, em sua coluna desta terça; petista afirma ainda que, anteriormente, empréstimo bateu na trave porque o tucano ultrapassou o limite prudencial de gastos com funcionalismo e não realizou os investimentos mínimos em saúde conforme determina a Constituição; leia o texto e compartilhe.

O governo Beto Richa atrasa novamente liberação de financiamento de R$ 817 milhões do Proinveste ao pedir para assumir a dívida de R$ 2 bilhões do Badep; se não tivesse feito essa nova barbeiragem, os recursos já teriam sido depositados no caixa paranaense; relato e análise são do deputado Enio Verri, em sua coluna desta terça; petista afirma ainda que, anteriormente, empréstimo bateu na trave porque o tucano ultrapassou o limite prudencial de gastos com funcionalismo e não realizou os investimentos mínimos em saúde conforme determina a Constituição; leia o texto e compartilhe.

Enio Verri*

A dívida acumulada de aproximadamente R$ 2 bilhões que o Banco de Desenvolvimento do Paraná (Badep) tem com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é o entrave mais recente para a liberação do empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste para o Estado.

De acordo com o BNDES, o repasse do Proinveste ao governo do Paraná está pendente devido à  análise da dívida de liquidação do Badep, entidade de fomento ligada à  administração estadual criada em 1962 que repassava recursos do BNDES.

O episódio que atrasou mais uma vez a chegada dos recursos do Proinveste é mais uma barbeiragem do governo Richa.

O secretário da Fazenda, Luiz Eduardo Sebastiani, disse em reportagem publicada pelo jornal Gazeta do Povo de 22 de maio que o governo havia protocolado nas semanas anteriores na Secretaria de Tesouro Nacional (STN) um pedido para que o governo do Estado assumisse a dívida do Badep.

Recebemos uma sinalização de que estava tudo certo com o Proinveste, mas o BNDES informou que só poderia fazer o repasse do recurso para o Banco do Brasil após o STN se pronunciar sobre o pedido que protocolamos.!

Ora, não tivesse o governo Richa feito a solicitação para assumir a dívida do Badep à s vésperas da liberação do financiamento do Proinveste, certamente os recursos já teriam sido depositados no caixa paranaense!

O próprio governo Richa acabou por criar, ele mesmo, mais um impedimento para a liberação do empréstimo.

Não foi o primeiro e não será o último tropeço de uma gestão que desfila irresponsabilidade e incompetência.

Se o Paraná se mantém como o único estado a não ter recebido o dinheiro do Proinveste, dois anos depois do início do programa, é porque, mais cedo, o governo do Estado ultrapassou o limite prudencial de gastos com funcionalismo e não realizou os investimentos mínimos em saúde conforme determina a Constituição. Agora, uma nova trapalhada prolongou a angústia em torno do financiamento.

As barbeiragens e trapalhadas do governo Beto Richa na gestão da política e da economia do Paraná precisam cessar.

*Enio Verri é deputado estadual, presidente do PT do Paraná e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Estadual do Paraná. Escreve nas terças sobre poder e socialismo.

Comentários desativados.