18 de maio de 2014
por Esmael Morais
29 Comentários

Requião anuncia voto em Dilma, mesmo decepcionado com Lula e PT; assista ao vídeo

O senador Roberto Requião afirmou neste domingo (18), em Curitiba, no encerramento do 17!º  Congresso Estadual da União da Juventude Socialista (UJS), braço político do PCdoB na juventude, que está decepcionado com o ex-presidente Lula e o PT, mas garantiu votar na reeleição de Dilma; "Lula negocia com o capital, que teve as maiores vantagens financeiras. Faltou projeto nacional. A reeleição da Dilma, com todos os seus erros, é o único caminho que nos resta"; disse; parlamentar peemedebista recordou que o ex-presidente do BC Henrique Meirelles, na gestão do PT, cogitado para a vice de Aécio Neves, fora também discutido para disputar a eleição de 2010 no lugar de Dilma; Congresso da UJS aprovou como prioritárias as pré-candidaturas do vereador pontagrossense Aliel Machado à  Câmara Federal e do presidente estadual do PCdoB, Ricardo Gomyde, à  Assembleia Legislativa do Paraná.

O senador Roberto Requião afirmou neste domingo (18), em Curitiba, no encerramento do 17!º Congresso Estadual da União da Juventude Socialista (UJS), braço político do PCdoB na juventude, que está decepcionado com o ex-presidente Lula e o PT, mas garantiu votar na reeleição de Dilma; “Lula negocia com o capital, que teve as maiores vantagens financeiras. Faltou projeto nacional. A reeleição da Dilma, com todos os seus erros, é o único caminho que nos resta”; disse; parlamentar peemedebista recordou que o ex-presidente do BC Henrique Meirelles, na gestão do PT, cogitado para a vice de Aécio Neves, fora também discutido para disputar a eleição de 2010 no lugar de Dilma; Congresso da UJS aprovou como prioritárias as pré-candidaturas do vereador pontagrossense Aliel Machado à  Câmara Federal e do presidente estadual do PCdoB, Ricardo Gomyde, à  Assembleia Legislativa do Paraná.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) foi a estrela principal no encerramento do 17!º Congresso Estadual da União da Juventude Socialista (UJS), seção Paraná, neste domingo (18), em Curitiba, quando criticou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT, mas declarou que votará na presidenta Dilma Rousseff “apesar das privatizações” e de “todos os erros”. ... 

Leia mais

18 de maio de 2014
por Esmael Morais
6 Comentários

“Bom samaritano”, Ibope contrata pesquisa que insiste no Volta Lula

O Ibope contratou pesquisa do próprio Ibope, por R$ 180 mil, onde insiste na tese do Volta Lula, apesar da direção nacional de o PT descartar veemente essa possibilidade; o que está por trás desta fixação dos institutos de pesquisa? Por que repentinamente as empresas de sondagens agora pagam pelos próprios levantamentos; você acredita no

O Ibope contratou pesquisa do próprio Ibope, por R$ 180 mil, onde insiste na tese do Volta Lula, apesar da direção nacional de o PT descartar veemente essa possibilidade; o que está por trás desta fixação dos institutos de pesquisa? Por que repentinamente as empresas de sondagens agora pagam pelos próprios levantamentos; você acredita no “bom samaritanismo” do Ibope e de outros institutos de pesquisas?

O instituto de pesquisa Ibope vai à s ruas esta semana inquirir 2.002 eleitores em todo o país sobre a corrida presidencial. Nada estranho se não fosse a insistência em manter o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas sondagens, apesar de o PT já descartar a possibilidade do “Volta Lula” reiteradas vezes. ... 

Leia mais

18 de maio de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

Rumo ao STF: Stédile anuncia marcha em defesa da lei e de Dirceu

do Brasil 247
A liderança mais conhecida do Movimento dos Sem Terra (MST), José Pedro Stédile, que foi um dos palestrantes do Encontro Nacional de Blogueiros no sábado (17), anunciou que diversos movimentos sociais acertaram, na última sexta-feira, a realização de uma caminhada até a sede do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, no dia 29 de maio, para protestar contra a decisão do presidente da Corte, o ministro Joaquim Barbosa, de proibir o trabalho externo de José Dirceu, condenado na Ação Penal 470. Ele convocou a todos a participarem da manifestação.

“Os movimentos sociais finalmente viraram reacionários, nós vamos fazer uma manifestação para que se cumpra a lei”, ironizou Stédile. “Faremos uma manifestação para que o imperador Joaquim Barbosa respeite as leis da Constituição Brasileira”, afirmou.

Depois de apelar à  OEA pelo direito de cumprir em regime semiaberto a pena a que foi condenado, o ex-ministro José Dirceu entrou na sexta-feira (16) com pedido ao plenário do STF pela revogação da decisão do ministro Joaquim Barbosa que barrou seu direito ao trabalho externo.

Contrariando entendimentos anteriores do próprio STF, Barbosa estabeleceu que Dirceu terá de cumprir um sexto de sua pena de 7 anos e 11 meses em regime semiaberto para ter obter o benefício. Em sentenças anteriores, o STF se manifestou pelo direito imediato ao trabalho aos condenados em regime semiaberto. A tendência é a de que a decisão de Barbosa venha a ser revogada.

Em caso de prevalecer, porém, a regra imposta por Barbosa a José Dirceu e, em seguida, ao ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, poderá afetar diretamente cerca de 100 mil presos em todo país. Eles correm o risco de perder o benefício que puderam usufruir até agora.

Apesar de condenado em regime semiaberto, Dirceu, na prática, cumpre a seis meses sua pena em regime fechado. Ele não pode deixar o Complexo da Papuda em nenhuma momento durante esse período. Todos os demais condenados em regime semiaberto na AP 470 já obtiveram o benefício do semiaberto, pelo qual podem trabalhar externamente durante o dia e voltar para o presídio para dormir.

Leia mais

18 de maio de 2014
por Esmael Morais
31 Comentários

Aécio quer Meirelles na vice e tempo de TV do PSD. Viva o neoliberalismo!

do Brasil 247
Uma articulação tornada pública neste domingo pela jornalista Vera Magalhães, do Painel (leia mais aqui), revela: o senador Aécio Neves (PSDB-MG) corre para se livrar da hipótese de ter que aceitar uma chapa puro-sangue, na qual seu vice seria o ex-governador José Serra. O nome dos sonhos de Aécio é o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, que já foi tucano e peemedebista, mas hoje pertence aos quadros do PSD, de Gilberto Kassab.

Embora tenha entrado na política pelas mãos do PSDB, pelo qual se elegeu um dos parlamentares mais votados de Goiás, Meirelles, logo em seguida, decidiu servir ao governo do ex-presidente Lula. Presidiu o BC durante oito anos, período em que o Brasil acumulou mais de US$ 300 bilhões em reservas e chegou ao grau de investimento.

Em 2009, se filiou ao PMDB, onde sonhava em ser vice na chapa da presidente Dilma Rousseff. Foi preterido por Michel Temer e não encontrou espaço no governo. Deixou o Banco Central e também não foi encaixado na Autoridade Pública Olímpica, cargo para o qual foi cogitado. Colunista dominical da Folha de S. Paulo, Meirelles tem feito críticas discretas à  política econômica, sinalizando um eventual descontentamento com os rumos do governo, embora Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, já tenha dito algumas vezes que o apoio à  reeleição da presidente Dilma está garantido. Sua aproximação recente com o governador Geraldo Alckmin, no entanto, assusta o Palácio do Planalto.

Leia, abaixo, as notas do Painel sobre Meirelles:

Alerta máximo

A preocupação do PT com a reaproximação entre Gilberto Kassab e o PSDB não se resume a São Paulo. Começa a ganhar corpo uma articulação para que Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central de Lula, seja vice na chapa de Aécio Neves. A possibilidade de o PSD romper o acordo para apoiar Dilma Rousseff e se aliar aos tucanos nas disputas nacional e paulista levou o Planalto a marcar conversa de Kassab com a presidente nesta semana. Lula também entrou no circuito.

Cortesia Na sexta-feira, Aécio e Meirelles tomaram um café amistoso durante compromisso do tucano na Amcham, a câmara de comércio Brasil-EUA, em São Paulo.

Capital-trabalho Um dos entusiastas da opção do ex-presidente do BC como companheiro de chapa do mineiro é o presidente da Força Sindical e do SDD, Paulinho da Força (SP).

Leia, ainda, um trecho da coluna de Meirelles deste domingo, em que ele defende pragmatismo na área econômica:

“A China passou do extremo ideológico para o pragmatismo, buscando na economia, na ciência e na administração pública as soluções mais eficazes para cada situação específica. à‰ uma lição para todos, principalmente na América Latina, ainda contaminada, em graus diferentes, por pensamentos ideológicos onde eles Leia mais