Veja essa: critério da Folha cria “empate” na sucessão presidencial

do Brasil 247

Instituto Datafolha divulga pesquisa com resultados apenas daqueles que conhecem bem os presidenciáveis Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos; neste caso, Campos aparece em primeiro, com 28%, seguido por Dilma, com 26%, e Aécio, com 24%, o que configura empate técnico em razão da margem de erro; simulação cria a percepção de que bastará aos oposicionistas ser mais conhecidos para inverter os resultados, mas o próprio sociólogo Mauro Paulino, diretor do Datafolha, faz ressalvas: "Nada indica que o eleitor típico de Dilma, ao conhecer Aécio e Campos, deixará de votar nela".

Instituto Datafolha divulga pesquisa com resultados apenas daqueles que conhecem bem os presidenciáveis Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos; neste caso, Campos aparece em primeiro, com 28%, seguido por Dilma, com 26%, e Aécio, com 24%, o que configura empate técnico em razão da margem de erro; simulação cria a percepção de que bastará aos oposicionistas ser mais conhecidos para inverter os resultados, mas o próprio sociólogo Mauro Paulino, diretor do Datafolha, faz ressalvas: “Nada indica que o eleitor típico de Dilma, ao conhecer Aécio e Campos, deixará de votar nela”.

O Instituto Datafolha divulga nesta segunda-feira uma pesquisa parcial que injetará ânimo na oposição !“ especialmente no candidato do PSB, Eduardo Campos. Trata-se de uma simulação sobre a sucessão presidencial levando em conta apenas o eleitor que “conhece bem” os presidenciáveis.

Neste cenário, quem se destaca é Eduardo Campos, com 28%, seguido da presidente Dilma Rousseff, com 26%, e de Aécio Neves, com 24%. A situação, segundo o Datafolha, configura um empate técnico, em razão da margem de erro.

Com esse levantamento, as equipes oposicionistas venderão a ideia de que bastará que seus candidatos sejam mais conhecidos do grande público, para que superem a presidente Dilma !“ no último Datafolha, ela teve 38%, contra 16% de Aécio e 10% de Campos.

No entanto, o próprio sociólogo Mauro Paulino, diretor do Datafolha, adverte que a questão é mais complexa. “Os eleitores que conhecem os três candidatos são os que mais acessam o noticiário, ou seja, são os mais escolarizados, de renda mais alta etc. Nada indica que o eleitor típico, ao conhecer Aécio e Campos, deixará de votar nela”, diz ele.

A Folha também testou esse mesmo critério com o ex-presidente Lula, Aécio e Campos. Neste caso, Lula teria 32%, contra 23% do tucano e do socialista, que apareceriam empatados.

Comentários encerrados.