Por Esmael Morais

Temendo protesto, Richa abre hoje congresso de trabalhadores em Cascavel

Publicado em 27/04/2014

Há duas semanas, em Cascavel, Beto Richa foi "homenageado" com faixas seguradas por servidores comissionadas da Prefeitura e do Governo do Paraná que se faziam passar por professores; em março, também na cidade, o governador precisou sair pelas portas dos fundos para evitar protesto de educadores; neste domingo (27), o tucano volta à s terras cascavelenses para congresso de trabalhadores em cooperativas, contrariando sua assessoria, que teme hostilização ao tucano; a educação entrou hoje no quinto dia de greve no Paraná.

Há duas semanas, em Cascavel, Beto Richa foi “homenageado” com faixas seguradas por servidores comissionadas da Prefeitura e do Governo do Paraná que se faziam passar por professores; em março, também na cidade, o governador precisou sair pelas portas dos fundos para evitar protesto de educadores; neste domingo (27), o tucano volta à s terras cascavelenses para congresso de trabalhadores em cooperativas, contrariando sua assessoria, que teme hostilização ao tucano; a educação entrou hoje no quinto dia de greve no Paraná.

O governador Beto Richa (PSDB) ignorou recomendações de sua assessoria e voltou a pôr o pé na estrada neste domingo (27), independente de um desfecho para a greve dos educadores que hoje entrou no quinto dia. O Palácio Iguaçu teme protestos dos grevistas no interior do estado.

Há duas semanas, servidores em cargo de confiança da Prefeitura de Cascavel e do Governo do Paraná fingiram ser professores e seguravam faixas rasgando elogios a Beto Richa (clique aqui). Em março, na mesma cidade, o tucano deixou a Prefeitura pelas portas dos fundos para evitar manifestações de educadores (clique aqui).

Pois bem, à s 10 horas deste domingo o tucano desembarcará em Cascavel, no Oeste, onde participa da abertura do 15!º Congresso dos Trabalhadores em Cooperativas do Paraná. São esperados 3 mil delegados ao evento da Federação dos Trabalhadores em Cooperativas no Estado do Paraná (Fetracoop).

A Fetracoop e seus sindicatos regionais são ligados à  União Geral dos Trabalhadores (UGT), que é presidida no Paraná pelo sindicalista Paulo Rossi. A central é alinhada ao Palácio Iguaçu até a medula.