Por Esmael Morais

Se liminar do STF desse dinheiro, Richa já teria R$ 2,4 bi em empréstimo

Publicado em 10/04/2014

Governo Beto Richa consegue terceira liminar no STF, concedida pelo ministro Luís Roberto Barroso, autorizando a Secretaria Nacional do Tesouro (STN) emprestar R$ 817 milhões ao Paraná; se decisão provisória rendesse dinheiro, o tucano já teria abocanhado R$ 2,4 bilhões do Proinveste; segundo uma fonte do blog, a operação será liberada no final de agosto; até lá, Gleisi Hoffmann continuará sendo acusada de atrapalhar o estado.

Governo Beto Richa consegue terceira liminar no STF, concedida pelo ministro Luís Roberto Barroso, autorizando a Secretaria Nacional do Tesouro (STN) emprestar R$ 817 milhões ao Paraná; se decisão provisória rendesse dinheiro, o tucano já teria abocanhado R$ 2,4 bilhões do Proinveste; segundo uma fonte do blog, a operação será liberada no final de agosto; até lá, Gleisi Hoffmann continuará sendo acusada de atrapalhar o estado.

O governador Beto Richa (PSDB) anunciou nesta quinta (10) uma nova liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) liberando empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste. à‰ a terceira vez que a Corte autoriza a Secretaria Nacional do Tesouro (STN) a realizar a operação de crédito com o governo do Paraná, mas sempre bate na trave.

Se liminar do STF rendesse dinheiro, o tucano já teria conseguido emprestar a bagatela de R$ 2,4 bilhões.

Beto Richa quer meter a mão na bufunfa driblando a legislação que o obriga investir 12% do orçamento na saúde. Segundo técnicos da STN, o Paraná só aplica 10%. O governo do estadual também quer fazer vistas grossas à  Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

As liminares, por si só, não significam que o dinheiro saíra de imediato. Há previsão para a chegada dos R$ 817 milhões no final de agosto.