Richa perde prefeitos para Requião

 Prefeitos do interior têm abandonado o projeto de reeleição de Richa que, devido à  crise, tem cancelado obras e convênios nos municípios paranaenses; desiludidos com o tucano, a exemplo do de Ubiratã, Haroldo Fernandes Duarte, do PPS, prefeitos estão se abraçando à  campanha "Volta, Requião"; situação do governador do PSDB também se complica com sucessivas baixas na base de sustentação na Assembleia Legislativa.


Prefeitos do interior têm abandonado o projeto de reeleição de Richa que, devido à  crise, tem cancelado obras e convênios nos municípios paranaenses; desiludidos com o tucano, a exemplo do de Ubiratã, Haroldo Fernandes Duarte, do PPS, prefeitos estão se abraçando à  campanha “Volta, Requião”; situação do governador do PSDB também se complica com sucessivas baixas na base de sustentação na Assembleia Legislativa.

Em casa que falta pão, ninguém tem razão. Muito menos o governador Beto Richa (PSDB), que, em viés de baixa, está cancelando convênios e obras anunciadas nos últimos meses com festas nos 399 municípios paranaenses (clique aqui). Se o tucano perde, quem ganha é o senador Roberto Requião (PMDB), seu adversário em outubro próximo.

O leitor quer uma prova concreta disso? Aqui está. Ontem (9), em Brasília, o peemedebista recebeu visita do prefeito de Ubiratã, Haroldo Fernandes Duarte, do PPS, partido que integra oficialmente a base de sustentação do governador Beto Richa.

O município de Ubiratã tem cerca de 22 mil habitantes, fica na região Centro Ocidental, próximo a Goioerê, a 558 km da capital.

A insolúvel crise financeira que assola o Palácio Iguaçu espanta não só prefeitos, mas também os deputados que apoiavam o tucano na Assembleia. Nesta semana, o novo líder do PPS, Tercílio Turini, defendeu rompimento dos “limpinhos” com Richa.

No PMDB, antes fiel escudeiro do governador, o clima também é de debandada geral. A bancada estadual peemedebista está comprovando a tese do deputado Anibelli Neto, o Anibelinho, que previu em fevereiro que os “deputados vão cuspir o bagaço da laranja até junho”. Por bagaço! o leitor, segundo o parlamentar, tem de entender Beto Richa!.

Comentários encerrados.