Tiro em Padilha estimula o “vai que é sua, Lula” em São Paulo