Osmar Dias pode disputar a Câmara

Publicado em 3 abril, 2014
Compartilhe agora!

Lideranças do PDT do Paraná, a exemplo do empresário Márcio Pauliki, do município de Ponta Grossa, apostam numa candidatura de Osmar Dias à  Câmara Federal; vice-presidente do Banco do Brasil deverá se desincompatibilizar do cargo nesta sexta (4); expectativa de disputa proporcional anima pedetistas e decisão impacta até em outras legendas, como o PCdoB, que também deverá mexer em sua chapa de candidatos a deputado estadual por conta da conjuntura política pontagrossense.
Lideranças do PDT do Paraná, a exemplo do empresário Márcio Pauliki, do município de Ponta Grossa, apostam numa candidatura de Osmar Dias à  Câmara Federal; vice-presidente do Banco do Brasil deverá se desincompatibilizar do cargo nesta sexta (4); expectativa de disputa proporcional anima pedetistas e decisão impacta até em outras legendas, como o PCdoB, que também deverá mexer em sua chapa de candidatos a deputado estadual por conta da conjuntura política pontagrossense.
O ligadíssimo blogueiro Johnny Willian, do Blog do Johnny, Caderno Ponta Grossa do Blog do Esmael, nesta quinta (3), informa que o vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Osmar Dias (PDT), deverá se licenciar até amanhã do cargo para sair candidato nas eleições de outubro.

O blogueiro Johnny Willian Soares confirma que Osmar não deve enfrentar o irmão àlvaro Dias (PSDB) na disputa pelo Senado, portanto, poderá ser o vice na chapa da senadora Gleisi Hoffmann (PT) ou até mesmo sair a deputado federal.

A candidatura de Osmar a deputado federal, em chapa própria do PDT, pode fazer o empresário Márcio Pauliki, do município de Ponta Grossa, rever seu plano de disputar a Assembleia Legislativa e concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados.

Osmar é a esperança de formar uma numerosa bancada federal pedetista. Várias lideranças do partido aguardam essa definição, dentre as quais estão Neivo Beraldin, José Baka Filho, Paulo Mac Donald e Barbosa Neto.

Hoje pela manhã, este blog mostrou que a definição de Osmar impacta indiretamente até no PCdoB. O presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, Aliel Machado, que antes pensava na Câmara Federal, agora não tira da cabeça a Assembleia (clique aqui). Contribuiu para isso a realização de nova eleição para o Tribunal de Contas do Estado, haja vista que o deputado pontagrossense Plauto Miró é o favorito para a cadeira de conselheiro.

Compartilhe agora!

Comments are closed.