à”nibus podem entrar em greve novamente em Curitiba

Presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores, nesta sexta (4), afirmou que a categoria poderá cruzar os braços novamente; sindicalistas acusa empresas de ônibus de darem calote nos trabalhadores ao não honrar dissídio firmado no TRT, em fevereiro, durante a greve em Curitiba e Região Metropolitana; "Os motoristas e cobradores do transporte de passageiros de Curitiba e Região Metropolitana poderão entrar em greve novamente", advertiu Teixeira.
Presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores, nesta sexta (4), afirmou que a categoria poderá cruzar os braços novamente; sindicalistas acusa empresas de ônibus de darem calote nos trabalhadores ao não honrar dissídio firmado no TRT, em fevereiro, durante a greve em Curitiba e Região Metropolitana; “Os motoristas e cobradores do transporte de passageiros de Curitiba e Região Metropolitana poderão entrar em greve novamente”, advertiu Teixeira.
E menos de dois meses, motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba podem entrar em greve pela segunda vez. O Sindimoc, entidade que representa os trabalhadores, denuncia que as empresas deram calote no acordo firmado nas vésperas do Carnaval perante o Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Daqui a pouco, à s 14h30, o sindicato se reunirá com a desembargadora Ana Carolina Zaina para discutir o calote dos patrões. O sindimoc quer que o TRT multe em R$ 500 mil diários caso as empresas não cumpram os termos do dissídio.

“Os motoristas e cobradores do transporte de passageiros de Curitiba e Região Metropolitana poderão entrar em greve novamente”, advertiu Anderson Teixeira.

A Prefeitura de Curitiba ainda não se manifestou sobre a possibilidade da nova greve nos ônibus.

Comments are closed.