Por Esmael Morais

Luizão desiste de concorrer à  Câmara e continua na Prefeitura de Pinhais

Publicado em 04/04/2014

Lideranças do PT e PDT, nesta sexta, desistiram de concorrer à s eleições de outubro; hoje foi o último dia para desincompatibilizações de agentes públicos; Luizão Goulart, de Pinhais, diz que fica na prefeitura; Osmar Dias permanece do Banco do Brasil; e a londrinense Lygia Pupatto continua na Secretaria Nacional de Inclusão Digital.

Lideranças do PT e PDT, nesta sexta, desistiram de concorrer à s eleições de outubro; hoje foi o último dia para desincompatibilizações de agentes públicos; Luizão Goulart, de Pinhais, diz que fica na prefeitura; Osmar Dias permanece do Banco do Brasil; e a londrinense Lygia Pupatto continua na Secretaria Nacional de Inclusão Digital.

O prefeito de Pinhais, Luizão Goulart (PT), desistiu de renunciar ao mandato para se candidatar a uma vaga na Câmara Federal. Ele continuará à  frente da gestão até o último dia.

O petista foi reeleito em 2012 como 94% dos votos e tem a maior aprovação entre os prefeitos de todo o país: 93%, segundo a Paraná Pesquisas.

O prefeito não atendeu aos apelos do ex-presidente Lula e da senadora Gleisi Hoffmann, que disputará o Palácio Iguaçu nas eleições de outubro.

PT teve outra baixa em Londrina

Os petistas também sofreram baixa na chapa proporcional em Londrina, Norte do estado. A professora Lygia Pupatto não será candidata a deputada federal. Ela continuará à  frente da Secretaria Nacional de Inclusão Digital, responsável por projetos em todo o Brasil.

Osmar fica no Banco do Brasil

O leitor deste blog soube em primeira mão que o vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Osmar Dias, presidente licenciado do PDT, continuará no cargo. Ele decidiu hoje não disputar nenhum cargo eletivo. O pedetista é o principal desfalque no palanque da senadora Gleisi Hoffmann, pois o “estatuto do banco” o proíbe de participar de campanhas.