Por Esmael Morais

Labogen, de Youssef, lavou US$ 113 milhões, diz PF

Publicado em 27/04/2014

Padilha

O ex-assessor de Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde, foi realmente contratado pelo Labogen, segundo denúncia da Folha de S. Paulo publicada neste domingo 27. Marcus Cezar Ferreira de Moura recebe R$ 25 mil mensais pela função que exerce, uma espécie de lobista, mas é registrado em carteira com um salário de R$ 4 mil, o mesmo que recebia no ministério da Saúde, segundo o jornal.

A notícia traz ainda mais complicações para Padilha, pré-candidato ao governo de São Paulo, que nega veementemente ter indicado Marcus Moura para a empresa laranja do doleiro. Em coletiva na sexta-feira, o petista ameaçou processar André Vargas e todos os que envolverem seu nome na trama.