Por Esmael Morais

Coluna do Enio Verri: “Dilma tirou quase 400 mil paranaenses da miséria; Richa virou as costas para os pobres”

Publicado em 08/04/2014

Deputado Enio Verri, interinamente, em sua coluna desta terça, afirma que o governo Beto Richa fez opção preferencial pelos mais ricos ao dar as costas aos mais pobres; segundo o parlamentar petista, em contrapartida, o governo Dilma retirou 400 mil paranaenses da miséria; "à‰ como se o governo Dilma, nos últimos três anos, tivesse tirado da miséria o equivalente a quase toda a população de Maringá, que tem população estimada pelo IBGE de 385 mil pessoas, ou 70% da população de Londrina, com 537 mil habitantes", comparou; colunista, que é professor de economia, destaca que a fatia da população que mais precisa da presença do estado foi deliberadamente abandonada pelo governo tucano; leia o texto.

Deputado Enio Verri, interinamente, em sua coluna desta terça, afirma que o governo Beto Richa fez opção preferencial pelos mais ricos ao dar as costas aos mais pobres; segundo o parlamentar petista, em contrapartida, o governo Dilma retirou 400 mil paranaenses da miséria; “à‰ como se o governo Dilma, nos últimos três anos, tivesse tirado da miséria o equivalente a quase toda a população de Maringá, que tem população estimada pelo IBGE de 385 mil pessoas, ou 70% da população de Londrina, com 537 mil habitantes”, comparou; colunista, que é professor de economia, destaca que a fatia da população que mais precisa da presença do estado foi deliberadamente abandonada pelo governo tucano; leia o texto.

Enio Verri*

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à  Fome (MDS) apresentou nesta terça-feira (8) em Curitiba um balanço do Plano Brasil Sem Miséria para os estados da região sul.

Segundo o MDS, desde junho de 2011, 378 mil paranaenses deixaram a situação de extrema pobreza em virtude do programa, que executa uma série de ações com o objetivo de promover o acesso das pessoas de baixa renda, especialmente os beneficiários do Programa Bolsa Família, à  qualificação profissional e ao mercado de trabalho.

à‰ como se o governo Dilma, nos últimos três anos, tivesse tirado da miséria o equivalente a quase toda a população de Maringá, que tem população estimada pelo IBGE de 385 mil pessoas, ou 70% da população de Londrina, com 537 mil habitantes.

Em toda a região sul, o Brasil Sem Miséria tirou mais de 1 milhão de pessoas da situação de extrema pobreza. No país, mais de 22 milhões de brasileiros foram beneficiados. Estas transformações se refletem nos indicadores educacionais, economia e no desenvolvimento do comércio e da indústria.

Enquanto a presidenta Dilma colocou em prática um extraordinário programa que está diminuindo o abismo social no nosso estado, promovendo a igualdade e a dignidade para milhares de paranaenses, o que fez o governo Beto Richa pela população de baixa renda do Paraná?

Absolutamente nada. Nos três anos de seu governo, Richa virou as costas para as famílias paranaenses em situação de miséria. A fatia da população que mais precisa da presença do estado foi deliberadamente abandonada pelo governo tucano.

As regiões menos desenvolvidas do Paraná, que concentram os maiores bolsões de pobreza, foram solenemente ignoradas pela administração estadual. Para as famílias mais pobres, o governador tucano endereçou não mais que uma série de políticas excludentes, onde os ricos ficam cada vez mais ricos, e os pobres cada vez mais pobres.

*Enio Verri é deputado estadual, presidente do PT do Paraná e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Estadual do Paraná. Interinamente, nas terças escreve no Blog do Esmael sobre poder e socialismo.

**Nota do editor: este blog franqueou o espaço para que o deputado licenciado André Vargas (PT) continuasse a escrever a coluna nas terças, mas preferiu decliná-lo.