Richa convoca deputados do PMDB para privatizar a Sanepar

O governador Beto Richa (PSDB) mandou chamar os deputados do PMDB Luiz Cláudio Romanelli e Luiz Eduardo Cheida, ambos secretários do Trabalho e Meio Ambiente, respectivamente, porque tem medo de não conseguir os votos necessários na sessão para vender a Sanepar; o diabo é que Richa pegou os deputados suplentes Luiz Carlos Martins (PSD) e Gilberto Martin (PMDB) de "calças na mão"; eles foram surpreendidos pela substituição sem aviso prévio; Requião acompanha de longe e com interesse a reunião da Alep.

O governador Beto Richa (PSDB) mandou chamar os deputados do PMDB Luiz Cláudio Romanelli e Luiz Eduardo Cheida, ambos secretários do Trabalho e Meio Ambiente, respectivamente, porque tem medo de não conseguir os votos necessários na sessão para vender a Sanepar; o diabo é que Richa pegou os deputados suplentes Luiz Carlos Martins (PSD) e Gilberto Martin (PMDB) de “calças na mão”; eles foram surpreendidos pela substituição sem aviso prévio; Requião acompanha de longe e com interesse a reunião da Alep.

O Palácio Iguaçu não tem certeza de que tem os votos necessários para transformar o plenário da Assembleia em comissão geral e, assim, aprovar o projeto que aumenta o capital social da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) de R$ 2,6 bilhões para R$ 4 bilhões.

O governador Beto Richa (PSDB) mandou chamar os deputados do PMDB Luiz Cláudio Romanelli e Luiz Eduardo Cheida, ambos secretários do Trabalho e Meio Ambiente, respectivamente, porque tem medo de não conseguir os votos necessários na sessão de hoje.

O diabo é que Richa pegou os deputados suplentes Luiz Carlos Martins (PSD) e Gilberto Martin (PMDB) de “calças na mão”. Eles foram surpreendidos pela substituição sem aviso prévio.

O senador Roberto Requião, de Brasília, mandou olheiros acompanhar de perto como votarão os deputados do partido. Ele já avisou que não perdoará os “vendilhões do templo”.

Comentários encerrados.