Richa confirma saída de 8 secretários; Arns deixa a Educação

Compartilhe agora!

Beto Richa, no início desta noite, anunciou que Flávio Arns não é mais secretário da Educação; vice-governador se desincompatibilizou do cargo para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná; ele escapará incólume da greve dos educadores que se inicia em 23 de abril nas escolas da rede pública; outros sete secretários e diretores de empresas e autarquias também deixaram o governo pensando nas urnas; o leitor deste blog soube antes desse troca-troca no primeiro e segundo escalões do governo do estado.
Beto Richa, no início desta noite, anunciou que Flávio Arns não é mais secretário da Educação; vice-governador se desincompatibilizou do cargo para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná; ele escapará incólume da greve dos educadores que se inicia em 23 de abril nas escolas da rede pública; outros sete secretários e diretores de empresas e autarquias também deixaram o governo pensando nas urnas; o leitor deste blog soube antes desse troca-troca no primeiro e segundo escalões do governo do estado.
O leitor deste blog já sabia desde o dia 14 fevereiro quem sairia e quem iria entrar no secretariado do governador Beto Richa (PSDB). Nesta segunda-feira, dia 31, o tucano confirmou os nomes na reforma declinados nesta página (clique aqui).

O vice-governador, Flávio Arns, vai mesmo deixar a Secretaria de Educação (SEED). Ele deverá disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná. O mais cotado para substituí-lo é também tucano Paulo Schimidt.

Com a saída de cena, o vice não enfrentará desgaste da greve dos professores e funcionários de escolas a partir do dia 23 de abril !“ como explicou este blog na semana passada (clique aqui).

A seguir, leia a íntegra da matéria publicada na Agência Estadual de Notícias:

Richa confirma saída de oito secretários de Estado

da Agência Estadual de Notícias

O governador Beto Richa confirmou que oito secretários deixam o Governo do Estado até a próxima sexta-feira (04/04) para concorrer nas eleições de outubro. Richa também confirmou a fusão das secretarias de Governo e Casa Civil. Com isso a estrutura de governo passa a ser composta por 19 secretarias.

Com as exigências da legislação eleitoral, estamos promovendo alterações técnicas, que asseguram à  continuidade das ações do governo!, afirmou o governador Beto Richa.

Nesta segunda-feira (31/03), o secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros, deixou o cargo. Para o seu lugar, Richa indicou Horácio Monteschio, diretor-geral da pasta.

Também nesta segunda, o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli, que tinha se desligado do governo na semana passada, transmitiu o cargo para Amin Hannouche na Secretaria do Trabalho, Emprego e Economia Solidária.

O deputado federal Ratinho Jr. deixa a Secretaria do Desenvolvimento Urbano na quinta-feira. Para a função o governador vai nomear o diretor-geral da secretaria, João Carlos Ortega.

O deputado estadual Luiz Eduardo Cheida também se afasta da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos na próxima quinta. Quem assume é Antonio Caetano de Paula Jr., diretor-geral da pasta.

Até sexta-feira também será substituído o secretário do Esporte e Turismo, Evandro Rogério Roman. Em seu lugar assume Diego Gurgacz, que respondia pela direção geral da secretaria.

Richa adiantou ainda que o vice-governador Flávio Arns também deixa a secretaria da Educação. O mesmo acontece com o secretário especial de Assuntos Estratégicos, Edson Casagrande. Os substitutos dos dois serão confirmados ao longo da semana.

CASA CIVIL !“ Outro deputado federal que deixa o Governo do Estado é Reinhold Stephanes, titular da Casa Civil. O subchefe da secretaria, Guto Silva, também pediu exoneração. O governador Beto Richa destacou que fará a fusão da pasta com a Secretaria de Governo. O novo secretário será Cezar Silvestri.

DIRETORES !“ Além dos secretários, também se afastam dos cargos alguns diretores de órgãos da administração direta e indireta do Estado.

Neste grupo estão Márcio Fernandes Nunes, diretor-presidente do Instituto àguas do Paraná; Paulo Rosenmann, diretor administrativo da Ambiental Paraná Florestas; e Omar Sabbag Filho, diretor do Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec).

Rui Hara, coodenador geral da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) também vai deixar a função nos próximos dias, assim como o diretor-presidente do órgão, José Antonio Camargo. A coordenação geral do órgão ainda será definida.

Compartilhe agora!

Comments are closed.