Ratinho Jr ‘não dá conta do recado’ na Comec, dizem prefeitos

Sem "novas ideias" para a crise de gerenciamento do transporte na região metropolitana de Curitiba, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior, não compareceu ontem ao encontro com prefeitos da Assomec; a reunião foi realizada na sede da Comec, órgão vinculado à  sua pasta cuja tarefa é zelar pela tarifa única em 13 municípios que compõem a Rede Integrada de Transporte (RIT); prefeitos saíram da conversa com a sensação de que solução só será encontrada quando o Saci-Pererê cruzar as pernas! ou o sargento Garcia prender o Zorro!; um dos participantes do conclave na Comec deu sua impressão sobre o impasse: o secretário Ratinho Júnior não consegue dar conta do recado.

Sem “novas ideias” para a crise de gerenciamento do transporte na região metropolitana de Curitiba, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior, não compareceu ontem ao encontro com prefeitos da Assomec; a reunião foi realizada na sede da Comec, órgão vinculado à  sua pasta cuja tarefa é zelar pela tarifa única em 13 municípios que compõem a Rede Integrada de Transporte (RIT); prefeitos saíram da conversa com a sensação de que solução só será encontrada quando o Saci-Pererê cruzar as pernas! ou o sargento Garcia prender o Zorro!; um dos participantes do conclave na Comec deu sua impressão sobre o impasse: o secretário Ratinho Júnior não consegue dar conta do recado.

Pela enésima vez, os prefeitos vinculados à  Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec) voltaram se reunir ontem (10) para encontrar uma solução para o transporte nas 13 cidades que compõem a Rede Integrada de Transporte (RIT). Ninguém quer gerenciar “de fato” as linhas de ônibus metropolitanas. Nem o governo estadual, nem a prefeitura da capital.

Sob a batuta do maestro Luizão Goulart (PT), prefeito de Pinhais e presidente da Assomec, sobrou críticas à  Coordenação da Região Metropolitana (Comec). O órgão está sob as asas do secretário do Desenvolvimento Urbano (SEDU), Ratinho Júnior (PSC), que não compareceu ao encontro. No seu lugar esteve o chefe da Casa Civil, Reinold Stephanes (PSD), que nada decidiu.

Prefeitos saíram da reunião de ontem com a sensação que uma solução só será encontrada quando o Saci-Pererê cruzar as pernas ou o sargento Garcia prender o Zorro. Ninguém quer ficar com o ônus da região metropolitana, mas todos querem o bônus do mercado consumidor e a mão de obra — de preferência barata — encontrada em abundância nesses municípios.

Ao blog, com sua simplicidade típica, um dos prefeitos que participou da reunião na Comec deu sua impressão sobre o impasse: o secretário Ratinho Júnior não consegue dar conta do recado.

Antes do feriadão de Carnaval, prefeitos da mesma Assomec questionaram a competência de gestão de Ratinho (clique aqui). Em nota oficial, a entidade colocou “panos quentes” no assunto (relembre aqui).

Segundo o presidente da Assomec e prefeito de Pinhais, Luizão Goulart é necessário que a Comec assuma definitivamente o gerenciamento do transporte coletivo da Região Metropolitana.

O governo do estado criou o subsídio e tem a legitimidade de gerenciar o transporte, não podemos ficar neste “empurra, empurra” entre URBS e Comec, pois a cada inicio de ano vivemos uma grande “novela” na RMC!, ponderou.

Para os prefeitos o que falta principalmente é informação. Segundo o prefeito de Itaperuçu, Neneu Artigas (PDT), os prefeitos ficam de mãos atadas! e mesmo assim depois correm o risco de serem responsabilizados pela falta de ações efetivas no que se refere ao transporte coletivo.

Em nossa região, por exemplo, existe um grande monopólio, já que há mais de 20 anos as mesmas empresas administram o transporte e nós não podemos nem questionar!, salientou.

Durante a reunião o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) mostrou-se a favor dos municípios e da integração com a região metropolitana, no entanto, alertou mais uma vez que a capital não pode continuar arcando com as despesas sem que haja ajuste na tarifa.

à‰ necessário pensar o mais rápido possível em um novo modelo de governança para o transporte, pois não é possível que Curitiba continue assumindo o gerenciamento das linhas metropolitanas após uma série de acréscimos na tarifa técnica, sendo que o subsídio do governo estadual continua o mesmo do ano passado!, defendeu.

Representando o governador Beto Richa (PSDB) durante a reunião, Reinhold Stephanes admitiu falta de planejamento nos últimos anos para que novas alternativas para o transporte coletivo na RMC fossem implantadas com êxito.

Reconhecemos que o governo estadual tem responsabilidade em resolver este problema, assim como os municípios também tem a responsabilidade de cobrar e ajudar a encontrar soluções!, destacou.

Durante o encontro, várias alternativas foram cogitadas para melhorar o gerenciamento do transporte coletivo, como a criação de um Conselho ou Câmara Técnica composta por representantes de todos os municípios da região metropolitana.

Todas essas ideias são válidas, mas precisamos de uma solução urgente. No momento, acho que podemos incentivar novas licitações para as linhas diretas e assim que tivermos os resultados da pesquisa origem-destino que sejam feitas as licitações das linhas metropolitanas!, propôs o presidente da Assomec, Luizão Goulart.

18 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Esse Camundongo só se elege na base do dinheiro. Vestiu a cueca de seda agora… Vai cuidar das empresas da família camundongo. O sonho do Camundongo pai nunca será realizado, o camundongo jamais será governador do Paraná! Mostrou as riquesas da família esta semana em entrevista no SBT, mas finca fará o camundongo governador, NUNCA SERÁ!!!

  2. Luciano: Requião de volta ao governo e a primeira medida seria fazer voltar aqueles passes redondinhos – de metal, com o seu nome gravado e mandar emplacar todos os ônibus com ARR, como fez com aqueles mil õnibus que ficavam expostos no Palácio Iguaçu.

    • Parreira, você tem duvida que se o PMDB abrir a chance do Requião ele não volta a ser governador? Esse mandato do atual governador que falta gasolina, ração para o cachorros da PM, falta pagar os fornecedores do estado. E seu governador pegando mais uma férias pra viajar com a família coisa que ele já tinha feito no ano novo agora será que na Pascoa ele vai de novo? Tenho pena daquelas pequenas empresa que resolveram virar fornecedor do estado e não consegue receber seus empenhos tendo que mandar embora seus poucos funcionários…

  3. …,ESSE TAL DE RATINHO PERTENCE AO BETO RICHA,PORTANTO,BOCA CALÁDA QUANTO Á URBS…,COMO TEM OTÁRIO EM CURITIBA,BEM FEITO,NÃO FOSSE OS TROUXAS, OS MALÁCOS NÃO VIVÍAM,KKKKKKKKKKKKKKKK

  4. quem manda é o taniguchi o ratinhojr só se queimou em aceitar o cargo do beto.

  5. Pessoal quer se se divertir é só assistir a Sessão dos 3 Patetas, as 7:00 horas na Rede Massa no jornal da Massa chega a ser cómico como a Bancada defende o (des)governo do Beto Richa, Eita jornalzinho ridículo. Literalmente quem tem um pouco de senso crítico começa e termina dando risada das colocações fora da realidade, principalmente do Sr. Paulo Martins.

    • Carlos!
      Compartilho plenamente de seu comentário àquele “noticiario”. É o extremo do rediculo. Pois eles seguem o receituario do patrão.

    • Carlos, me permita discordar.
      O Jornal Massificado já foi bem melhor e mais bem
      humorado, quando a “serpente ruiva” Ruth Bolognese
      estava na bancada.
      Agora ficou um arremedo do que era, tá a meio pau.
      Faz tempo que só dou uma olhadinha no Jornal
      Massificado quando tem comercial no jornal local da RPC.
      Se for para ver jornal obdiente e anestrado, fico
      com o melhor.
      Quanto à Ruth, está sendo melhor aproveitada na
      Rádio CBN.
      Um abraço.

  6. Quem faz as licitações do transporte coletivo na RM?
    A COMEC? Cada prefeitura faz a sua?
    Em Curitiba é a URBS.
    Uma cidade com 40 mil habitantes não comporta ônibus
    com periodicidade de 15 minutos, é evidente.
    O problema é que os municípios da RMC querem a integração que barateia a passagem, e ao mesmo tempo
    querem gerir a seu bel prazer o transporte dentro dos
    seus limites geográficos, forçando Curitiba a adaptar-se aos reclames de cada um deles.
    Como não conseguem sequer concordar entre si, tá
    feita a balburdia, e a discórdia nuca acaba.
    O ideal é que a operação e as licitações do TC da
    RMC fosse realizado por um consórcio, ou por uma
    empresa de propósito específico, compostos pela
    URBS e COMEC.
    O planejamento do TC seria feito de forma integrada
    para o universo Curitiba-RMC.
    As empresas ganhadoras operariam tanto em Curitiba como nos pequenos e médios municípios da RMC.
    As linhas municipais que não extrapolassem os limites
    do municípios, continuariam a seu encargo.
    A ideia é simples, mas há que ter conselhos e regulamentações.

  7. O Pior transporte coletivo da RMC de longe é o de Quatro Barras! O Prefeito Tolardo e a Câmara de Vereadores nada fazem para melhorar a situação! Sonham com grandes projetos para eles e seus cupinchas e o povão ó….

  8. Se o governo consegue dar R$4 mil de auxílio-moradia aos juízes é sinal de que há dinheiro no caixa do estado para subsidiar o transporte coletivo de Curitiba e região metropolitana.

  9. Esse ai se elege com a fama do pai

  10. Esmael, a inveja é uma MERDA! Porque o Ratinho Júnior está na mídia e atendendo todos os Prefeitos pela SEDU (inclusive) os da região metropolitana, com projetos diversos.
    O Prefeito de Pinhais que é PT está fazendo o jogo da Gleisi ou seja: batendo em todos do governo Beto.
    Em relação os transporte a Comec está fazendo um trabalho que nunca foi feito: pesquisa de origem e destino, mas isto leva tempo. Por isso a espera do Secretário para definir a situação.

    • E o Fala Merda chora através de outro nick.
      Fala Sériooooooo

    • Odegar, em nenhum momento o prefeito de Pinhais citou o Ratinho…inclusive, na mesma matéria tem a nota do presidente da Assomec destacando isso… Mas é necessário reconhecer que a Comec nunca tem resposta pra nada e os prefeitos ficam de mãos atadas. Tentam buscar solução pra resolver o problema do transporte em seus municípios, mas não possuem autonomia pra nada e do outro lado a Comec não consegue responder porque não licita as linhas metropolitanas…

    • Prefeito de Pinhais é adorado pelo povo é o prefeito eleito com o maior número de votos válido do Brasil!

      Ratinho Junior deveria sair desse governo e virar vice do Requião ficaria 4 anos aprendendo como governar e depois poderia assumir o governo do Paraná. Ratinho sai dessa barca furada que é o desgoverno atual.