Por Esmael Morais

Marco Civil da Internet será votado na terça-feira, garante André Vargas

Publicado em 21/03/2014

Na condição de vice-presidente da Câmara, André Vargas articulou nos bastidores pela desobstrução da pauta do Congresso; na próxima terça, dia 25, finalmente será votado o parecer do deputado Alessandro Molon (PT-RJ) sobre o projeto do Marco Civil da Internet; pelo acordo, segundo Vargas, a neutralidade da rede está assegurada o que significa permitir aos usuários acesso igual a todo tipo de conteúdo, na mesma velocidade, sem que tenham que pagar mais por esse ou aquele serviço.

Na condição de vice-presidente da Câmara, André Vargas articulou nos bastidores pela desobstrução da pauta do Congresso; na próxima terça, dia 25, finalmente será votado o parecer do deputado Alessandro Molon (PT-RJ) sobre o projeto do Marco Civil da Internet; pelo acordo, segundo Vargas, a neutralidade da rede está assegurada o que significa permitir aos usuários acesso igual a todo tipo de conteúdo, na mesma velocidade, sem que tenham que pagar mais por esse ou aquele serviço.

O deputado federal André Vargas (PT-PR), vice-presidente da Câmara, nesta sexta (21), em nome da liberdade na rede, esta semana, atuou forte nos bastidores pela votação do Marco Civil da Internet.

Depois de muita negociação entre governo e Congresso, foi marcada para terça-feira (25) a votação, na Câmara Federal, do parecer do deputado Alessandro Molon (PT-RJ), ao projeto de lei funcionará como uma espécie de “miniconstituição” da internet no país.

O Palácio do Planalto conseguiu manter na proposta o ponto do qual não abre mão: a neutralidade da rede. Isto significa permitir aos usuários acesso igual a todo tipo de conteúdo, na mesma velocidade, sem que tenham que pagar mais por esse ou aquele serviço.