Em queda nas pesquisas, Fruet congela a tarifa do ônibus em R$ 2,70

Publicado em 17 março, 2014
Compartilhe agora!

 Em queda brusca nas pesquisas de opinião e pressionado por greves nos serviços públicos municipais, nesta segunda (17), Gustavo Fruet anunciou congelamento da tarifa do ônibus, em R$, 270, até o final deste ano; segundo a Paraná Pesquisas, em março, subiu para 47% os curitibanos que desaprovam a administração do pedetista; "Turma do Amendoim", grupo que atua no PT, reivindica vitória contra o aliado Fruet que teria sentido a ameaça de novos protestos de rua.

Em queda brusca nas pesquisas de opinião e pressionado por greves nos serviços públicos municipais, nesta segunda (17), Gustavo Fruet anunciou congelamento da tarifa do ônibus, em R$, 270, até o final deste ano; segundo a Paraná Pesquisas, em março, subiu para 47% os curitibanos que desaprovam a administração do pedetista; “Turma do Amendoim”, grupo que atua no PT, reivindica vitória contra o aliado Fruet que teria sentido a ameaça de novos protestos de rua.
A Turma do Amendoim!, grupo formado por veteranos filiados do PT, está exultante e tenta capitalizar internamente o anúncio de congelamento da tarifa de ônibus em R$ 2,70 pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT).

Nesta segunda (17), o pedetista foi ao Paraná TV 1!ª Edição, da RPCTV (Globo), uma espécie de diário oficial do município, para dizer que vai garantir a tarifa de ônibus de Curitiba e da Rede Integrada de Transporte (RIT), que inclui outros 13 municípios da região metropolitana da capital, em R$ 2,70 este ano.

Fruet agiu com um olho nas pesquisas de opinião e outro na “Turma do Amendoim”, que ameaçava incentivar protestos de rua caso a o preço da tarifa fosse reajustado.

Segundo a Paraná Pesquisas, de Murilo Hidalgo, subiu para 47% os curitibanos que desaprovam a administração Gustavo Fruet. O levantamento especial para o Blog do Esmael foi realizado de 6 a 9 de março deste ano.

O prefeito também estuda medidas visando reduzir a tarifa técnica de R$ 2,93 para R$ 2,80 e a prefeitura assumiria a diferença para manter a tarifa do usuário a R$ 2,70.

Acreditamos que o prefeito agiu de forma sensata!, opinou o vereador Jorge Bernardi (PDT), que foi presidente da CPI do Transporte Coletivo de Curitiba.

Compartilhe agora!

Comments are closed.