Considerado “feudo” do PDT, 4 disputam superintendência da SRTE/PR

A briga é de foice no escuro! no PDT pela Regional do Trabalho (SRTE/PR); titular da pasta, Neivo Beraldi, deverá deixar o cargo até sábado (5) para concorrer à  Câmara; Falta uma conversa com o Fruet!, revelou ao blog nesta segunda (31); disputam o órgão vinculado ao Ministério do Trabalho os pedetistas Valdir Stédile, Nivaldo Orlandi e Maria Tereza Cunha; o neopetista Milton Alves, do Grupo do Amendoim, também entrou no aquecimento pela vistosa pasta.

A briga é de foice no escuro! no PDT pela Regional do Trabalho (SRTE/PR); titular da pasta, Neivo Beraldi, deverá deixar o cargo até sábado (5) para concorrer à  Câmara; Falta uma conversa com o Fruet!, revelou ao blog nesta segunda (31); disputam o órgão vinculado ao Ministério do Trabalho os pedetistas Valdir Stédile, Nivaldo Orlandi e Maria Tereza Cunha; o neopetista Milton Alves, do Grupo do Amendoim, também entrou no aquecimento pela vistosa pasta.

O superintendente Regional do Trabalho, Neivo Beraldin, convencido pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, vai disputar uma cadeira na Câmara. Mas, para isso, terá que deixar o cargo na Superintendência Regional do Trabalho (SRTE/PR) até o próximo sábado (5).

“A minha candidatura ainda depende de uma última conversa com o prefeito de Curitiba Gustavo Fruet”, disse ao blog nesta segunda (31) Beraldin.

Considerado “feudo” do PDT no Paraná, o órgão vinculado ao Ministério do Trabalho está sendo disputado “a tapa” por três filiados no partido e um neopetista.

Engalfinham-se pelo cargo os pedetistas Valdir Stédile, Nivaldo Orlandi e Maria Tereza Cunha.

Com apoio de setores do PT, como o “Grupo do Amendoim”, Milton Alves, ex-presidente do PCdoB, que tem bom trânsito no mundo do trabalho, corre por fora nessa caminhada.

Maria Tereza vem utilizando a seu favor o argumento de que nunca a SRTE/PR teve uma mulher no comando.

Comentários encerrados.