Coluna do André Vargas: Richa fura agenda em Umuarama para se divertir numa piscina de Foz do Iguaçu!

André Vargas, em sua coluna desta terça, aborda a predileção do governador Beto Richa pelo lazer, ao invés do trabalho; vice-presidente da Câmara revela que o tucano agora até dá "calote" na agenda para ficar em piscinas aquecidas de luxuosos hotéis de Foz do Iguaçu; "Para as pessoas que o aguardavam para reuniões em Umuarama e Cianorte, no último final de semana, não restou outra opção a não ser esperar o governador brincar na piscina do hotel em Foz", critica o colunista, que ainda observa: "O governador tucano foi mais vezes a Foz do Iguaçu do que a Brasília e ainda reclama das dificuldades para liberar os empréstimos", leia o texto.

André Vargas, em sua coluna desta terça, aborda a predileção do governador Beto Richa pelo lazer, ao invés do trabalho; vice-presidente da Câmara revela que o tucano agora até dá “calote” na agenda para ficar em piscinas aquecidas de luxuosos hotéis de Foz do Iguaçu; “Para as pessoas que o aguardavam para reuniões em Umuarama e Cianorte, no último final de semana, não restou outra opção a não ser esperar o governador brincar na piscina do hotel em Foz”, critica o colunista, que ainda observa: “O governador tucano foi mais vezes a Foz do Iguaçu do que a Brasília e ainda reclama das dificuldades para liberar os empréstimos”, leia o texto.

André Vargas*

O governador Beto Richa (PSDB) deu mais uma pisada na bola neste final de semana. Enquanto pessoas o esperavam para encontros em Umuarama, Beto Richa simplesmente mudou sua rota de voo e se divertia como adolescente, com um grupo seleto de amigos, jogando vôlei aquático em uma das piscinas de um chique Hotel de Foz do Iguaçu.

Para as pessoas que o aguardavam para reuniões em Umuarama e Cianorte, não restou outra opção a não ser esperar o governador brincar na piscina do hotel em Foz.

O que aconteceu em Foz do Iguaçu e com as lideranças de Cianorte e Umuarama vem ocorrendo também em outras cidades do estado, onde o governador deixa pessoas aguardando horas e horas, pois é uma forma de ser! de Beto Richa, que trata o povo e suas demandas com desprezo. Aliás, suas preferência por Foz do Iguaçu em suas viagens saltam aos olhos.

Em pouco mais de três anos de gestão, o governador tucano foi mais vezes a Foz do Iguaçu do que a Brasília e ainda tem a pachorra de reclamar das dificuldades para liberar os empréstimos.

Além de não atender aos representantes em suas reivindicações, para melhoria das suas cidades, também dá as costas para grupos e entidades representativas da sociedade civil.

Um sinal de desrespeito para com o cidadão, que votou ou não nele, mas que, uma vez eleito, deve honrar seus compromissos e atender à s exigências e demandas do povo. Lamentavelmente ninguém consegue entender o que passa na cabeça do governador e, o pior, ainda quer se reeleger para mais quatro anos se não consegue nem administrar a primeira gestão.

Somam-se a isso, as trapalhadas que vem fazendo na gestão pública. Endividou o Paraná, descumpriu Lei de Responsabilidade Fiscal, não paga as contas dos fornecedores, inchou a máquina com cargos para atender políticos da base aliada, não consegue administrar seu secretariado, sucateou a saúde e destruiu a área da educação – veja as greves em Curitiba e em todo o Estado. Deu cargos para seu amigo Ezequias Moreira (homem da sogra,) que, além de secretário do Cerimonial e Relações Internacionais, é conselheiro da Sanepar.

Ainda temos a área de segurança, onde a criminalidade e a onda de violência campeiam e o governador apenas troca de secretários. Viajou em férias e deixou o setor sem comando. Agora, pelo jeito, pelo menos numa coisa ele acertou: o novo secretário é oftalmologista e, com isso, poderá pelo menos fazer ver ao governador o que ele se nega: o verdadeiro caos na segurança pública.

Por falar em Sanepar, depois de sangrá-la para pagar pessoal e reajustar as tarifas acima da inflação o que já tinha ocorrido no período Lerner, agora Richa acaba de promover a privatização da estatal, colocando ações na Bolsa de Valores para poder encher os cofres para campanha política. Essa conta mais uma vez vai estourar no bolso do coitado do consumidor, pode apostar.

Assim caminha Beto Richa, de cidade em cidade, oferecendo o mundo e o fundo para os políticos, na tentativa de se reeleger governador.

*André Vargas, deputado federal pelo PT do Paraná, vice-presidente da Câmara, é colunista do Blog do Esmael. Escreve sobre poder e socialismo nas terças-feiras.

Comentários encerrados.