31 de março de 2014
por Esmael Morais
39 Comentários

Richa confirma saída de 8 secretários; Arns deixa a Educação

O leitor deste blog já sabia desde o dia 14 fevereiro quem sairia e quem iria entrar no secretariado do governador Beto Richa (PSDB). Nesta segunda-feira, dia 31, o tucano confirmou os nomes na reforma declinados nesta página (clique aqui).

O vice-governador, Flávio Arns, vai mesmo deixar a Secretaria de Educação (SEED). Ele deverá disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná. O mais cotado para substituí-lo é também tucano Paulo Schimidt.

Com a saída de cena, o vice não enfrentará desgaste da greve dos professores e funcionários de escolas a partir do dia 23 de abril !“ como explicou este blog na semana passada (clique aqui).

A seguir, leia a íntegra da matéria publicada na Agência Estadual de Notícias:

Richa confirma saída de oito secretários de Estado

da Agência Estadual de Notícias

O governador Beto Richa confirmou que oito secretários deixam o Governo do Estado até a próxima sexta-feira (04/04) para concorrer nas eleições de outubro. Richa também confirmou a fusão das secretarias de Governo e Casa Civil. Com isso a estrutura de governo passa a ser composta por 19 secretarias.

Com as exigências da legislação eleitoral, estamos promovendo alterações técnicas, que asseguram à  continuidade das ações do governo!, afirmou o governador Beto Richa.

Nesta segunda-feira (31/03), o secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros, deixou o cargo. Para o seu lugar, Richa indicou Horácio Monteschio, diretor-geral da pasta.

Também nesta segunda, o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli, que tinha se desligado do governo na semana passada, transmitiu o cargo para Amin Hannouche na Secretaria do Trabalho, Emprego e Economia Solidária.

O deputado federal Ratinho Jr. deixa a Secretaria do Desenvolvimento Urbano na quinta-feira. Para a função o governador vai nomear o diretor-geral da secretaria, João Carlos Ortega.

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
22 Comentários

Dilma se solidariza com criadora de campanha contra estupro

da Agência Brasil, via Brasil 247A presidenta Dilma Rousseff solidarizou-se hoje (31) com a jornalista Nana Queiroz, que foi ameaçada na internet após iniciar uma campanha nas redes sociais contra a violência contra a mulher. O protesto virtual “Não mereço ser estuprada” foi criado em resposta à  pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgada na última semana, que mostrou que a maioria dos brasileiros concorda que o comportamento da mulher pode motivar o estupro.

“A jornalista Nana Queiroz se indignou com os dados da pesquisa do Ipea sobre o machismo na nossa sociedade. Por ter se manifestado nas redes contra a cultura de violência contra a mulher, a jornalista foi ameaçada de estupro. Nana Queiroz merece toda a minha solidariedade e respeito”, escreveu hoje a presidenta em sua conta pessoal no Twitter.

Dilma disse ainda que “o governo e a lei” estão do lado da jornalista e de todas as mulheres ameaçadas ou vítimas de violência.

Nana Queiroz postou uma mensagem no Facebook na sexta-feira (28) com uma foto em frente ao Congresso Nacional, em que aparece sem camiseta e com a frase “Não mereço ser estuprada” escrita no corpo, convocando o protesto virtual. Várias mulheres publicaram fotos semelhantes, demonstrando indignação com a pesquisa.

Após a publicação, a jornalista foi ameaçada por internautas. “Amanheci de uma noite conturbada. Acreditei na pesquisa do Ipea e experimentei na pele sua fúria. Homens me escreveram ameaçando me estuprar se me encontrassem na rua, mulheres escreveram desejando que eu fosse estuprada”, relatou Nana em sua página na rede social.

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Por 15 votos a 3, TJPR mantém Fábio Camargo afastado do TCE

Fábio Camargo perdeu uma batalha nesta segunda (31) ao ter rejeitado um agravo no TJPR pelo placar de 15 votos a 3; corte manteve conselheiro afastado do TCE até julgamento do mérito de um mandado de segurança, cuja liminar foi concedida ano passado pela desembargadora Regina Portes; presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB), nos bastidores, vem sendo bastante pressionado para realizar nova eleição para o órgão de contas; deputado Plauto Miró, primeiro-secretário da Assembleia, continua no aquecimento.

Fábio Camargo perdeu uma batalha nesta segunda (31) ao ter rejeitado um agravo no TJPR pelo placar de 15 votos a 3; corte manteve conselheiro afastado do TCE até julgamento do mérito de um mandado de segurança, cuja liminar foi concedida ano passado pela desembargadora Regina Portes; presidente da Assembleia Legislativa, Valdir Rossoni (PSDB), nos bastidores, vem sendo bastante pressionado para realizar nova eleição para o órgão de contas; deputado Plauto Miró, primeiro-secretário da Assembleia, continua no aquecimento.

O à“rgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), composto por 25 desembargadores, nesta segunda-feira (31), manteve o afastamento do conselheiro afastado do Tribunal de Contas (TCE) Fabio Camargo. ... 

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
39 Comentários

1!º de abril: Romanelli propõe CPI para investigar “quebradeira no Paraná”

Depois de intenso bate-boca no plenário, governo e oposição concordam em apoiar criação da "CPI da quebradeira" na Assembleia Legislativa; governo Richa quer investigar motivos de empréstimos federais baterem na trave; oposição quer investigar os motivos da quebradeira no Paraná; deputado Romanelli escolheu amanhã, dia 1!º de abril, como data especial para apresentar o requerimento de instalação da comissão; parlamentar peemedebista pró-tucano Beto Richa reclamou da mão peluda! de Requião e da mão delicada! de Gleisi, que estariam agindo contra o Paraná; petista Péricles Mello rebateu as acusações.

Depois de intenso bate-boca no plenário, governo e oposição concordam em apoiar criação da “CPI da quebradeira” na Assembleia Legislativa; governo Richa quer investigar motivos de empréstimos federais baterem na trave; oposição quer investigar os motivos da quebradeira no Paraná; deputado Romanelli escolheu amanhã, dia 1!º de abril, como data especial para apresentar o requerimento de instalação da comissão; parlamentar peemedebista pró-tucano Beto Richa reclamou da mão peluda! de Requião e da mão delicada! de Gleisi, que estariam agindo contra o Paraná; petista Péricles Mello rebateu as acusações.

O deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), da base de sustentação do governo Beto Richa (PSDB), na Assembleia, anunciou nesta tarde que apresentará amanhã, terça-feira dia 1!º de abril, requerimento de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as dificuldades de o Paraná obter empréstimos federais. ... 

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Em greve há 2 semanas, servidores da saúde marcham na quarta contra Richa

Em greve há duas semanas, trabalhadores da saúde prometem marchar na próxima quarta-feira, dia 2, em frente ao Palácio Iguaçu; grevistas reivindicam um novo plano de carreira para os servidores, reajuste de 30% na gratificação de atividade em saúde, contratação de mais funcionários, além de melhores condições de trabalho; SindSaúde estima que 6 mil servidores da saúde pública paranaense estejam de braços cruzados.

Em greve há duas semanas, trabalhadores da saúde prometem marchar na próxima quarta-feira, dia 2, em frente ao Palácio Iguaçu; grevistas reivindicam um novo plano de carreira para os servidores, reajuste de 30% na gratificação de atividade em saúde, contratação de mais funcionários, além de melhores condições de trabalho; SindSaúde estima que 6 mil servidores da saúde pública paranaense estejam de braços cruzados.

Servidores da saúde em greve prometem realizar uma marcha na próxima quarta-feira, dia 2 de abril, contra a “intransigência” do governo Beto Richa (PSDB), que se recusa a negociar com a categoria. A concentração dos grevistas será à s 8 horas no Centro Cívico, região onde estão concentradas as sedes do executivo, legislativo e judiciário. ... 

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

Crime e castigo: Senado vai apoiar campanha pela revisão da Lei de Anistia

da Agência SenadoA Subcomissão da Verdade do Senado vai participar da campanha promovida pela Anistia Internacional pedindo a revisão da Lei de Anistia, informou nesta segunda-feira (31) o senador João Capiberibe, durante sessão que marcou os 50 anos do golpe civil e militar de 1964. A partir de 1!º de abril e durante 50 dias, serão coletadas assinaturas online a favor da revisão da lei, editada ainda durante a Ditadura (28 de agosto de 1979).

Participaram da sessão, o ex-deputado e ministro no governo João Goulart, Waldir Pires, atual vereador em Salvador; o jornalista e exilado político José Maria Rabelo; a deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP), e o jornalista Luiz Cláudio Cunha, que desvendou a Operação Condor, um conluio entre aparatos repressivos dos países do Cone Sul.

Anistia

João Capiberibe é o relator, na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), de projeto do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que torna sem efeito a anistia no que se refere a crimes cometidos pelos agentes da repressão.

Não se incluem entre os crimes conexos [definidos pela Lei de Anistia] aqueles cometidos por agentes públicos, militares ou civis, contra pessoas que, de qualquer forma, se opunham ao regime de governo vigente no período por ela abrangido!, estabelece o artigo 1!º do PLS 237/2013.

O objetivo da proposta é superar o entendimento, já adotado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), de que crimes como os de tortura, sequestro e homicídio sejam considerados conexos aos crimes políticos e, portanto, abrangidos pela Lei de Anistia.

!” A Lei da Anistia é de 1979. Foi aprovada, não como um resultado da campanha por anistia ampla geral e irrestrita, mas como uma imposição do regime militar e objetivou só um intento: atender aos interesses do regime naquele momento, que vendo Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
20 Comentários

Dilma sobre a ditadura: “Por 21 anos nossos sonhos foram calados”

do Brasil 247
A presidente Dilma Rousseff afirmou, em discurso em Brasília, que “o dia de hoje exige que nos lembremos e contemos o que aconteceu”, numa referência aos 50 anos do golpe militar de 1964. “Devemos isso a todos que morreram e desapareceram, aos torturados e perseguidos, a suas famílias, a todos os brasileiros”, disse a presidente. Dilma fez as declarações durante assinatura do contrato para construção da ponte sobre o rio Guaíba, do Rio Grande do Sul.

“Lembrar e contar faz parte de um processo muito humano, desse processo que iniciamos com as lutas do povo brasileiro, pela anistia, Constituinte, eleições diretas, crescimento com inclusão social, Comissão Nacional da Verdade, todos os processos de manifestação e democracia que temos vivido ao longo das últimas décadas. Um processo que foi construído passo a passo, durante cada um dos governos eleitos depois da ditadura”, prosseguiu a presidente.

Dilma, que foi presa e torturada durante a ditadura militar, lembrou que 50 anos atrás o Brasil deixou de ser um país de instituições ativas, independentes e democráticas e que “por 21 anos, nossa liberdade, nossos sonhos foram calados”, mas que graças ao esforço de todas as lideranças do passado, dos que vivem e dos que morreram, foi possível ultrapassar os anos de ditadura.

Segundo ela, o Brasil aprendeu o valor da liberdade, de Legislativo e Judiciário independentes e ativos, da liberdade de imprensa, do voto secreto, de eleger governadores, prefeitos, um exilado, um líder sindical, que foi preso várias vezes, e uma mulher também que foi prisioneira. “Aprendemos o fato de ir à s ruas e mostramos um diferencial quando as pessoas foram à s ruas demandar mais democracia. Aqui não houve processo de abafamento desse fato”, disse.

“A grande Hanna Arendt escreveu que toda dor humana pode ser suportada se sobre ela puder ser contada uma história. As cicatrizes podem ser suportadas e superadas, porque hoje temos uma democracia, podemos contar nossa história. Nesse Palácio, dois anos atrás, quando instalamos a Comissão Nacional da Verdade, eu disse que se existem filhos sem pais, pais sem túmulos, nunca mesmo pode existir uma história sem voz. E o que dará voz à  história são os homens e mulheres livres sem medo escrevê-la. Quem dá voz à  história somos nós”, concluiu Dilma.

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Considerado “feudo” do PDT, 4 disputam superintendência da SRTE/PR

A briga é de foice no escuro! no PDT pela Regional do Trabalho (SRTE/PR); titular da pasta, Neivo Beraldi, deverá deixar o cargo até sábado (5) para concorrer à  Câmara; Falta uma conversa com o Fruet!, revelou ao blog nesta segunda (31); disputam o órgão vinculado ao Ministério do Trabalho os pedetistas Valdir Stédile, Nivaldo Orlandi e Maria Tereza Cunha; o neopetista Milton Alves, do Grupo do Amendoim, também entrou no aquecimento pela vistosa pasta.

A briga é de foice no escuro! no PDT pela Regional do Trabalho (SRTE/PR); titular da pasta, Neivo Beraldi, deverá deixar o cargo até sábado (5) para concorrer à  Câmara; Falta uma conversa com o Fruet!, revelou ao blog nesta segunda (31); disputam o órgão vinculado ao Ministério do Trabalho os pedetistas Valdir Stédile, Nivaldo Orlandi e Maria Tereza Cunha; o neopetista Milton Alves, do Grupo do Amendoim, também entrou no aquecimento pela vistosa pasta.

O superintendente Regional do Trabalho, Neivo Beraldin, convencido pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, vai disputar uma cadeira na Câmara. Mas, para isso, terá que deixar o cargo na Superintendência Regional do Trabalho (SRTE/PR) até o próximo sábado (5). ... 

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
54 Comentários

50 anos: para jamais esquecer o golpe fascista-militar no Brasil; assista

Vários brasileiros tombaram lutando pelo restabelecimento das liberdades democráticas no Brasil; segmentos ultradireitistas, saudosos, pedem a volta do regime fascista-militar quando o golpe completa 50 anos; período das trevas, entre 64 e 85, foi marcado por prisões ilegais, torturas, assassinatos de oponentes aos golpistas; país pode rediscutir Lei de Anistia e há quem defenda a criminalização daqueles que fazem apologia à  ditadura; assista ao vídeo com documentário "15 filhos", que retrata como era a vida de filhos de guerrilheiros.

Vários brasileiros tombaram lutando pelo restabelecimento das liberdades democráticas no Brasil; segmentos ultradireitistas, saudosos, pedem a volta do regime fascista-militar quando o golpe completa 50 anos; período das trevas, entre 64 e 85, foi marcado por prisões ilegais, torturas, assassinatos de oponentes aos golpistas; país pode rediscutir Lei de Anistia e há quem defenda a criminalização daqueles que fazem apologia à  ditadura; assista ao vídeo com documentário “15 filhos”, que retrata como era a vida de filhos de guerrilheiros.

Eu não era nascido ainda, mas a História ensinou-me desde cedo que o golpe militar em 31 de março de 1964 manteve o Brasil nas trevas por 21 anos. “Os anos de chumbo” mesclaram participação de golpistas civis e militares nesse sombrio período de crimes contra a vida e à s liberdades individuais. Uma geração de inteligência foi exterminada nos porões de tortura, na censura ou foi eliminada fisicamente por fazer oposição ao regime fardado. ... 

Leia mais

31 de março de 2014
por Esmael Morais
33 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: “Por que setores da mídia agora são “tchutchuca” na gestão Fruet?”

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda, volta as baterias contra seu ex-algoz, jornalista Celso Nascimento, colunista do jornal Gazeta do Povo, que nas eleições 2012 revelou suas pontuações na carteira de habilitação, o que lhe custou o cargo de secretário municipal do Trânsito; "Por que Celso Nascimento agora é tchutchuca na gestão Fruet?", questiona ele, ao comparar as críticas que o jornalista disparava contra a gestão anterior, de Luciano Ducci (PSB), e o sangue doce que agora faz na gestão Fruet; colunista especialista em trânsito também vê atuação "chapa-branca" do SindiUrbano, que estaria pegando pesado em Londrina e aliviando em Curitiba devido simpatias com a vice-prefeita Mirian Gonçalves. Os agentes de Curitiba andam com uniformes aos farrapos e maltrapilhos! e o sindicato nada faz, denuncia; leia o texto.

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda, volta as baterias contra seu ex-algoz, jornalista Celso Nascimento, colunista do jornal Gazeta do Povo, que nas eleições 2012 revelou suas pontuações na carteira de habilitação, o que lhe custou o cargo de secretário municipal do Trânsito; “Por que Celso Nascimento agora é tchutchuca na gestão Fruet?”, questiona ele, ao comparar as críticas que o jornalista disparava contra a gestão anterior, de Luciano Ducci (PSB), e o sangue doce que agora faz na gestão Fruet; colunista especialista em trânsito também vê atuação “chapa-branca” do SindiUrbano, que estaria pegando pesado em Londrina e aliviando em Curitiba devido simpatias com a vice-prefeita Mirian Gonçalves. Os agentes de Curitiba andam com uniformes aos farrapos e maltrapilhos! e o sindicato nada faz, denuncia; leia o texto.

Marcelo Araújo* ... 

Leia mais