30 de março de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

“Musa das privatizações” e “musa das greves” disputam atenção no PT

Guerra das louras é estimulada pelo ex-presidente Lula, que vê com bons olhos! voo solo da vice-prefeita, Mirian Gonçalves, rumo à  candidatura própria em Curitiba nas eleições municipais de 2016; apesar do apoio do PT, ex-presidente ainda não engoliu acusações de Fruet na CPI do Mensalão em 2005; se por um lado a senadora Gleisi Hoffmann é classificada de musa das privatizações!, por outro, Mirian é chamada de musa das greves!; em comum elas buscam a simpatia de militantes e filiados do partido visando as eleições de 2014 e 2016.

Guerra das louras é estimulada pelo ex-presidente Lula, que vê com bons olhos! voo solo da vice-prefeita, Mirian Gonçalves, rumo à  candidatura própria em Curitiba nas eleições municipais de 2016; apesar do apoio do PT, ex-presidente ainda não engoliu acusações de Fruet na CPI do Mensalão em 2005; se por um lado a senadora Gleisi Hoffmann é classificada de musa das privatizações!, por outro, Mirian é chamada de musa das greves!; em comum elas buscam a simpatia de militantes e filiados do partido visando as eleições de 2014 e 2016.

No PT há uma disputa sui generis, até engraçada, entre as duas louras que fazem de tudo para chamar a atenção dos militantes e filiados neste pré-2014. De um lado a vice-prefeita de Curitiba, Mirian Gonçalves, e do outro a senadora Gleisi Hoffmann. ... 

Leia mais

30 de março de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

CPI da Petrobras na Câmara: oposição diz já ter as 171 assinaturas

do Brasil 247
O deputado federal Antônio Imbassahy, líder do PSDB na Câmara, diz já possuir o número de assinaturas suficientes para instalar a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras. Ele é autor de dezenas de requerimento sobre a Petrobras desde 2012. Na terça-feira (1!º), PPS, DEM, SDD e PSDB se reúnem para revisarem o texto da Câmara e deixarem igual ao do Senado e também para a articulação da implantação da comissão.

“Já temos o número suficiente para a CPMI, que é uma proposta conjunta do deputado Rubens Bueno (PR), líder do PPS. Temos mais do que as 171 assinaturas que são necessárias. Mas ela tem um texto diferente da que foi assinada no Senado. Na terça-feira, vamos nos reunir com o PPS, DEM e SDD para mudarmos o texto e deixar igual ao do Senado para não ter problemas de questionamento”, afirmou Imbassahy, em entrevista ao blog Poder Online, do portal IG (leia aqui).

Segundo o tucano, o PT já está fazendo pressão para que parlamentares da base aliada retirem assinaturas, mas ele avalia que o partido não terá êxito. “à‰ desmoralizador para qualquer parlamentar. Os senadores que foram abordados já declararam que não vão retirar. E no Senado tem folga, precisava de 27 assinaturas, foram 29. O PT comete grave erro ao julgar que manda no Congresso. Aliás, esse é o cacoete do Planalto, de uma atitude arrogante que quer transferir para o Congresso. Não vai prosperar”, afirmou.

Leia mais

30 de março de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Rocha Loures: “Empresários precisam retomar a participação na política”

Rodrigo Rocha Loures, ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), especial para o Blog do Esmael, neste domingo (30), retoma discussão sobre a participação na política e o exercício da cidadania plena pelos empresários; "Há que se reformular e estreitar o relacionamento do empresariado com os demais segmentos da sociedade e também ingressar decisivamente no processo político eleitoral", recomenda o fundador da Nutrimental, que destaca resultados da Rede de Participação Política; considerado da ala desenvolvimentista, o empresário ainda aponta a necessidade de ocupar esse espaço de ação para interferir com o peso devido na formulação das políticas públicas que interessem não só aos nossos segmentos profissionais, mas à  toda a comunidade onde estamos inseridos!; leia o artigo.

Rodrigo Rocha Loures, ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), especial para o Blog do Esmael, neste domingo (30), retoma discussão sobre a participação na política e o exercício da cidadania plena pelos empresários; “Há que se reformular e estreitar o relacionamento do empresariado com os demais segmentos da sociedade e também ingressar decisivamente no processo político eleitoral”, recomenda o fundador da Nutrimental, que destaca resultados da Rede de Participação Política; considerado da ala desenvolvimentista, o empresário ainda aponta a necessidade de ocupar esse espaço de ação para interferir com o peso devido na formulação das políticas públicas que interessem não só aos nossos segmentos profissionais, mas à  toda a comunidade onde estamos inseridos!; leia o artigo.

Rodrigo da Rocha Loures* ... 

Leia mais