19 de março de 2014
por Esmael Morais
68 Comentários

Veja como votaram os deputados estaduais na venda da Sanepar

O Blog do Esmael divulga a lista de como votaram, nesta quarta (19), os deputados na privatização da Sanepar; 31 foram favoráveis à  venda da estatal de água e esgoto e 15 foram contra; confira os nomes.

O Blog do Esmael divulga a lista de como votaram, nesta quarta (19), os deputados na privatização da Sanepar; 31 foram favoráveis à  venda da estatal de água e esgoto e 15 foram contra; confira os nomes.

Como havia prometido, o blog mostra como votaram os deputados estaduais no projeto que privatiza a Sanepar. A Assembleia Legislativa do Paraná, por 32 votos a 15, aprovou na noite desta quarta (19) o projeto que aumenta o capital social da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) de R$ 2,6 bilhões para R$ 4 bilhões. Confira: ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
38 Comentários

Fracassa “política do cafezinho”. APP-Sindicato agora cogita greve por tempo indeterminado, diz deputado

Deputado Professor Lemos, em discurso na Assembleia Legislativa, nesta quarta (19), anunciou o fim da "política do cafezinho" ao relatar fracasso nas negociações com o governo Richa; Marlei Fernandes, presidenta da APP-Sindicato, também hoje à  tarde, reconheceu que não houve avanço significativo em nenhuma pauta; educadores poderão entrar em greve por tempo indeterminado a partir da assembleia da categoria no próximo dia 29 de março;  ontem à  tarde, o blog mostrou com exclusividade que quatro chapas expõem divergências com a

Deputado Professor Lemos, em discurso na Assembleia Legislativa, nesta quarta (19), anunciou o fim da “política do cafezinho” ao relatar fracasso nas negociações com o governo Richa; Marlei Fernandes, presidenta da APP-Sindicato, também hoje à  tarde, reconheceu que não houve avanço significativo em nenhuma pauta; educadores poderão entrar em greve por tempo indeterminado a partir da assembleia da categoria no próximo dia 29 de março; ontem à  tarde, o blog mostrou com exclusividade que quatro chapas expõem divergências com a “política do cafezinho” da diretoria da APP-Sindicato!.

O deputado estadual Professor Lemos (PT), na Assembleia Legislativa do Paraná, fez hoje à  tarde um duro pronunciamento após a marcha dos professores até o Palácio Iguaçu. O parlamentar lamentou que as negociações com o governo Beto Richa (PSDB) não tenham avançado em nada.  ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
51 Comentários

Por 32 votos a 15, Assembleia Legislativa aprova venda da Sanepar

Governo Beto Richa conseguiu aprovar, no início desta noite, por 32 votos a 15, projeto que permite a venda da Sanepar; rolo compressor governista foi comandado pelo deputado Traiano; petistas e o peemedebista Anibelinho apelaram, mas tropa de choque tucana fez ouvidos moucos; assim que a Assembleia disponibilizar a relação de como votaram os deputados, este blog a divulgará.

Governo Beto Richa conseguiu aprovar, no início desta noite, por 32 votos a 15, projeto que permite a venda da Sanepar; rolo compressor governista foi comandado pelo deputado Traiano; petistas e o peemedebista Anibelinho apelaram, mas tropa de choque tucana fez ouvidos moucos; assim que a Assembleia disponibilizar a relação de como votaram os deputados, este blog a divulgará.

A Assembleia Legislativa do Paraná, por 32 votos a 15, aprovou na noite desta quarta (19) o projeto que aumenta o capital social da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) de R$ 2,6 bilhões para R$ 4 bilhões. ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

Assembleia derruba veto de Richa por 41 a 3 votos; deputados devem votar privatização da Sanepar ainda hoje

Deputados derrubam veto do governo Beto Richa a projeto que beneficia mulheres por 41 votos a 3; base governista está 'insegura' sobre votação que privatiza a Sanepar; comissão geral foi aprovada por 25 votos a 17; segue a sessão na Assembleia.

Deputados derrubam veto do governo Beto Richa a projeto que beneficia mulheres por 41 votos a 3; base governista está ‘insegura’ sobre votação que privatiza a Sanepar; comissão geral foi aprovada por 25 votos a 17; segue a sessão na Assembleia.

A Assembleia Legislativa do Paraná derrubou, há pouco, por 41 votos a 3, veto do governador Beto Richa (PSDB) ao Projeto de Lei n!º 6/2013, que destina à s mulheres vítimas de violência doméstica 4% das unidades de programas de loteamentos sociais e de habitação popular.  ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

Requião diz que Alep está vendendo Sanepar e dispara: Beto meteu a mão no dinheiro!

da Rádio Banda BO senador Roberto Requião (PMDB) criticou de maneira veemente o projeto do governo do Paraná que pretende aumentar o capital social da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) de R$ 2,6 bilhões para R$ 4 bilhões, lançando ações no mercado. Em entrevista à  Banda B, na tarde desta quinta-feira (19), ele lamentou uma possível manobra do governo e disparou. Isso é uma patifaria. Vai resultar no aumento da tarifa em uma manobra que conta com o apoio de uma Assembleia Legislativa (Alep) irresponsável e formada por moleques, com poucas exceções!, afirmou.

Segundo ele, ao aumentar o capital e jogar ações no mercado, os investidores serão privilegiados, já o povo!¦ Esse pessoal vai comprar ações para ganhar dinheiro, aumentando a tarifa e diminuindo o lucro. Eles criaram uma tal de agência reguladora e vai ficar ao sabor destes caras definir o valor da tarifa. Eles foram colocados para garantir o lucro de quem comprar as ações!, afirmou o senador, que definiu o estado do Paraná como quebrado.

O Beto meteu a mão na Sanepar para pagar a folha do estado no fim do ano e agora transformou o lucro em ações. O importante para a população é o serviço e não as ações. Se outro gover Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

Richa convoca deputados do PMDB para privatizar a Sanepar

O governador Beto Richa (PSDB) mandou chamar os deputados do PMDB Luiz Cláudio Romanelli e Luiz Eduardo Cheida, ambos secretários do Trabalho e Meio Ambiente, respectivamente, porque tem medo de não conseguir os votos necessários na sessão para vender a Sanepar; o diabo é que Richa pegou os deputados suplentes Luiz Carlos Martins (PSD) e Gilberto Martin (PMDB) de "calças na mão"; eles foram surpreendidos pela substituição sem aviso prévio; Requião acompanha de longe e com interesse a reunião da Alep.

O governador Beto Richa (PSDB) mandou chamar os deputados do PMDB Luiz Cláudio Romanelli e Luiz Eduardo Cheida, ambos secretários do Trabalho e Meio Ambiente, respectivamente, porque tem medo de não conseguir os votos necessários na sessão para vender a Sanepar; o diabo é que Richa pegou os deputados suplentes Luiz Carlos Martins (PSD) e Gilberto Martin (PMDB) de “calças na mão”; eles foram surpreendidos pela substituição sem aviso prévio; Requião acompanha de longe e com interesse a reunião da Alep.

O Palácio Iguaçu não tem certeza de que tem os votos necessários para transformar o plenário da Assembleia em comissão geral e, assim, aprovar o projeto que aumenta o capital social da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) de R$ 2,6 bilhões para R$ 4 bilhões. ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
87 Comentários

Gustavo Fruet ‘judicializa’ greve e revolta educadores em Curitiba

Clima segue muito tenso em frente à  Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico, depois que a Justiça declarou ilegal a greve dos educadores municipais; multa diária de R$ 80 mil ao Sismuc, caso a decisão seja descumprida; manifestantes estão revoltados com Fruet, que judicializou o movimento de reivindicação.

Clima segue muito tenso em frente à  Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico, depois que a Justiça declarou ilegal a greve dos educadores municipais; multa diária de R$ 80 mil ao Sismuc, caso a decisão seja descumprida; manifestantes estão revoltados com Fruet, que judicializou o movimento de reivindicação.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), resolveu judicializar a greve dos educadores dos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil). A pedido da Prefeitura, o juiz de segundo grau de plantão Jefferson Johnson, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) declarou ilegal a greve dos trabalhadores nas creches. A multa diária para o descumprimento da decisão é de R$ 80 mil. ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

PT x PSDB: Gleisi boa de briga agora encara Aloysio Nunes

do Brasil 247Boa de briga, a senadora Gleisi Hoffmann encarou na manhã desta quarta-feira 19, em plena Comissão de Constituição e Justiça do Senado, o tucano Aloysio Nunes Ferreira. Diante de gritos e do dedo em riste dele em direção a ela, a ex-ministra e pré-candidata ao governo do Paraná não perdeu a fleugma e ensinou que “a educação tem de fazer parte do nosso debate”.

Foi assim: com um discurso duro, o senador paulista afirmava que o governo da presidente Dilma Rousseff havia “destroçado” o setor elétrico. Na semana passada, o governo anunciou um pacote de ajuda de R$ 12 bilhões para as distribuidoras de energia elétrica. Com a estiagem, o preço da energia disparou e há mais de um mês está no teto permitido pelo governo, de R$ 822 por megawatt/hora (MWh), penalizando as companhias.

Ao ouvir a palavra “destroçado”, Gleisi fez o que se esperava de alguém do governo: entrou no debate. Ela retrucou Aloysio dizendo que a afirmação era “leviana”. O tucano, então, ficou mordido.

– “A senhora, por favor, não queira me policiar. A senhora não tem nenhum tipo de autoridade para me policiar. Eu falo o que eu quiser. O que a presidente fez no setor elétrico, e a senhora participou como ministra, foi uma pauta bomba que o destroçou”.

Mas Gleisi estava mesmo “policiando” o líder do PSDB no Senado? Ou apenas fizera um aparte como tantos feitos no dia a dia da Casa?

O certo é, transtornado, Aloysio acusou Gleisi de tentar ser “superior” aos outros senadores e, ainda, “ditar normas” sobre os pronunciamentos.

Mostrando que está afiada, a senadora petista não aceitou o nivel proposto e, para muito, deu uma aula de bons modos ao tucano:

– A educação faz parte do nosso debate. Tenho todo o direito de questionar declaração que considero leviana, que não tem base na realidade. Não tem números que comprovem que a presidente desestruturou o setor elétrico. Nós pegamos um setor desestruturado.

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Sob cerco, Assembleia Legislativa vota hoje privatização da Sanepar

Segundo a Guarda Municipal de Curitiba, 10 mil servidores públicos estão mobilizados, nesta quarta (19), no Centro Cívico; manifestação em defesa da Educação coincide com a votação, na Assembleia Legislativa, do projeto que privatiza a Sanepar; há 13 anos, o legislativo fora ocupado para impedir a venda da Copel; deputados coragem de pôr fim à  estatal Sanepar?

Segundo a Guarda Municipal de Curitiba, 10 mil servidores públicos estão mobilizados, nesta quarta (19), no Centro Cívico; manifestação em defesa da Educação coincide com a votação, na Assembleia Legislativa, do projeto que privatiza a Sanepar; há 13 anos, o legislativo fora ocupado para impedir a venda da Copel; deputados coragem de pôr fim à  estatal Sanepar?

Segundo a Guarda Municipal de Curitiba, cerca de 10 mil pessoas participam nesta quarta 19 da marcha contra o governo Beto Richa. Nesta tarde, manifestantes estão concentrados na Praça Nossa Senhora do Salete, no Centro Cívico, onde ficam os três poderes do Paraná: Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa e Palácio Iguaçu. ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
27 Comentários

Beto Richa repete ‘chororô’ em entrevista à  rede nacional de TV; assista

Beto Richa, em entrevista ontem ao telejornal Record News, expôs as vísceras de seu governo em rede nacional; aos jornalistas Ricardo Kotscho e Heródoto Barbeiro repetiu chororô ao dizer que a culpa da crise financeira do Paraná é da senadora "loura malvada" Gleisi Hoffmann, adversária dele em 2014; o tucano afirmou não acreditar na candidatura do senador Roberto Requião pelo PMDB, que espera na sua chapa de reeleição; o governador ainda explicou o empréstimo de R$ 65 milhões para concluir a Arena da Baixada; assista ao vídeo.

Beto Richa, em entrevista ontem ao telejornal Record News, expôs as vísceras de seu governo em rede nacional; aos jornalistas Ricardo Kotscho e Heródoto Barbeiro repetiu chororô ao dizer que a culpa da crise financeira do Paraná é da senadora “loura malvada” Gleisi Hoffmann, adversária dele em 2014; o tucano afirmou não acreditar na candidatura do senador Roberto Requião pelo PMDB, que espera na sua chapa de reeleição; o governador ainda explicou o empréstimo de R$ 65 milhões para concluir a Arena da Baixada; assista ao vídeo.

O governador Beto Richa (PSDB) foi entrevistado ontem pelos jornalistas Ricardo Kotscho e Heródoto Barbeiro, no telejornal Record News. Nada de novo. A mesma cantilena que o leitor deste blog está acostumado a ouvir: O Paraná está quebrado, mas a culpa é da Gleisi. ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
6 Comentários

Curitiba transformada hoje na ‘capital nacional da greve’

Diversas categorias protestam hoje e transforma Curitiba na 'capital nacional da greve'; manifestantes não descartam "unificar" marcha rumo ao Palácio Iguaçu e Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico; professores da rede pública estadual, educadores municipais e garis estão paralisados na capital; "Se hay gobierno, soy contra", dizia o revolucionário argentino Ernesto "Che" Guevara.

Diversas categorias protestam hoje e transforma Curitiba na ‘capital nacional da greve’; manifestantes não descartam “unificar” marcha rumo ao Palácio Iguaçu e Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico; professores da rede pública estadual, educadores municipais e garis estão paralisados na capital; “Se hay gobierno, soy contra”, dizia o revolucionário argentino Ernesto “Che” Guevara.

“Se hay gobierno, soy contra”, dizia o revolucionário argentino Ernesto “Che” Guevara. Essa frase expressa bem o que acontece nesta quarta-feira, dia 19, em Curitiba, transformada em ‘capital nacional da greve’ de diversos segmentos laborais. ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
67 Comentários

Paralisação de professores atinge 100% das escolas públicas do Paraná

Professores das 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná vão à s ruas nesta quarta 19 para exigir que Richa e Arns cumpram a Lei Nacional do Piso, que prevê 33% de hora-atividade; questionamento da "política do cafezinho" enseja articulação de quatro chapas para disputar a diretoria da APP; magistério também reivindica melhoria na qualidade do atendimento da saúde e cobra R$ 100 milhões devidos pelo governo aos educadores; leitor pode acompanhar online toda a movimentação dos grevistas pela Fanpage deste blog no Facebook (link abaixo).

Professores das 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná vão à s ruas nesta quarta 19 para exigir que Richa e Arns cumpram a Lei Nacional do Piso, que prevê 33% de hora-atividade; questionamento da “política do cafezinho” enseja articulação de quatro chapas para disputar a diretoria da APP; magistério também reivindica melhoria na qualidade do atendimento da saúde e cobra R$ 100 milhões devidos pelo governo aos educadores; leitor pode acompanhar online toda a movimentação dos grevistas pela Fanpage deste blog no Facebook (link abaixo).

O governador Beto Richa (PSDB) enfrenta nesta quarta 19 uma “paralisação” estadual de professores das escolas da rede pública que exigem o cumprimento da Lei Nacional do Piso, que prevê os 33% da hora-atividade. ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
66 Comentários

Coluna do Ademar Traiano: “Gleisi Hoffmann e Yorrally Ferreira: decisão fatal do PT sobre a maioridade penal deixa assassino impune”

Ademar Traiano, em sua coluna desta quarta, mantém o fuzilamento do costumeiro alvo louro; líder do governo e ideólogo do Palácio Iguaçu coloca na conta de Gleisi Hoffmann a derrubada do projeto no Senado que reduzia a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos; "Ninguém pode garantir que a vida de Yorrally Ferreira teria sido poupada se Gleisi Hoffmann não tivesse comandado a derrubada da que reduzia a maioridade penal, um desejo de 93% dos brasileiros. Mas, certamente, se não fosse à  ação da senadora paranaense - que garantiu a manutenção dessa

Ademar Traiano, em sua coluna desta quarta, mantém o fuzilamento do costumeiro alvo louro; líder do governo e ideólogo do Palácio Iguaçu coloca na conta de Gleisi Hoffmann a derrubada do projeto no Senado que reduzia a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos; “Ninguém pode garantir que a vida de Yorrally Ferreira teria sido poupada se Gleisi Hoffmann não tivesse comandado a derrubada da que reduzia a maioridade penal, um desejo de 93% dos brasileiros. Mas, certamente, se não fosse à  ação da senadora paranaense – que garantiu a manutenção dessa “bolsa impunidade” para menores criminosos – a possibilidade que seu assassino receber uma punição a altura de seu crime seria muito maior”, diz o colunista, que é advogado criminalista; Traiano também comentou sobre levantamento da Paraná Pesquisas sobre 51,72% dos curitibanos ainda não se convenceram que o Paraná é perseguido pelo PT e sua candidata ao Palácio Iguaçu; De cada dez paranaenses, quatro (39,95%) já descobriram o que Gleisi Hoffmann fez contra o estado nos verões passados!; leia o texto.

Ademar Traiano* ... 

Leia mais